quarta-feira, 3 de julho de 2019

Duolingo – A oportunidade de estudar outros idiomas

Você sempre teve vontade de aprender um novo idioma, mas por conta de rotina ou até mesmo o valor de mensalidades, nunca iniciou os estudos? Isso é comum entre os brasileiros. Mas hoje vai uma dica para você começar seus estudos e se tornar um poliglota!
O Duolingo é um aplicativo que possui versão mobile e web, e tem como objetivo ensinar idiomas de maneira dinâmica e divertida, e o melhor de tudo, é grátis. Até existe a opção de pagar uma mensalidade para ter acesso a alguns recursos, mas estes são apenas um plus (como o nome da própria modalidade paga) e não são necessários para aprender.
O aplicativo transforma o aprendizado em diversão, como um jogo, e com uma sugestão de metas estabelecidas pelo próprio usuário (de 5 a 20 minutos por dia) te dá exercícios para serem realizados (pronúncia, “listening”, escrita e compreensão) com o objetivo de que você aprenda um pouco mais todos os dias.
Para quem fala apenas o português, o aplicativo conta com as opções: inglês, espanhol, francês, alemão, italiano e esperanto. Já para quem fala outros idiomas como inglês ou espanhol, o site chega a disponibilizar mais de 20 idiomas diferentes, como japonês, chinês, norueguês, holandês, turco, grego, africâner, entre outros.
Vale ressaltar que apenas o aplicativo não o tornará fluente no idioma, e é necessário mesclar outras atividades. Uma dica é aos poucos ir lendo revistas e jornais digitais no idioma que está aprendendo, assistir filmes e seriados, escutar cantores do país em questão, e iniciar conversas com nativos em aplicativos como o hellotalk (web e mobile).
Se você sempre quis aprender o magnifique (fr) francês para poder aproveitar ao máximo sua viagem marcada para Paris, é a chance.
O site do aplicativo é esse: https://www.duolingo.com


Curiosidade:
Segundo o FSI (Foreign Service Institute), órgão diplomático americano, o tempo médio para aprender um idioma como inglês ou espanhol é de 600 a 750 horas de estudo, e o árabe ou chinês, pelo menos 2.200 horas!

Fonte: site Duolingo
Colaboração: Matheus Rossi/Polo de Comunicação da Sabesp

Nenhum comentário: