quarta-feira, 18 de julho de 2018

Em algum lugar do paraíso
Luis Fernando Verissimo

Olá amigos, ótima quarta-feira a todos nós.
Eu amo o Luís Fernando Veríssimo e a indicação de leitura da querida e sempre atuante leitora do Histórias Fantásticas Hannah, é pra lá de excelente!
Então fica a sugestão e agradecimentos à Hannah por mais esta indicação.
Abraços,
Míriam


Em algum lugar do paraíso foi lançado pela Objetiva em 26/10/2011.
Nas 200 páginas Luis Fernando Verissimo expõe 41 crônicas sobre a vida, a morte, o tempo, o amor, sempre com um ar nostálgico e repleto de reflexões acerca das escolhas feitas ao longo da existência do ser humano com inquietações tão comuns a todo mundo. É uma leitura simples, porém com uma dose de humor, situações inusitadas e questionamentos atemporais que permeiam a experiência humana.

Luis Fernando Verissimo
Escritor, humorista, cartunista, tradutor, roteirista de televisão, autor de teatro e romancista brasileiro. Já foi publicitário e revisor de jornal. É ainda músico, tendo tocado saxofone em alguns conjuntos.
Verissimo nasceu em 26/09/1936, em Porto Alegre, Rio Grande do Sul.  Famoso por suas crônicas e contos de humor, é filho do escritor Érico Veríssimo.
Luis Fernando Veríssimo lança em 1981, na Feira do Livro de Porto Alegre, o livro de crônicas "O Analista de Bagé", que se esgotou em dois dias. Entre 1982 e 1989, foi redator semanal, com artigos bem humorados, para a revista Veja. Em 1994 publica "Comédias da Vida Privada", que foi adaptada para uma minissérie na televisão. Em 1995 passou a integrar o grupo Jazz 6, que lançou os CDs "Agora é Hora" (1997), "Speak Low" (2000), "A Bossa do Jazz" (2003) e "Four" (2006).
Em 2003, seu livro "Clube dos Anjos", na versão em inglês (The Club of Angels), foi escolhido pela New York Public Library, um dos 25 melhores livros do ano. Em 2004 recebeu o Prix Deus Oceans do Festival de Culturas Latinas de Biarritz, França. Recebeu o prêmio Juca Pato e foi considerado o Intelectual do ano pela União Brasileira de Escritores em 1997.
Destacam-se também O Popular, crônicas, 1973; A Grande Mulher Nua, crônicas, 1975; Amor Brasileiro, crônicas, 1977; O Rei do Rock, crônicas, 1978; Ed Mort e Outras Histórias, crônicas, 1979 e O Analista do Bagé, crônicas, 1981, entre outros livros. 

Nenhum comentário:

Feira virtual Jardim Secreto reúne marcas artesanais latino-americanas Olá, bom dia e excelente sexta-feira a todos nós. Dispon...