segunda-feira, 6 de agosto de 2018


Coluna Cantinho da Poesia
Isabel Furini - O Poço

A coluna Cantinho da Poesia desta segunda-feira destaca a poetisa argentina Isabel Furini, para quem não conhece.


a Poesia é poço sem fundo
 (profunda loucura)
às vezes é euforia
e outras vezes é triste agonia

Poesia é trovão
que ensurdece as ruas
ou é vento galáctico
arrasando
o lado escuro da Lua.


Isabel Furini

Educadora e escritora de nacionalidade argentina, escreve poemas desde criança. Suas poesias foram premiadas no Brasil, na Espanha e em Portugal. Publicou 35 livros, entre eles a Coleção A Corujinha e os Filósofos da Editora Bolsa Nacional do Livro, em 2006, Joana a Coruja Filósofa e O Grande Poeta, para o público infantil. Publicou Os Corvos de Van Gogh e  Vírgulas e Outros Silêncios (Poemas). 
Foi nomeada Embaixadora da Palavra pela Fundação Cesar Egido Serrano (Espanha); Embaixadora da Rima Jotabé, Espanha; recebeu Comenda Ordem de Figueiró e foi nomeada Embaixadora Internacional e Imortal da Poesia pela Academia Virtual de Letras, Artes e Cultura do Brasil, em 2015. Participou de antologias na Argentina, no Brasil, no Chile e em Portugal.

Nenhum comentário: