Translate

segunda-feira, 31 de julho de 2017

Não sei quantas almas tenho
Poesia de Fernando Pessoa

Muito bom dia a todos nós e iniciamos a mais uma semana, e que seja produtiva.
Sábado e domingo estive prestigiando o Santos Jazz Festival e ontem não consegui disponibilizar nenhuma notícias aqui na página, infelizmente. E durante o evento conheci pessoas muito legais e uma delas falou muito sobre Fernando Pessoa, pois como professora, ama Literatura e, em especial, Pessoa.


Não sei quantas almas tenho

Não sei quantas almas tenho. 
Cada momento mudei. 
Continuamente me estranho. 
Nunca me vi nem acabei. 
De tanto ser, só tenho alma. 
Quem tem  alma não tem calma. 
Quem vê é só o que vê, 
Quem sente não é quem é,

Atento ao que sou e vejo, 
Torno-me eles e não eu. 
Cada meu sonho ou desejo 
É do que nasce e não meu. 
Sou minha própria paisagem; 
Assisto à minha passagem, 
Diverso, móbil e só, 
Não sei sentir-me onde estou.

Por isso, alheio, vou lendo 
Como páginas, meu ser. 
O que segue não prevendo, 
O que passou a esquecer. 
Noto à margem do que li 
O que julguei que senti. 
Releio e digo:  "Fui  eu ?" 
Deus sabe, porque o escreveu. 

Fernando Pessoa
Fernando Pessoa foi um grande escritor da literatura em língua portuguesa e deixou vasta obra. Poeta de características inigualáveis, conferiu novos significados ao fazer poético, valendo-se do recurso da heteronímia, peculiaridade que fez dele um artista múltiplo.
Nascido em Lisboa, Portugal, em 1888, em 1914, escreveu os primeiros poemas de seus principais heterônimos: Alberto Caeiro, Álvaro de Campos e Ricardo Reis. Sob o heterônimo de Bernardo Soares, considerado o alter-ego do poeta, escreveu os fragmentos que posteriormente foram reunidos em O livro do desassossego, uma de suas mais importantes obras.
Seu nome também está ligado ao Modernismo português, movimento do qual foi precursor ao lado dos escritores Almada Negreiros e Mário de Sá-CarneiroAjudou a fundar a revista Orpheu, responsável por divulgar as ideias modernistas em Portugal e também no Brasil.


Nenhum comentário: