domingo, 30 de junho de 2019


A Revista Conexão Literatura está no ar!
Baixe gratuitamente a edição de julho

Olá, excelente domingo a todos nós!
Leitores da Revista Conexão Literatura já podem baixar gratuitamente a edição de julho.
São quatro anos atuando no mundo digital com diversas atividades literárias de qualidade e acessível a todos!

O editor-chefe e idealizador da revista Ademir Pascale comemora. “Tudo começou com uma ideia em julho de 2015, sendo lançada de forma experimental a edição de nº 01, tendo como destaque o escritor Oscar Wilde. A Revista Conexão Literatura tornou-se um grande canal digital de entretenimento e informação para autores, leitores, editores, blogueiros e profissionais do meio literário e cultural. Foram entrevistados e passaram por nossas edições autores como Conceição Evaristo, Elisa Lucinda, Martinho da Vila, Eduardo Spohr, José Xavier Cortez, Pedro Bandeira, Paula Pimenta e Mario Sergio Cortella, além das plataformas Amazon KDP e Skoob.  Publicamos centenas de autores nesses quatro anos de vida. E que venham muitos outros anos...!, ressalta Pascale.

Para baixar a edição:

Site da revista:


sábado, 29 de junho de 2019


Olá, bom sábado a todos nós!
Após semana conturbada por conta de acidente doméstico com minha mãe, retomei minhas atividades no serviço e aqui na página, dias difíceis, mas graças a Deus está voltando à normalidade.
Grande abraço,
Míriam


Santos Film Fest
Uma oportunidade de se divertir com a 7ª arte

O festival que começou nesta quarta-feira, dia 26 de junho, traz consigo uma oportunidade de visualizar as relações humanas, tais como a demonstração do carinho, respeito, compreensão e até mesmo o verdadeiro sentido da amizade. Você está se perguntando como? A partir da sétima arte!
Comemorando as 4 décadas do filme “Hair” do diretor Milos Forman, que em sua composição traz a música “Let The Sunshine In” (Deixe o Sol Entrar – em nossa tradução),  surgiu a oportunidade de utilizá-la como inspiração e intitular essa nova edição do Film Fest como “Deixe a Arte Entrar” fazendo referência ao cinema (7ª arte).
Ele contará com filmes nacionais, internacionais, disponibilizando diferentes gêneros, tais como, aventura, documentários, terror, drama, animações, comédias e entre outros. Estarão disponíveis também oficinas formativas, palestras e bate-papos gratuitos com profissionais da área de cinema, caso esteja interessado em participar desses momentos práticos, inscreva-se no link abaixo:



As exibições estarão disponíveis de 26 de junho a 3 julho e acontecem Cine Roxy 4 no Pátio Iporanga, Cine Arte Posto 4 (Sala Rubens Ewald Filho), Museu da Imagem e do Som de Santos, Cinemateca de Santos, Sesc de Santos e na Open House Idiomas ; os ingressos são totalmente gratuitos podendo ser retirados uma hora antes no Cine Roxy e meia hora antes no Cine Arte Posto 4.

domingo, 23 de junho de 2019

Teatro e dança no XXIII Fescete

Olá, bom domingo!
Se você gosta de teatro e dança confira a programação do XXIII Fescete – Festival de Cenas Teatrais, que acontece até o dia 28 de junho em Santos.
São mais de 80 sessões artísticas em diferentes endereços, confira a programação completa do evento no site


sábado, 22 de junho de 2019


O pensamento positivo pode vir naturalmente para alguns, mas também pode ser aprendido e cultivado, mude seus pensamentos e você mudará seu mundo.




Olá, bom dia!
Um bom sábado para todos nós.
Estou a “todo vapor” na produção de um conto para a edição de julho da Revista Conexão Literatura.
Caso não tenha lido ainda a edição deste mês, é só clicar na imagem da revista do lado direito da tela.
Abraços, até amanhã,
Míriam

sexta-feira, 21 de junho de 2019


Mostra no MIS até 18 de agosto
Björk Digital



O Museu da Imagem e do Som de São Paulo (MIS) recebe até dia 18 de agosto, a exposição internacional Björk Digital. Na mostra, música, artes visuais e tecnologia se unem para expressar o pioneirismo da multiartista islandesa Björk.
A mostra, que estreou em Sydney em 2016 e já passou por Tóquio, Barcelona, Cidade do México, Moscou, Montreal, Londres e Los Angeles, entre outras, será apresentada pela primeira vez no Brasil.
Concebida por Björk e James Merry, com produção do MIF (Manchester International Festival), a mostra é dividida em seis áreas compostas por realidade virtual e elementos audiovisuais imersivos que demandam a interação dos visitantes.
Para quem visitar a exposição, o MIS distribuirá um folder especial (sujeito a disponibilidade), que se transforma em um pôster, com textos da Björk, Zeca Camargo (jornalista, apresentador e fã da cantora desde 1992) e Cleber Papa (diretor cultural do MIS). Tire a fotografia do pôster em sua casa e compartilhe com as hashtags #björknomis e #björkdigital.

Serviço:
Exposição Björk Digital – até o dia 18 de agosto
Local: MIS – Avenida Europa, 158, Jardim Europa, São Paulo
Horários: de terça a sábado, das 10h às 20h; domingos e feriados, das 10h às 19h – a permanência no espaço expositivo é de até duas horas após o último horário
Ingressos: R$15 (meia) e R$ 30 (inteira); grátis às terças. Não há venda antecipada na bilheteria
Ingressos antecipados: mesmo valor – exclusivamente no site e no app da Ingresso Rápido:

Mais informações: (11) 2117-4777 


Fonte: texto e fotos: MIS

quinta-feira, 20 de junho de 2019


Dicas da Língua Portuguesa
Porque, por que, porquê e por quê




quarta-feira, 19 de junho de 2019


Sesi Santos apresenta espetáculo circense Pedra no Sapato

O Sesi Santos receberá o espetáculo circense Pedra no Sapato,  com os clássicos palhaços de picadeiro para os palcos modernos, nos dias 21 e 22 de junho, sexta-feira às 15h e sábado às 16h.

A entrada é gratuita e os ingressos podem ser reservados pelo sistema Meu SESI: www.sesisp.org.br/meu-sesi

Peça discute a importância do respeito e da convivência com o outro. Em Pedra no Sapato, a história de dois palhaços e da relação que se desenvolve entre eles. Suspiro é o artista e Burbuja a faxineira do teatro. Entre uma brincadeira e outra, com uma sequência de truques clássicos de palhaços, o espetáculo narra o conflito que começa quando Suspiro entra em cena para apresentar o show e é interrompido pela palhaça que se preocupa em fazer o seu trabalho no teatro. Conduzindo esse enredo divertido e poético, eles levam o público a mergulhar na arte dessa figura circense.

Ao brincar também com a ideia das pessoas que nos incomodam e atrapalham, as pedras no sapato, a peça discute as dificuldades das relações humanas e sobre a importância de se aprender a respeitar e conviver com o outro.

Sem muitos diálogos, a peça se entende essencialmente através da linguagem corporal, gestos e expressões, além da trilha sonora instrumental feita para o espetáculo. Desde 2013 juntos, o ator Felipe Abreu e a argentina Romina Sanchez, do grupo Laguz Circo, revivem a arte clown, em um mergulho na arte simples, ainda assim engraçada e encantadora.

Sesi Viagem Teatral
O programa realizado pelo setor de Artes Cênicas do Sesi-SP apresenta um panorama da produção cênica brasileira contemporânea, proporcionando variadas experiências estéticas, para o fomento da diversidade cultural e o estímulo à formação de novas plateias. A cada ano cerca de 35 espetáculos são selecionados via edital para compor o projeto. As peças circulam por 17 teatros em todo o Estado de São Paulo. O Viagem Teatral movimenta mais de 460 artistas, técnicos, produtores e profissionais que vivem em função da arte no País. Em 2018, por exemplo, mais de 62 mil pessoas tiveram a oportunidade, gratuitamente, de assistirem os espetáculos apresentados.

Serviço:
Espetáculo circense Pedra no Sapato
Quando: dias 21/06 (às 15h) e 22/06 (às 16h)
Local: teatro do Sesi Santos –Avenida Nossa Senhora de Fátima, 366, Jardim Rádio Clube
Mais informações: (13) 3209-8210
Reservas de ingressos gratuitos:

terça-feira, 18 de junho de 2019

Histórias da Gente Brasileira
Dica de leitura

Mary del Priore é historiadora e ex-professora dos Departamentos de História da USP e da PUC/RJ. Ela concluiu o doutorado em História Social na Universidade de São Paulo e pós-doutorado na Ecole des Hautes Etitudes En Sciencies Sociales de Paris.
Ao longo de uma década Mary colaborou para o Caderno Feminino de O Estado de São Paulo e continua escrevendo para periódicos nacionais e estrangeiros. Autora de mais de 40 livros, recebeu da Fundação Joaquim Nabuco, por duas vezes (1998 e 2000), o prêmio Casa Grande & Senzala, em função dos livros História das Mulheres no Brasil e História das Crianças no Brasil. A obra que aborda as mulheres no país desde o período colonial lhe rendeu também o prêmio Jabuti, em 1998, na categoria Ciências Humanas. Ainda em 1998, recebeu o prêmio de Personalidade Cultural do Ano.

Em Histórias da Gente Brasileira – Volume 1, a autora conta as verdadeiras histórias do país, aquelas que retratam intimamente a vida da gente brasileira.
Nele, você vai descobrir como as pessoas se vestiam, onde moravam, o que comiam, o que faziam para se divertir e tantos outros fatos “menores”, que dizem muito sobre elas e sobre todos nós. Os personagens vão além dos conhecidos, como Tiradentes ou D. Pedro I; todos os brasileiros são personagens também. Afinal, é conhecendo nossas raízes, as histórias de nosso povo e os objetos que usavam que seremos capazes de compreender melhor o país em que vivemos e de construir um futuro mais promissor. O que o livro propõe é olhar pelo buraco da fechadura e descobrir o que há por trás das cortinas do Brasil.
Este é o primeiro volume da coleção “Histórias da gente brasileira” – focado na época do Brasil Colônia –, que tem ainda outros três livros: um sobre o Império e dois sobre a República.  

segunda-feira, 17 de junho de 2019

Segunda-feira!

Segunda-feira é mais difícil porque é sempre a tentativa do começo de vida nova. Façamos cada domingo de noite um réveillon modesto, pois se meia-noite de domingo não é começo de Ano Novo é começo de semana nova, o que significa fazer planos e fabricar sonhos.

Clarice Lispector



domingo, 16 de junho de 2019


Ônibus elétrico dos anos 1940 abre nova exposição do Museu da Energia de São Paulo

Olá, excelente domingão a todos nós.
Achei bem interessante esta exposição e espero que agrade.
Abraços, até a manhã,
Míriam

O Museu da Energia de São Paulo inaugurou a exposição inédita "Rodas e Trilhos: Eletricidade nos Transportes", que explora a trajetória de outros meios à tração elétrica como o metrô e o recente VLT, além do futuro do transporte individual com os carros elétricos.
Instalada no andar térreo, a mostra apresenta a história de bondes, trens e ônibus elétricos e sua expansão pelo Estado de São Paulo.
Além de painéis, fotos e documentos, a mostra contém vitrines de objetos, com itens que fizeram parte do sistema de transporte elétrico da Capital, como uma manivela de acelerador de bonde de 1900 e um comando automático de estação de trólebus dos anos 1950 - o que havia de mais moderno à época, o aparelho antecede os computadores atuais que permitem o gerenciamento remoto.


A exibição faz parte de uma ação da Fundação Energia e Saneamento, instituição mantenedora da Rede Museu da Energia, em celebração dos 120 anos da energia na Capital Paulista, “trazer para a população, por meio de uma exposição, os impactos dos 120 anos da energia na Capital Paulista é essencial para o cidadão reconhecer a evolução de um período tão relevante no desenvolvimento urbano e social, e que, inclusive, reflete nos dias de hoje”, comenta Rita Martins, diretora da Fundação.
“Rodas e Trilhos: Eletricidade nos Transportes” que também contou com o apoio da ABRAVEI (Associação Brasileira dos Proprietários de Veículos Elétricos Inovadores), foi viabilizada por meio de aporte oriundo do edital 01/2018 Modernização de Museus – Prêmios, promovido pelo Ibram (Instituto Brasileiro de Museus).

Serviço:
"Rodas e Trilhos: Eletricidade nos Transportes"
Quando: Até 5 de outubro
Horários: das 10h às 17h
Entrada: gratuita
Local: Alameda Nothmann, 184, Campos Elíseos, São Paulo
Mais informações: (11) 3224-1489

Fonte: Fundação Energia e Saneamento

sábado, 15 de junho de 2019


Exposição “Avengers”
Mostra tem heróis hiper-realistas 


Com recordes bilionários nas salas de cinema por todo o mundo, o último filme da Marvel “Vingadores: Ultimato” está dando o que falar! Intitulada Avengers: Endgame Expo, uma mostra criada pela Iron Studios reúne estátuas em miniatura e em tamanho real dos personagens do filme, como Capitão América, Homem de Ferro e o vilão, Thanos, além de holografias e projeções 3D.
Os visitantes poderão conhecer e fotografar os diversos itens que compõem a linha, ficar cara-a-cara com figuras de ação em tamanho real.


Serviço:
Mostra Avengers: Endgame Expo
Quando: Até 26 de junho
Horário: de segunda a sábado, das 10h às 19h
Local: Iron Studios Concept Store - Alameda Gabriel Monteiro da Silva, 946, Jardim América, São Paulo
Entrada: gratuita
Mais informações: (11) 3062-3314



sexta-feira, 14 de junho de 2019


Sesi  recebe o espetáculo “Queijo e Goiabada, das canções que você não autorizou pra mim

Partindo do clássico Romeu e Julieta, a Cia Cênica traz na peça paródias e canções populares imortalizadas pela mídia. Nos dias 14 e 15, com entrada gratuita.

O SESI Santos recebe nos dias 14 e 15 de junho, sexta e sábado, às 20h, o espetáculo musical Queijo e Goiabada, das canções que você não autorizou pra mim, da Cia Cênica. A montagem se apropria de canções clássicas para refletir sobre a construção da identidade nos dias atuais. A entrada é gratuita e os ingressos podem ser reservados pelo sistema Meu SESI, em www.sesisp.org.br/meu-sesi

Com canções populares e paródias, Queijo e Goiabada, das canções que você não autorizou pra mim se inspira no clássico Romeu e Julieta, de William Shakespeare, e em composições do “Rei” Roberto Carlos. Apresentando uma história de amor plagiada, o espetáculo relaciona a construção das identidades presentes na contemporaneidade com as formas que dão (ou não) sentido ao mundo.

Num ir e vir entre a história de amor plagiada e a música não autorizada, a Cia Cênica apresenta o clássico na busca do presente contemporâneo. Críticas que não fazemos, pensamentos que não tivemos mas queríamos ter, imagens que não concordamos mas perpetuamos, fotos que não queríamos tirar e tiramos, trazendo à cena a construção da identidade nos dias atuais.

Serviço:
Espetáculo musical Queijo e Goiabada, das canções que você não autorizou pra mim, da Cia Cênica
Quando: dias 14 e 15/06, às 20 horas
Local: teatro do Sesi Santos –Avenida Nossa Senhora de Fátima, 366, Jardim Rádio Clube
Mais informações: (13) 3209-8210
Reservas de ingressos gratuitos:

quinta-feira, 13 de junho de 2019

Dicas da Língua Portuguesa

Olá, excelente quinta-feira a todos nós.
E hoje é dia da coluna Dicas da Língua Portuguesa, que relembra expressões redundantes.

O que são expressões redundantes?
É quando, numa frase, repete-se uma ideia já contida num termo anteriormente expresso. As expressões redundantes são aquelas que trazem informações desnecessárias, que nada acrescentam à compreensão das mensagens. 


Alguns exemplos:

Eu e minha irmã repartimos o chocolate em metades iguais.

O casal encarou de frente todas as acusações.

Adoro tomar canja de galinha.

O estado exportou para fora menos calçados este ano.

Quando amanheceu o dia, o sol brilhava forte.


Fonte: site só português

quarta-feira, 12 de junho de 2019


Conto Amor infinito

Bom dia. Hoje é Dia dos Namorados, e para comemorar, deixo aqui na página o meu conto Amor infinito, que faz parte da edição deste mês da Revista Conexão Literatura, esperoque gostem, abraços, obrigada.

E toda vez que o vento soprar seu ouvido, não será só apenas o vento, mas eu dizendo que te amo.
(Poeta Silvio César Rabélo Lopes)

         Olhei no relógio duas vezes e pensei: ela está atrasada! Bem, também acho que vim cedo demais, deve ser isso.
         E não tardou e minha amada chegou; eu é que estava muito ansioso para vê-la!
         E o casal se abraça e permanece unido por um bom tempo! Lágrimas rolam pelas faces dos amantes até o esperado beijo acontecer. Nada importa naquele momento, pois é o tempo deles. Ambos aguardavam por aquela cena, que até parecia de uma novela qualquer ou de um filme romântico bem produzido, daqueles que te faz chorar do começo ao fim e você sabe o final feliz que está por vir.
         - Você demorou, já estava aflito, diz Tomás, um homem de cabelos e barba ruivos, olhos claros aparentando quarenta e poucos anos.
         - Vim logo assim que pude, sabia de nosso compromisso firmado há tempos, como poderia esquecer? – Responde Isolda, na flor da beleza em seus trinta e poucos anos.
         - Você está maravilhosa, tão bela e com semblante de felicidade, isso me faz recordar de nossa primeira viagem que fizemos juntos a Portugal, lembra?
         - Oh, sim! Foram dez dias maravilhosos naquele país encantador que oferece excelente gastronomia, bom clima e pontos turísticos interessantes. Andamos e nos perdemos a procura da Torre de Belém, você se lembra? Pergunta Isolda.
         - Recordações inesquecíveis de todos os momentos juntos, minha vida sem teu cheiro, sem o frescor de teus cabelos em minhas mãos, teu beijo doce, sem tudo isso não tem sentido! Amo-te para toda eternidade! Responde Tomás.


         - O Elevador de Santa Justa, o jardim e museu dos Jerónimos, o Castelo de São Jorge, nossa foram tantos lugares lindos nossa viagem foi perfeita! Acrescenta a jovem.
         E o casal se abraça novamente completamente apaixonado. Um amor desses que ultrapassa as barreiras do tempo.
         - Isolda, estava aqui com meus pensamentos quando te conheci, você trajava um vestido surrado, cabelo despenteado, mas com fisionomia feliz, e foi essa pureza de espírito que eu mais gostei em você, pena termos passado todos aqueles entraves por causa de minha família. – Diz Tomás, segurando bem forte a mão da amada.
         - É verdade, fui feliz e triste ao mesmo tempo só porque te amei. Acredito que esta não seja uma boa lembrança de nosso amor, tivemos momentos em outras ocasiões muito mais agradáveis. – Retruca Isolda, fazendo sinal para que ele ficasse calado, para aproveitarem os poucos momentos.
         - Mas são tantas histórias que temos a relembrar, momentos preciosos que faço questão de falar, de pensar para jamais esquecê-los, diz Tomás.
         E Isolda levanta-se e estende a mão a ele, vamos caminhar, venha!
         E os dois andam calmamente por uma praça com um jardim cheio de flores e folhagens que só a primavera oferece!
         - Vamos sentar, o pouco que caminhamos estou cansado. Meu peito doe, pois sei que está chegando a hora, veja o relógio, nosso tempo está se esgotando.         
- Eu sei, já não estou mais sentindo os pés, disse Isolda.
         Tomás segura e beija as mãos da amada.
         - Pelo menos conseguimos passar o Dia dos Namorados juntos, estou feliz por isso. Ao nos despedirmos marcamos esse encontro e conseguimos nos ver, mesmo por pouco tempo, mas para mim valeu a pena, acrescenta Isolda.
         - Nunca é pouco tempo quando estamos com quem amamos, cada minuto, segundo vale a pena ser vivido e estamos juntinhos neste banco acompanhando as badaladas do Big Bang, diz Tomás, que não conseguia mais sentir as mãos dela. Ele virou o rosto para não ver que seu amor estava partindo, seu corpo agora era quase invisível se diluindo ao vento.
         - Eu te amo! Grita desesperado Tomás, deixando que o eco acompanhasse Isolda para onde quer que fosse.
         Agora sozinho ele imaginava quanto tempo mais haveria de passar até que ele a encontrasse novamente. E no banco, suas lembranças novamente de tempos remotos ele lembrou-se de quando a viu antes desse encontro, foi há quase 200 anos, quando sua família de nobres portugueses o enviou a um convento e ele fugiu, pois não tinha aptidão religiosa. Depois de perambular pela África foi parar na Calábria, quando conheceu uma jovem italiana bem mais nova, fugindo com a moça.
         Desembarcaram então, graças economia da jovem no Porto de Santos, formando família naquela cidade brasileira. Mesmo com dificuldade o amor sempre prevaleceu entre os dois, sendo interrompido quando ela adoeceu e faleceu.
         E assim as duas essências sempre acabam por se encontrar, não importando o tempo e tão pouco a classe social, pois o amor verdadeiro se sobrepõe a imensidão, à eternidade!
         ...
         Tomás está ansioso, pois é chegado o grande dia de retorno. Anda aflito, pois não sabe nada sobre sua nova morada.
         Segundos antes de partir a seu destino, um só pensamento: rever e estar com Isolda, o grande amor.        
         ...
         Passando-se alguns meses Fabíola não se continha de felicidade com seu lindo bebê, que chamava a atenção de amigos e familiares pela meiguice com ela: fitava-a o tempo todo com carinha risonha e sempre segurava com cuidado os cabelos da mãe. 

terça-feira, 11 de junho de 2019


Fatecs prorrogam inscrição para Vestibular do 2º semestre


Bom dia. Atenção para quem for participar do Vestibular das Fatecs, as inscrições foram prorrogadas até dia 12.

As inscrições para o processo seletivo das Faculdades de Tecnologia (Fatecs) do Estado de São Paulo foram prorrogadas até 15h da próxima quarta-feira (12). Vale lembrar que o Vestibular para o segundo semestre de 2019 oferece 14.885 vagas, distribuídas entre as 73 unidades. O exame será realizado no dia 30 de junho.
Para disputar uma das vagas, o candidato precisa ter terminado ou estar cursando o Ensino Médio ou equivalente, desde que no ato da matrícula comprove a conclusão do curso.


Inscrições
Para se inscrever no Vestibular, exclusivamente pela internet, é necessário preencher a ficha de inscrição e o questionário socioeconômico, imprimir o boleto e pagar a taxa no valor de R$ 70 (em dinheiro) em qualquer agência bancária ou por meio da ferramenta getnet (pagamento com cartão de débito e crédito), disponível na web.
No ato da inscrição, é possível escolher um curso em primeira opção e colocar como segunda opção: o mesmo curso (presencial) de primeira opção em outro período na mesma Fatec; ou o mesmo curso (presencial) de primeira opção oferecido em qualquer período de outra Fatec; ou ainda qualquer curso (presencial) com o mesmo conjunto de disciplinas prioritárias (a relação dos cursos estará na internet no momento em que o candidato for definir a segunda opção), em qualquer Fatec e período.

Fonte: portal do governo