terça-feira, 22 de maio de 2018


A restauração de um marco da história da nossa língua

Olá amigos, excelente terça-feira a todos nós.
Hoje minha postagem está por conta da restauração de um importante equipamento da capital paulista, o Museu da Língua Portuguesa. Acompanhe as informações:
  
Falado por mais de 250 milhões de pessoas e língua oficial de nove países, em quatro continentes, o nosso idioma merece ser lembrado e valorizado continuamente. Como exemplo dessa valorização, um dos espaços mais queridos aos paulistanos, o Museu da Língua Portuguesa, tragicamente destruído por um incêndio em dezembro de 2015, está sendo restaurado com o apoio e patrocínio de diversas empresas, uma delas a Sabesp.


Primeiro museu do mundo inteiramente dedicado a um idioma, a conclusão de suas obras e sua reinauguração é prevista já para 2019, no segundo semestre. Mas, para mantê-lo próximo da população mesmo durante os trabalhos de recuperação, foram realizadas, entre os dias 3 e 5 de maio, atividades como oficinas, aulas, visitas guiadas com escolas, contação de histórias, shows e várias outras.

Museu da Língua Portuguesa

Valorizar a diversidade da língua portuguesa, celebrá-la como elemento fundamental e fundador da cultura e aproximá-la dos falantes do idioma em todo o mundo. Foi com esses objetivos que nasceu o Museu da Língua Portuguesa.
A inauguração aconteceu no dia 20 de março de 2006. O local escolhido para abrigar o Museu foi a Estação da Luz, situada no coração de São Paulo – cidade com a maior população de falantes de português do mundo – e de importância histórica para a capital paulista e para o Brasil. A Estação era um dos principais pontos de passagem dos imigrantes que chegavam ao país e, até hoje, é um espaço dinâmico de contato e convivência entre várias culturas e classes sociais, abrigando sotaques vindos de todas as partes do Brasil.


Em quase 10 anos de funcionamento, o Museu da Língua Portuguesa recebeu 3.931.040 visitantes, que viveram a experiência de se conectar ainda mais com o idioma, suas origens, sua história, suas influências e as formas que ele assume no cotidiano da população.
De 2006 a 2015, foram mais de 30 exposições temporárias, além de cursos, palestras, debates e apresentações artísticas. Entre os homenageados com exposições, escritores como Clarice Lispector, Machado de Assis, Cora Coralina, Fernando Pessoa, Oswald de Andrade, Jorge Amado, Rubem Braga, Guimarães Rosa, Agustina Bessa-Luís e Gilberto Freyre, além do cantor e compositor Cazuza.
Atualmente, o Museu está fechado para reconstrução.


O Museu da Língua Portuguesa é uma iniciativa do Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Estado da Cultura, concebido e realizado em parceria com a Fundação Roberto Marinho. Tem, como patrocinador máster, a EDP; como patrocinadores, o Grupo Globo, o Grupo Itaú e Sabesp; e o apoio do Governo Federal, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura. A Organização Social de Cultura IDBrasil Cultura, Educação e Esporte é a responsável pela gestão do Museu.  

Nenhum comentário: