terça-feira, 20 de novembro de 2018


Exposição “Isso é coisa de preto: 130 anos da abolição da escravidão”

A mostra pode ser conferida até dia 31 de dezembro, no Museu Afro Brasil.

 Jargão racista e ainda muito comum no Brasil, "isso é coisa de preto" ganha novo significado nessa exposição. Sob curadoria de Emanoel Carneiro, destaca a excelência e resistência negra nas mais diversas áreas do conhecimento durante os últimos 130 anos após a abolição da escravidão no Brasil, da arquitetura ao idioma, passando pela literatura, costumes, artes plásticas e dança.


E nem mesmo o esporte fica de fora. Homenageando o talento e a resistência negra também nos campos de futebol, integram o time dos jogadores retratados alguns dos principais responsáveis pelas três primeiras conquistas mundiais do Brasil, como os craques Pelé, Djalma Santos, Garrincha, Coutinho, Jairzinho, Barbosa, Zózimo e Fausto.
O público trava ainda contato com a produção artística de dois países de população predominantemente negra: Haiti e Cuba. Há, sobretudo, obras provenientes do sincretismo religioso nessas regiões, resultantes da união entre a prática de cultos do vodu e da religião católica.

Serviço
Exposição “Isso é coisa de preto: 130 anos da abolição da escravidão”
Quando: até 31 de dezembro – de terça a domingo, das 10h às 17h
Local: Museu Afro Brasil (Sul) - Avenida Pedro Álvares Cabral, s/nº - Portão 10, Ibirapuera, São Paulo
Ingresso: R$ 6
Mais informações: (11) 5579-0593  

Nenhum comentário: