Translate

terça-feira, 17 de abril de 2012


Bom dia a todos vocês e bom começo de semana.
Hoje tem um artigo muito interessante sobre a censura da internet na China. Veja só, como é possível censurar a internet? Leia mais.
Tenho também um assunto triste, a morte do cineasta brasileiro Adriano Stuart.
Mudando para um assunto bom, o escritor Marcos Henrique Martins está lançando o seu novo livro “O Lado Avesso” e concedeu uma entrevista muito legal para o Histórias Fantásticas, veja como foi.
Bem, por hoje é só pessoal. Espero que gostem das novidades.
Amanhã tem mais assuntos, te espero por aqui.
Abraços.


Internet é incontrolável
Em um artigo publicado neste domingo, 15, no jornal britânico The Guardian, o artista dissidente chinês Ai Weiwei, de 54 anos, diz que o governo do seu país bloqueia as principais plataformas da internet, como o Twitter e o Facebook, porque tem medo do debate livre.
Tal postura governamental, ressalta Ai Weiwei, está deixando o país para trás na competição mundial nas próximas décadas. O artista dissidente destaca ainda que as tentativas da China de censurar a internet estão condenadas ao fracasso.
Ai Weiwei foi preso entre abril e junho do ano passado, o que gerou uma onda de protestos no mundo inteiro. Desde que foi solto, o artista vive sob um forte controle por parte da polícia e não pode sair de Pequim.

‘Liberdade vencerá’


Para ele, “a longo prazo, os líderes terão que entender que não é possível censurar a internet, a menos que a desliguem — e eles não podem viver com as consequências disso”.
Ai Weiwei conclui seu artigo afirmando que “a internet é incontrolável. E se a internet é incontrolável, a liberdade vencerá. É simples assim”.

Fonte: Opinião & Notícia

----------------------------
Morre o ator e cineasta brasileiro Adriano Stuart

Morreu aos 68 anos, na noite deste domingo (15), o ator, diretor e roteirista Adriano Stuart. Segundo informações, ele foi encontrado desacordado próximo a sua cama, na sua casa, em São Paulo.

O corpo será submetido a uma autópsia e as causas da morte ainda não foram divulgadas. O corpo de Stuart será cremado no Cemitério da Vila Alpina, na Zona Leste de São Paulo, mas ainda não definido um horário definido para a cerimônia.
A irmã do ator, Cristina, afirmou que ele estava com depressão, além de fumar muito.
Adriano Stuart é conhecido por atuar em diversos filmes e programas de TV, além de ter sido também responsável pela produção e direção do programa infantil TV Fofão de 1986 a 1999.

Como diretor, também foi responsável por alguns dos famosos filmes dos Trapalhões: O Incrível Monstro Trapalhão (1982), Os Três Mosqueteiros Trapalhões (1980), O Cinderelo Trapalhão (1979), O Rei e os Trapalhões (1979) e Os Trapalhões na Guerra dos Planetas (1978).

Atuou também em um dos recentes longas do ator e cineasta José Mojica Marins, o icônico Zé do Caixão (Coffin Joe, para os gringos). Stuart interpretou o Capitão Oswaldo Pontes em Encarnação do Demônio (2008).

--------------------------
ESPECIAL ENTREVISTA

Escritor Marcos Henrique Martins

Olá, Marcos, é um prazer recebê-lo e agradeço por ter concedido a entrevista ao Histórias Fantásticas.

Miriam Santiago: Marcos, além de estudante de Jornalismo, sei que você está na reta final e se forma no final do ano,  assessor parlamentar e blogueiro, você também é escritor e poeta. Quando você começou escrever suas histórias?

Comecei a escrever mesmo romances, aos 23 anos, hoje tenho 34, então, isso ainda foi no século passado (risos). Mas no começo, eu escrevia poemas e letras para músicas da minha banda de rock, isso quando eu tinha 15 ou 16 anos.  Meu primeiro romance eu escrevi aos 23 anos, ele se chama Poemas Suicidas – Diários de um Moribundo. É um livro bastante pessoal e forte, ainda não o lancei por uma editora, até tentei, mas acho que as editoras achavam que se tratava de um livro de poemas, quando na verdade não é. É um romance, o mais visceral que eu já escrevi.

Ao longo dos anos fui escrevendo mais, lendo mais e tentando criar uma personalidade para minha literatura. Até agora já escrevi 5 livros e O Lado Avesso é meu primeiro lançado por uma editora. 

Miriam Santiago: Fale sobre o seu novo romance, O Lado Avesso.

O Lado Avesso – Nornes, o Mago nasceu em 2005 e 2006, mas foi em 2009 que comecei a escrever o livro. Se não fosse a mania que brasileiro tem de deixar tudo para última hora, digo isso por que o Lado Avesso era para ser um Game, não um livro de fantasia, hoje não existiria esse meu garoto (livro). O Ministério da Cultura fazia, não sei se ainda faz um concurso para criação de games (jogos), se o roteiro do jogo fosse escolhido o ganhador recebia 30 mil reais, deixei para última hora mandar o roteiro e acabei não conseguindo e isso aconteceu duas vezes. O roteiro do jogo ficou lá, parado até 2009, quando comecei a pensar em escrever algo sobre o gênero fantástico, mas não queria fazer uma coisa igual ao que todos fazem, por isso, fui buscar inspiração em nosso rico folclore e nossa língua indígena, foi dessa forma que o livro começou a ganhar forma e vida.

O lado avesso conta a história de Tibério, um homem que ao ser atropelado no dia em que vai pedir a mão de sua namorada em casamento, entra em coma no mundo consciente como é chamado nosso mundo, e desperta em um novo mundo. Um lugar onde há vários anos está em guerra para tentar destituir o tirando rei Basef de seu trono, esse conseguido após Basef assassinar o verdadeiro Rei de Fargo. Ao despertar em Fargo, Tibério não sabe quem é ou de onde veio, nem seu nome, nesse novo mundo ele passa a se chamar Theo e junto com o príncipe curupira Apuã e a espírito da floresta Háfia vão à busca do Mago Nornes, para conseguir descobrir quem é ou como chegou até Fargo. Theo não se lembra do mundo consciente, apenas tem lampejos desse mundo, mas não sabe explicar o que está acontecendo com ele.

O livro será uma trilogia, não quis escrever tudo em um único livro para que não ficasse tão caro e enorme, mas já comecei a escrever o segundo e tenho o terceiro em minha cabeça, esperando para ir para o papel.


Miriam Santiago: Além da Livraria Cultura, onde mais os seus leitores podem encontrar o livro?

O livro pode ser encomendado no próprio site da editora, a editora Baraúna e para quem gosta de E-books, o site da livraria Saraiva, além do site da Livraria Cultura estão vendendo o e-book do livro. Se você digitar o nome do livro no Google também irá achar sites que estão vendendo o e-book do livro.

Miriam Santiago: Marcos, conte-nos agora, um pouco sobre o seu lado poeta. Quando você começou a escrever poesias?

Costumo brincar que sou um escritor por vocação e poeta por natureza. Comecei escrevendo poesia aos 21 anos, antes eram só fragmentos de uma poesia muito verde, depois de ter passado por uma dura depressão, sem ter feito nenhum tratamento, não recomendo a ninguém a passarem pelo o que eu passei sem fazer um tratamento adequado. Pois bem, comecei a ler muito Fernando Pessoa, Mário de Sá Carneiro, Augusto dos Anjos e Carlos Drummond, entre outros, e fui tomando gosto pelo poetar. Não sou de escrever sonetos, nem de utilizar certas regras em se fazer poesia, prefiro os versos livres e a prosa, também gosto de escrever tentando utilizar uma técnica, chama fluxo da consciência, que alguns escritores, como por exemplo, James Joice e Clarice Lispector usaram. Sou ou não sou metido? (risos).

Muitos de meus poemas são para serem sentidos e não entendidos costumo dizer e assim vou tentando deixar minha marca no mundo, se não conseguir, pelo menos deixei no facebook e em alguns blogs (risos).

Estou escrevendo um livro de poemas também, em breve falo mais sobe o assunto.         

Miriam Santiago: Você já lançou algum livro de poesias?

Sim e não, eu explico. Lancei, por uma editora que só vendia livros eletrônicos, mas isso foi há muito tempo e não tenho boas recordações dessa época, isso foi há dez anos atrás, a internet não era tão rápida e muitas pessoas não compravam pela rede. Não consegui vender nenhum livro e a editora também não ajudou muito, mas pretendo lançar um livro com meus poemas no máximo em dois anos, vamos ver se eu consigo, torçam por mim.

Miriam Santiago: Marcos, quais seus projetos para este ano?

Este ano pretendo trabalhar muito na divulgação de meu livro O Lado Avesso – Nornes, o Mago, finalizar o livro de poemas que comecei a escrever, será uma coisa diferente do que já fiz, pois são poemas temáticos, finalizar as continuações do lado avesso e estou já criando no caos de meu pensamento mais um livro, ainda sem título, mas que os personagens e as situações já começam a fazer eco em meu cérebro.  

Miriam Santiago: Finalizando, deixe seus contatos para que possamos acompanhar seus lançamentos e escritas.

Quem quiser conhecer meus textos, poemas e trechos de meus livros esses são os lugares:





Alguns de meus poemas, textos e músicas da época em que eu tinha minha banda de rock no perfil no Pernambuco Nação Cultural: 
  
Miriam Santiago: Obrigada pela entrevista e boa sorte nessa nova empreitada e sucesso. Abraços.

Sou eu que agradeço pelo espaço, e abraços virtuais e literários a todos!



Um comentário:

PH - 13 disse...

Marcos além de ser um belo de um exemplo de cidadão em comportamento social ainda tem essa grande graça divína que é realizar um de seus sonhos de consumo durante sua jornada artística, que phoi lançar seu primeiro livro... Ele mereçe isso tudo, bom philho, bom marido, ótimo amigo e acredito que agora um bom pai de um curupira lindo e cheio de saúde... Que venha agora um mortal phetal para encantar ainda mais sua vida pessoal, pois a prophissional tá encaminhada nas mãos de Deus !!! parabêns À todos vcs !!! PH