sexta-feira, 11 de maio de 2018


A Coragem de ser Imperfeito

Bom dia amigos, excelente sexta-feira a todos nós.
Quem não tem sugestão de livro para ler, segue dica da leitora do Histórias Fantásticas Rosana F. Santos, que leu o livro gostou e enviou a sugestão de leitura por e-mail (miriansssantos@gmail.com).

Sinopse
Brené humaniza o mundo de novo. Desmitifica. Ela nos entrega uma noção intrigante dos mecanismos e comportamentos, dos mais simples aos mais complexos, assim como os destrutivos e construtivos. Isso certamente nos ajuda a decifrar melhor as motivações por detrás de ações mínimas das pessoas e procura maneiras de ir contra a cultura do mal-estar (vergonha, desvalorização, não se sentir o bastante, ira, conformismo, desmotivação, julgamento, crítica, medo, ansiedade, desconforto, baixa autoestima, dependências, depressão etc). Para isso, devemos abraçar nossas imperfeições e desapegar de amarras que a sociedade criou e nos empurra a todo custo.
A abordagem sobre a cultura da escassez é uma excelente oportunidade para refletirmos sobre esse paradigma tão forte e tão presente em nossas vidas atualmente. Nunca temos o bastante e nem somos bons ou perfeitos o suficiente. Numa época de exposição e redes sociais, onde a perfeição é um objetivo cruel e inatingível, comparamos nossa vida, casamento, trabalho, filhos e família e saímos sempre com a sensação de que nos falta muita coisa. O que isso nos traz? Mais vergonha e falta de motivação. Mas é um alívio chegar, junto com a autora, à confortante conclusão de que o oposto da escassez, não é o excesso e sim o suficiente. É ser bom ou ter o bastante. Correr riscos, enfrentar nossos desafios e incertezas sabendo que não precisamos e não devemos ser perfeitos e que podemos ser libertadoramente, suficientes e plenos.
“Para mim e muitos de nós, o primeiro pensamento do dia, ainda na cama é: Não dormi o suficiente.“ O seguinte é: ”Não tenho tempo suficiente.” Esse pensamento de não suficiência vem a nós automaticamente, antes mesmo de podermos nos dar conta de sua presença ou examiná-lo. Passamos a maior parte de nossas vidas ouvindo, explicando, reclamando ou nos preocupando com o que não temos em quantidade ou grau suficiente. (…) Antes de nos sentarmos na cama, antes de nossos pés tocarem o chão, já nos sentimos inadequados, já ficamos para trás, já perdemos, já damos falta de alguma coisa (…)” - Lynne Twist.
Autora: Brené Brown
Editora: Editora Sextante
Páginas: 208

Brené Brown
Professora de pesquisa na Universidade de Houston Graduate College of Work. Ela passou os últimos treze anos estudando a vulnerabilidade, coragem, dignidade e vergonha do ser humano. Brené é autora de dois dos livros mais vendidos do New York Times. Brené é também fundadora e CEO da The Way Daring - Uma organização que traz o seu trabalho sobre a vulnerabilidade, coragem, vergonha e dignidade para as organizações, escolas, comunidades e famílias. A palestra da autora para o TEDx Houston, chamada O Poder da Vulnerabilidade, é uma dos cinco principais palestras do TED mais vistos no mundo, com mais de 19 milhões de espectadores.  

Nenhum comentário: