quinta-feira, 31 de maio de 2018

Coluna Dicas da Língua Portuguesa  Pronome Mim

Bom dia amigos, excelente quinta-feira a todos nós.
A semana foi curta no serviço, mas estou de plantão imprensa.
Hoje é quinta-feira, dia da coluna Dicas da Língua Portuguesa.
Pesquisando em site educacional e numa página do Facebook Palavra Certa achei uma explicação muito boa sobre o Pronome Mim, acompanhe: 



Bom feriado de Corpus Christi a todos.
O termo “Corpus Christi” vem do latim e significa, literalmente, “Corpo de Cristo”.
O dia de Corpus Christi é, para o catolicismo, uma celebração à eucaristia. O chamado “mistério eucarístico” é a consagração do pão, que representa o corpo de Jesus Cristo, e do vinho, que significa o sangue dele. É entendido como uma renovação do sacrifício de Jesus na cruz. Os fieis agradecem a Deus pelo dom da eucaristia e a Jesus por se fazer presente de corpo e sangue ano após ano.
Corpus Christi não é feriado em todo o País porque é uma data católica facultativa. Cada cidade decide se quer aderir por meio de uma lei municipal. E se a cidade não o fizer, mas a empresa, escola ou faculdade quiser dar esse feriado a seus funcionários e/ou estudantes, deve ser por meio de um acordo entre as partes (porque pode prever compensação de horas anterior ou posteriormente).

quarta-feira, 30 de maio de 2018


Serviço de Utilidade Pública
Vestibulares para cursos gratuitos

Bom dia amigos, excelente quarta-feira a todos nós.
Dois vestibulares estão com inscrições abertas para cursos gratuitos: Universidade Virtual do Estado de São Paulo (UNIVESP) e Faculdade de Tecnologia do Estado de São Paulo (FATEC).



A UNIVESP funciona no modelo EAD, com cursos de Engenharia de Produção, Engenharia da Computação e licenciaturas. As inscrições estão abertas até às 23h59 do dia 19/06/2018. Sites:

Já as inscrições da FATEC vão até às 15h do dia 08/06/2018. Site:

terça-feira, 29 de maio de 2018


Exposição Hilma af Klint: Mundos Possíveis
Na Pinacoteca do Estado

Olá, meus amigos, estou com problemas na internet, conforme mencionei em postagem abaixo, que está oscilando e os técnicos não sabem informar quando poderão atender, então, vamos ver se consigo realizar as postagens aqui na página nestes dias.
Para esta terça-feira destaco exposição que acontece na Pinacoteca do Estado que visitarei no dia 24 de junho, domingo, dia que estarei na capital paulista visitando o Mosteiro de São Bento e esta exposição. Fica aí a dica para quem tiver interesse.

Exposição Hilma af Klint
Até dia 16 de julho a Pinacoteca de São Paulo mantém a exposição Hilma af Klint: Mundos Possíveis”, a primeira do calendário de 2018 e um dos grandes destaques do ano.
Com patrocínio de Banco Bradesco e Ultra, chega pela primeira vez na América Latina uma mostra individual da pintora sueca Hilma af Klint (1862-1944), cujo trabalho vem sendo reconhecido como pioneiro no campo da arte abstrata e que passou despercebido durante grande parte do século XX.


Klint frequentou a Real Academia de Belas Artes, principal centro de educação artística da capital sueca, mas logo se distanciou do seu treino acadêmico para pintar mundos invisíveis, influenciada por movimentos espirituais como o Rosa-cruz, a Teosofia e, mais tarde, a Antroposofia. Ela integrou o As cinco”, grupo artístico composto por artistas mulheres que acreditavam ser conduzidas por espíritos elevados que desejavam se comunicar por meio de imagens e já experimentavam desde o final do século XIX a escrita e o desenho automático, antecipando as estratégias surrealistas em mais de 30 anos.
A exposição inclui 130 obras. Destaque para a série intitulada “As dez maiores”, realizada em 1907 e considerada hoje uma das primeiras e maiores obras de arte abstrata no mundo ocidental, já que antecede as composições não figurativas de artistas contemporâneos a af Klint como Kandinsky, Mondrian e Malevich. Além deste conjunto, a exposição em São Paulo contará com algumas séries de obras que nunca foram apresentadas ao público.

Serviço:
Exposição: “Hilma af Klint: Mundos Possíveis
Quando: até dia 16/07 – de quarta a segunda, das 10h às 17h30 - com permanência até às 18h
Local: Pinacoteca do Estado – primeiro andar – Praça da Luz, 02, Luz, São Paulo (próxima à estação Luz da CPTM)
Ingressos: R$ 6 (inteira) e R$ 3 (meia). Crianças com menos de 10 anos e adultos com mais de 60 não pagam. Aos sábados, a entrada é gratuita para todos os visitantes
Mais informações: (11) 3324-1000

Acesse o site da Pinacoteca:



Bom dia amigos, para esta terça-feira, não consegui e acho que não conseguirei postar nenhum assunto no decorrer do dia porque a internet está oscilando muito e me deixando sem condições de acesso.
Até amanhã, abraços,
Míriam

segunda-feira, 28 de maio de 2018


Sedução
Poesia de Adélia Prado

Olá amigos, bom início de semana a todos nós.
Hoje é segunda e dia da coluna Cantinho da Poesia, que conta com a ilustre Adélia Prado, representante brasileira do Modernismo.


A poesia me pega com sua roda dentada,
me força a escutar imóvel
o seu discurso esdrúxulo.
Me abraça detrás do muro, levanta
a saia pra eu ver, amorosa e doida.
Acontece a má coisa, eu lhe digo,
também sou filho de Deus,
me deixa desesperar.


Ela responde passando
a língua quente em meu pescoço,
fala pau pra me acalmar,
fala pedra, geometria,
se descuida e fica meiga,
aproveito pra me safar.
Eu corro ela corre mais,
eu grito ela grita mais,
sete demônios mais forte.
Me pega a ponta do pé
e vem até na cabeça,
fazendo sulcos profundos.
É de ferro a roda dentada dela.

(Do livro Bagagem. São Paulo: Siciliano, 1993. p. 60)

Adélia Prado
Adélia Luzia Prado de Freitas, mais conhecida apenas como Adélia Prado, nasceu dia 13/12/35, em Divinópolis, Minas Gerais. É poetisa, professora, filósofa e contista brasileira ligada ao Modernismo. 
Seus textos literários retratam o cotidiano com perplexidade e encanto, norteados pela fé cristã e permeados pelo aspecto lúdico, uma das características de seu estilo único.

Silêncio poético
A literatura brasileira, além de ser fortemente marcada pela presença de Adélia Prado, também foi marcada por um período de silêncio poético no qual a escritora "emudeceu sua pena". Depois de O Homem da Mão Seca, de 1994, Adélia ficou cinco anos sem publicar um novo título, fase posteriormente explicada por ela mesma como "um período de desolação". São estados psíquicos que acontecem, trazendo o bloqueio, a aridez, o deserto". Oráculos de Maio, uma coletânea de poemas, e Manuscritos de Felipa, uma prosa curta, marcaram o retorno, ou a quebra do silêncio. Rubem Alves refere-se a esses silêncios em A Festa de Babbete.

Poesia
Bagagem, Imago – 1975
O Coração Disparado, Nova Fronteira – 1978
Terra de Santa Cruz, Nova Fronteira – 1981
O Pelicano, Rio de Janeiro – 1987
A Faca no Peito, Rocco – 1988
Oráculos de Maio, Siciliano – 1999
Louvação para uma Cor
A duração do dia, Record – 2010
Miserere, Record - 2013

domingo, 27 de maio de 2018


Quem Paga o Pato?
Hoje, no Teatro Guarany

Adaptado de um texto do dramaturgo e ensaísta Augusto Boal pelo coletivo Mypagros de Teatro, a peça propõe reflexão sobre o capitalismo e a sociedade por meio de um dos personagens mais famosos dos quadrinhos, o Tio Patinhas.
Tio Patinhas quer enriquecer colonizando uma terra tropical. Mas e se esse futuro país desconhecido, com um povo primitivo, viesse a pensar? E se entre esse povo existisse estranhas criaturas infiltradas, sem nenhuma ideologia visível? De que país estamos falando? Quem são essas estranhas criaturas? Impossible to know! (Impossível descobrir!).

Elenco:
Aline Leone, Enrico Negrini, Gabriel Elias, Gabrielle Oliveira, Jade Oliver, Larissa Almeida, Luana Albeniz, Luisa Manaia, Milla Camargo e Natália Santos.

Texto e Adaptação:
Texto: "Tio Patinhas e A pílula!" de Augusto Boal e adaptação coletiva.

Serviço:
Quem Paga o Pato? Da Mypagris de Teatro
Quando: neste domingo, dia 27, às 19h30
Local:Teatro Guarany – Praça dos Andradas, 100, Centro de Santos – Próximo à Rodoviária com estacionamento pago 24 horas próximo do local
Ingressos R$ 10,00

sábado, 26 de maio de 2018


Deadpool 2

Olá amigos, bom sábado para todos nós.
Se você ainda não assistiu o filme Deadpool 2, então aproveita o final de semana para conferir.



Quando o super soldado Cable (Josh Brolin) chega em uma missão para assassinar o jovem mutante Russel (Julian Dennison), o mercenário Deadpool (Ryan Reynolds) precisa aprender o que é ser herói de verdade para salvá-lo. Para isso, ele recruta seu velho amigo Colossus e forma o novo grupo X-Force, sempre com o apoio do fiel escudeiro Dopinder (Karan Soni).
Não recomendado para menores de 16 anos, o filme está em cartaz desde dia 17.

Assista ao trailer: 

sexta-feira, 25 de maio de 2018


Expresso 666

Contos sobrenaturais, de suspense e de terror


Olá amigos, excelente sexta-feira a todos nós.
Interessado em participar de antologia de terror, a Andross Editora recebe contos para o “Expresso 666”, organização de Alex Mir até dia 31 de maio, com lançamento do livro no dia 06 de outubro.


Sinopse: 
Desde sempre os que fazem o mal são condenados ao tormento eterno. A grande locomotiva sobrenatural é a responsável por levar almas maléficas para aquele lugar angustiante que muitos chamam de Inferno. O problema não é a viagem de ida. O que preocupa é o que o Expresso 666 traz quando volta para cá.

Regulamento e mais informações no site:        

quinta-feira, 24 de maio de 2018


Erros mais comuns nas 
redações de vestibulares

Excelente quinta-feira a todos nós.
Hoje na coluna Dicas da Língua Portuguesa, alguns exemplos de erros mais comuns cometidos em provas de vestibulares, em concursos, são erros na escrita que acontecem diariamente.
Acompanhe as dicas:


-Gírias na modalidade escrita:
Quando estamos com nossos amigos ou familiares, é compreensível que optemos por uma maneira mais dinâmica e descontraída para nos comunicarmos, sendo assim, o uso de gírias é absolutamente adequado para a situação. Contudo, na modalidade escrita, é importante que a norma culta da língua portuguesa seja preservada, pois é exigida em Vestibulares, concursos e no próprio serviço.
Os registros da oralidade e gírias mais encontrados nas redações dos candidatos são: “né”, “daí”, “tipo assim”, “tá ligado”, “cara”, entre outros que podem diminuir e muito a nota final de seu texto;

-Rebuscamento linguístico:
Muitas pessoas confundem norma culta da língua com rebuscamento linguístico, erro que leva o candidato a adotar termos que nem ele mesmo conhece. Opte por palavras e construções simples para não correr o risco de ser mal interpretado;

-Coesão textual e frases longas:
Fique atento à construção dos períodos e, sempre que necessário, pontue seu texto. Frases longas comprometem a coesão e também a coerência da redação, por isso, opte por frases mais objetivas;


-Generalizações e senso comum:
Em redações como as do Enem, que pedem do candidato uma proposta de intervenção para o tema, cair na armadilha das generalizações e do senso comum pode ser fatal.
Infelizmente esse é um dos erros mais frequentes, responsável por esvaziar os sentidos da redação e torná-la apenas mais uma entre tantas outras. Evite ou seja cuidadoso ao usar palavras como “único”, “sempre”, “todos”, “jamais”, “maioria”, “minoria”, entre outras que podem contribuir para a construção de generalizações indevidas;

-Conjunções:
Muitos candidatos iniciam o parágrafo final de uma redação (momento em que a conclusão ou proposta de intervenção se apresenta) utilizando a conjunção adversativa “contudo”. Ora, se ela é uma conjunção adversativa, quer dizer que ela indica oposição a algo dito anteriormente, ou seja, é como se, ao finalizar seu texto, você estivesse “desdizendo” o que afirmou antes.
Nesse caso, as conjunções mais adequadas são as conjunções conclusivas “portanto”, “logo”, “desse modo”, “por conseguinte” ou “assim”. 

quarta-feira, 23 de maio de 2018


Centro de Línguas: oportunidade para aprender um novo idioma

Olá amigos, boa quarta-feira, meio da semana a todos nós, reles mortais!
A postagem de hoje, que divulguei no mural da empresa,  achei interessante colocar também aqui na página.


Estudantes da rede estadual de ensino têm a oportunidade de aprender um novo idioma com o Centro de Estudo de Línguas (CEL). As unidades de ensino disponibilizam cursos de inglês, espanhol, francês, alemão, italiano e japonês, conforme a demanda de cada região. O centro acolhe 58.381 estudantes da rede estadual paulista, nas 198 unidades espalhadas pelo Estado. As línguas mais procuradas são espanhol, com 37.044 matriculados, e inglês, com 11.858 alunos.
O acesso aos cursos é gratuito. Podem se inscrever alunos do ensino fundamental, ensino médio ou Educação de Jovens e Adultos (EJA).

Saiba mais:

terça-feira, 22 de maio de 2018


A restauração de um marco da história da nossa língua

Olá amigos, excelente terça-feira a todos nós.
Hoje minha postagem está por conta da restauração de um importante equipamento da capital paulista, o Museu da Língua Portuguesa. Acompanhe as informações:
  
Falado por mais de 250 milhões de pessoas e língua oficial de nove países, em quatro continentes, o nosso idioma merece ser lembrado e valorizado continuamente. Como exemplo dessa valorização, um dos espaços mais queridos aos paulistanos, o Museu da Língua Portuguesa, tragicamente destruído por um incêndio em dezembro de 2015, está sendo restaurado com o apoio e patrocínio de diversas empresas, uma delas a Sabesp.


Primeiro museu do mundo inteiramente dedicado a um idioma, a conclusão de suas obras e sua reinauguração é prevista já para 2019, no segundo semestre. Mas, para mantê-lo próximo da população mesmo durante os trabalhos de recuperação, foram realizadas, entre os dias 3 e 5 de maio, atividades como oficinas, aulas, visitas guiadas com escolas, contação de histórias, shows e várias outras.

Museu da Língua Portuguesa

Valorizar a diversidade da língua portuguesa, celebrá-la como elemento fundamental e fundador da cultura e aproximá-la dos falantes do idioma em todo o mundo. Foi com esses objetivos que nasceu o Museu da Língua Portuguesa.
A inauguração aconteceu no dia 20 de março de 2006. O local escolhido para abrigar o Museu foi a Estação da Luz, situada no coração de São Paulo – cidade com a maior população de falantes de português do mundo – e de importância histórica para a capital paulista e para o Brasil. A Estação era um dos principais pontos de passagem dos imigrantes que chegavam ao país e, até hoje, é um espaço dinâmico de contato e convivência entre várias culturas e classes sociais, abrigando sotaques vindos de todas as partes do Brasil.


Em quase 10 anos de funcionamento, o Museu da Língua Portuguesa recebeu 3.931.040 visitantes, que viveram a experiência de se conectar ainda mais com o idioma, suas origens, sua história, suas influências e as formas que ele assume no cotidiano da população.
De 2006 a 2015, foram mais de 30 exposições temporárias, além de cursos, palestras, debates e apresentações artísticas. Entre os homenageados com exposições, escritores como Clarice Lispector, Machado de Assis, Cora Coralina, Fernando Pessoa, Oswald de Andrade, Jorge Amado, Rubem Braga, Guimarães Rosa, Agustina Bessa-Luís e Gilberto Freyre, além do cantor e compositor Cazuza.
Atualmente, o Museu está fechado para reconstrução.


O Museu da Língua Portuguesa é uma iniciativa do Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Estado da Cultura, concebido e realizado em parceria com a Fundação Roberto Marinho. Tem, como patrocinador máster, a EDP; como patrocinadores, o Grupo Globo, o Grupo Itaú e Sabesp; e o apoio do Governo Federal, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura. A Organização Social de Cultura IDBrasil Cultura, Educação e Esporte é a responsável pela gestão do Museu.  

segunda-feira, 21 de maio de 2018


Tempo
Poesia de Bernadete Bernardo

Olá amigos, bom início de semana a todos nós.
No Cantinho da Poesia desta segunda destaco a poesia “Tempo”, de minha amiga Bernadete Bernardo.
Espero que gostem, abraços,
Míriam
   


Sou de outro tempo,
mas procuro me acostumar
com o novo.
Resistência, nesse sentido,
penso que não serve
pra muita coisa.
Se tudo muda,
também posso!


sábado, 19 de maio de 2018


Virada Cultural 2018


Olá amigos, neste final de semana, entre os dias 19 e 20 acontece a 14ª edição da Virada Cultural 2018 em vários pontos da capital paulista.  
O evento conta com programação recheada e gratuita em 24h ininterruptas de festa. Seguindo a tendência do ano passado, as atrações acontecem além do centro da cidade, e espalham-se por todas as zonas da capital.
Pesquisei e por ser vasta a programação, destaco dois links: São Paulo Guia da Semana e G1 que tem tudo: shows, locais de exposições, onde comer etc.

Guia da Semana:

G1: