sexta-feira, 9 de fevereiro de 2018

Fazendo as pazes com o corpo

Olá pessoal, semana difícil e cheia de serviço, mas hoje é sexta-feira e estamos às vésperas do Carnaval!
Hoje deixo a dica de um livro que me foi indicado após cobertura jornalística de apresentação teatral nesta semana. Espero que gostem da dica de leitura.
Abraços,

Fazendo as Pazes com o Corpo, da autora Daiana Garbin, editora Sextante com 168 páginas é um livro que trata de um assunto importantíssimo para as mulheres do mundo moderno: a relação com os corpos. Não se trata apenas de uma leitura comum é um livro que toca, inspira, ensina, nos leva a refletir, analisar e até compreender a importância de prestar atenção sobre como se esta vivendo.
Daiana aborda um problema da sociedade atual que é o culto ao corpo e a pressão em cima de uma magreza exagerada. A jornalista relata que passou por um processo de cobrança e automutilação que a levou a desenvolver um distúrbio alimentar, e durante anos ela tomou remédios inibidores de apetite, fez cirurgias plásticas e milhões de procedimentos estéticos em busca do corpo perfeito até que em um momento de desespero ela decidiu pedir ajuda.
No livro encontramos depoimentos de pessoas "comuns", além de fotos de Daiana em várias fases de sua vida.
Não há como negar que o mundo de hoje é voltado à imagem e as redes sociais estão cada vez maiores e mais presentes na vida das pessoas para provar isso. Foi estabelecido um padrão de beleza com a ideia de que bonita é a pessoa magra, alta, esguia e delicada, e que tudo que foge a isso é inaceitável. A cobrança, a exigência sobre manter a aparência perfeita é enorme e vem de todos os lados, na vida pessoal, dentro da família, na escola, no trabalho, na sociedade. Valoriza-se mais o que está por fora e se esquece do que realmente é importante: Ser Feliz.
É uma obra que fala sobre adversidade, respeitar o fato de que as pessoas podem ser felizes exatamente como são, porque se amam, se aceitam e estão satisfeitas com suas aparências. É um grito de basta, de tomar as rédeas de sua vida, de recuperar o controle do seu corpo, da sua mente e das suas vontades.
A briga com a imagem distorcida que se está enxergando no espelho começa muito cedo de maneira inocente, praticamente imperceptível e vai muito além de números na balança. Não precisamos ser escravos do nosso corpo. Precisamos ampliar a visão e ter em mente que a beleza é subjetiva, abstrata e encontrada em todos os aspectos e qualidades.
Através de depoimentos de especialistas, de pessoas reais que passam por problemas com autoestima, Daiana Garbin nos leva a refletir sobre nós mesmos e nossas pequenas atitudes.
scura, exagero e que não se trata apenas do peso, é muito maior, é mais intenso, é mais complicado.
Independente do seu tipo físico, leia o livro e esteja ciente que irá se emocionar e ter suas emoções embaralhadas.

Daiana Garbin
Jornalista formada pela Universidade de Caxias do Sul. Começou a carreira como locutora de rádio aos 18 anos e, aos 24 anos, estreou no jornalismo televisivo, atuando como repórter, editora, produtora e apresentadora. Durante 8 anos trabalhou como repórter de TV na Globo em São Paulo.
Em abril de 2016, pediu demissão para criar o EuVejo, canal no YouTube em que discute as questões relacionadas ao corpo, à autoimagem, à saúde e à alimentação. 

Nenhum comentário: