Translate

quarta-feira, 18 de abril de 2012

Olá amigos, muita paz e felicidade para encararmos mais um dia.
Eu recebi uma indicação da poetisa Mirian Melo de um artista plástico e fui conferir seus trabalhados na Revista Biografia e achei muito dez. Então, trago aqui para o espaço um pouquinho da arte de João Sebastião. Disponibilizei algumas fotos na PÁGINA FOTOS, veja mais acima.
Para quem assistiu e gostou do filme Os Homens que Não Amavam as Mulheres, longa espetacular, agora será lançado também em quadrinhos.
Hoje é dia do nascimento de um dos maiores escritores brasileiros, Monteiro Lobato, que nos deixou uma vasta obra e autor da célebre frase “um país se faz com homens e livros”.
Confira as novidades da CPFL Cultura e também uma linda poesia no Cantinho da Poesia.
Bem queridos, espero que gostem e aguardo você aqui amanhã para mais novidades.  
Beijo grande,
Miriam

João Sebastião da Costa
João Sebastião Francisco da Costa (Cuiabá MT 1949) ou simplesmente João Sebastião - Desenhista, pintor, figurinista e professor.
Foi com sua mãe, a artista Alexandra Barros da Costa,  que João Sebastião descobriu o seu talento para a arte. Aos 7 anos de idade João via sua mãe modelar o barro, e fazer suas peças em cerâmica, e encantado com isso ele começou a ajudá-la a pintar as peças, e aos 12 anos João Sebastião já tinha seu próprio atelier
João Sebastião é um dos artistas que figura no Dicionário de Artes Plásticas no Brasil, de Roberto Pontual. Ele também possui obras em importantes acervos como, por exemplo, Pietro Maria Bardi e outros acervos de colecionadores do país e do exterior.
Os trabalhos do artista ilustram várias obras como a capa do livro "Artes Plásticas no Centro-Oeste", de Aline Figueiredo etc.
Para marcar o seu retorno a cultura carnavalesca, em 2012, João Sebastião confeccionou lindas máscaras de carnaval que são verdadeiras obras de artes, todas feitas em material  reciclável (garrafa pet) e pintada com tinta acrílica.

Projetos para 2012 


João Sebastião traz a concepção de uma nova ideia onde o verbo compartilhar é imperativo. Estará formando grupos para repassar os seus ensinamentos, ou melhor, estará compartilhando com o público em geral com pessoas tudo que sabe sobre a arte, inclusive com desenvolvimento de projetos a serem desenvolvidos nas escolas. O artista nos diz que seu atelier estará sempre aberto a visitações principalmente de grupos escolares.
O Artista, hoje, com 62 anos, mantém seu atelier em sua casa, um lugar mágico envolvido por arte de cores vibrantes que nos permite entrar em mundo de fantasia onde a arte é a singular característica do artista.  

Contado com o artista pelo telefone
(65) 3027-3559 ou facebook: https://www.facebook.com/joaosebastiaoarte

Fontes:
http://joaosebastiaocosta.blogspot.com
http://fuzuedasartes.blogspot.com.br/

João Sebastião da Costa
Todos os direitos autorais reservados ao autor

Colaboração: Poetisa Mirian Marclay Lemos Melo


--------------------------------
Os Homens que Não Amavam as Mulheres ganha versão em quadrinhos
Primeiro vieram os livros e, depois, os filmes suecos. Em seguida, David Fincher dirigiu o belíssimo Millenium: Os Homens que Não Amavam as Mulheres, com  Daniel Craig como Mikael Blomkvist e Rooney Mara como Lisbeth Salander. Agora, Os Homens que Não Amavam as Mulheres (The Girl With the Dragon Tattoo) ganha uma versão graphic novel (HQ). A DC Entertainment irá lançar a versão em quadrinhos em novembro.
Os Homens que Não Amavam as Mulheres é um enigma a portas fechadas - passa-se na vizinhança de Hedestad, Suécia. Em 1966, Harriet Vanger, jovem herdeira de um império industrial, some sem deixar vestígios. No dia de seu desaparecimento, fechara-se o acesso à ilha onde ela e diversos membros de sua extensa família se encontravam. Desde então, a cada ano, Henrik Vanger, o velho patriarca do clã, recebe uma flor emoldurada - o mesmo presente que Harriet lhe dava, até desaparecer. Henrik está convencido de que ela foi assassinada. E que um Vanger a matou.
----------------------------
FATOS HISTÓRICOS
Nascimento de Monteiro Lobato

Em 18 de abril de 1882, na cidade de Taubaté (SP), nasce José Bento Renato Monteiro Lobato.
Desde pequeno já se interessava pela literatura e demonstrava talento para o desenho. Na biblioteca na casa do avô materno, lia todos os livros infantis que encontrava. Aos 14 anos, escrevia contos para os jornais da escola.
Em 1900, muda-se para São Paulo e ingressa na Faculdade de Direito do Largo de São Francisco. Com os colegas de turma, funda uma sociedade literária chamada Arcádia Acadêmica. Elogiado pelos seus textos originais e pelo humor irreverente, torna-se presidente da organização e colabora com o jornal Onze de Agosto, escrevendo crônicas e críticas teatrais.
No ano seguinte, vence o concurso literário promovido pelo Onze de Agosto, com o conto “Gens ennuyeux”.
Forma-se bacharel em Direito em 1904, e regressa a Taubaté. Três anos depois, é nomeado promotor público em Areias e em 1908, casa-se com Maria Pureza, com quem tem três filhos.
Teve artigos publicados pelo jornal o Estado de São Paulo, incluindo uma enorme pesquisa sobre o Saci. Em 1917, cria um de seus personagens mais famosos, o polêmico Jeca Tatu, e no ano seguinte, lança com estrondoso sucesso Urupês, seu primeiro livro de contos.
Engajado na causa do nacionalismo, defendia uma arte devidamente brasileira. Cria personagens procurando resgatar a cultura do interior e lendas do folclore nacional.
Funda a Editora Monteiro Lobato & Cia em 1918, lançando autores inéditos e melhorando a qualidade gráfica das publicações do país, mas vai à falência. Mais tarde, funda a Cia. Editora Nacional.
Em 1920 publica Negrinha e A Menina do Narizinho Arrebitado, sua primeira obra para crianças. Daí, surgem novos personagens, como Dona Benta, Pedrinho, Visconde de Sabugosa, Tia Nastácia e a boneca Emília, que dão origem ao Sítio do Picapau Amarelo.
Muda-se para Nova Iorque em 1927, onde vive durante quatro anos. Quando retorna ao Brasil, dedica-se à Campanha do Petróleo. Suas idéias provocam o governo brasileiro e em 1941, é decretada a sua prisão. Foi libertado no mesmo ano, mas a luta pelo petróleo acaba por deixá-lo pobre e doente.
Autor da célebre frase “um país se faz com homens e livros”, ao longo de sua vida, dedica suas obras principalmente para o público infantil. Escreve em torno de duas dezenas de livros para crianças e outros tantos volumes para adultos, entre contos, ensaios e artigos.
Monteiro Lobato morre em 4 de julho de 1948, vítima de um acidente vascular.
Em 8 de janeiro de 2002, o dia 18 de abril foi oficializado como Dia Nacional do Livro Infantil, em homenagem ao nascimento de um dos maiores escritores brasileiros do século XX.

-----------------------
CPFL Cultura


 -------------------------
CANTINHO DA POESIA

A Noite das Flores V
Mirian Marclay Lemos Melo

Enquanto distante do dia, teus toques me desfolham
As horas passam a contento, na ilha deserta que desenho.
As águas beiram meus pés, mas as bebo em tuas mãos...
Elas são as esplendorosas vagas do amor em que
Mergulhei meu coração...
Da vida sou teu sal, a rocha que à beira mar te toma
A luz que ao teu corpo se soma
Teu sublime cristal a tocha que sutilmente te doma
Quando me embriago ao sorver o teu licor
E passas a me vestir em seda vermelha
Nas mais suaves pétalas de amor...

Conheça a poetisa, acesse:




Um comentário:

Mirian Marclay disse...

Muito obrigada Miriam por todo carinho, compreensão, apoio poético e fraterno! Meu sincero carinho e desejo de letras linda para ti!
Bjs
Mi