terça-feira, 18 de dezembro de 2018




Olá, bom dia.
Segue nesta terça-feira o Cantinho da Poesia, coluna semanal as segundas, porém, como ontem não tive condições de postagem, deixei para hoje. Abraços.

Tu Eras também uma pequena folha
Pablo Neruda

Tu eras também uma pequena folha
que tremia no meu peito.
O vento da vida pôs-te ali.
A princípio não te vi: não soube
que ias comigo,
até que as tuas raízes
atravessaram o meu peito,
se uniram aos fios do meu sangue,
falaram pela minha boca,
floresceram comigo.

Um pouco de Pablo Neruda

Pablo Neruda, nascido Ricardo Eliécer Neftalí Reyes Basoalto, foi poeta chileno, considerado um dos mais importantes poetas da língua castelhana do século XX e cônsul do Chile na Espanha e no México. Recebeu o Nobel de Literatura em 1971.
Foram sessenta e nove anos de vida e um legado de pensamentos sobre o viver, sobre política, a natureza, mas o que realmente marca a obra do poeta são os versos de amor. Uma de suas obras mais conhecidas, aliás, é “Cem Sonetos de Amor” (1959), dedicada à sua segunda esposa e, ao que parece, amor da vida.

Fonte: o pensador, Wikipedia e Google  

Nenhum comentário: