Translate

segunda-feira, 20 de agosto de 2018


Alfredo Fressia
Poeta Uruguaio

Olá, bom dia, destaco mais um poeta uruguaio para o Cantinho da Poesia desta segunda-feira.
Abraços,
Míriam



Poema do poeta Alfredo Fressia (Montevidéu, 1948), pertencente ao volume Susurro Sur , publicado por Valparaíso México e Círculo de Poesia. O poeta reside desde 1976 em São Paulo, devido à ditadura de seu país. Ele é, além de poeta, professor e tradutor de português.

Coração e você

Esse é o seu coração.
Não é um relógio
Não é um pássaro engaiolado.
(Não se deixe enganar pelos poetas)
É apenas um coração
com seu tecido fibroso de músculo teimoso
e uma certa vocação para o sigilo.
Às vezes a mão no peito
pergunte as batidas. Então
mão e coração são assustadores.
Você já sabe que as válvulas estão apertadas
como coroas majestosas.

Não é um leão.
Mais como um boi,
Ele obedece a si mesmo.
Você vai ouvir, você ouve, você ouviu
e você sempre ignorará as respostas.
Você morre todas as noites com ele
e quando acordar, ouça sua ruminação,
agitado ou calmo, ele e você,
para o mesmo tremor.
Você respira, ele escava mais uma vez
o sulco da mansidão
e inexplicavelmente
É apenas um coração.

Fonte: Círculo de Poesia

Nenhum comentário: