segunda-feira, 10 de abril de 2017

Edmond Rostand
Poeta e autor de “Cyrano de Bergerac”

Bom dia queridos amigos e iniciamos mais uma semana! E será curta, por causa do feriadão!
Que tal um pouco de poesia nesta segunda-feira?

Poesia
Somente no moral se vê minha elegância.
Enfeitar-me não sei; nem dou para casquilho,
Julgo estar muito bem, não sendo peralvilho.
O que eu não faço nunca é, franco e por incúria,
Sair sem lavar bem a recebida injúria
Trazer o pundonor ébrio de sono e vinho,
Ter os brios de luto e a honra em desalinho!
Ando, sem nada ter que pela cor agrade,
Emplumado de orgulho e garbo e liberdade;
Se não prendo a cintura esbelta num corpete
A vergonha ajustou minh’alma num colete.
São-me os feitos e ações as fitas que apresento;
Qual bigode gentil, retorço o meu talento;
Faço, por onde vou, tornando-as bem sonoras,
As verdades vibrar como tlintlins de esporas!
Edmond Rostand

Edmond Rostand

Edmond Rostand (Edmond Eugène Alexis Rostand) é Francês, nascido em Marselha, no ano de 1868. Faleceu em Paris aos 50 anos de idade, em 1918.  Bacharel em Direito, não exerceu essa profissão. Descendente de família rica destacou-se como poeta e dramaturgo. Granjeou enorme fama pela autoria da conhecida peça Cyrano de Bergerac, romance de cavalaria de grande sucesso, até no cinema.
Edmond Rostand famoso por Cyrano de Bergerac é autor de outra dezena de boas peças e livros de poesia, conheça algumas delas:
·         1 - Cyrano de Bergerac
·         2 - La Dernière Nuit de Don Juan
·         3 - La Samaritaine
·         4 - Les Romanesques
·         5 - Chantecler
·         6 - Deux Romanciers de Provence,
·         7 - Discours de Réception à l'Académie Française
·         8 - Faust de Goethe
·         9 - L’Aiglon
·         10 - La Princesse Lointaine
·         11 - Le Bois Sacré Pantomima Paris
·         12 - Le Cantique de l'Aile
·         13 - Le Gant Rouge Vaudeville,
·         14 - Le Vol de la Marseillaise
·         15 - Les Deux Pierrots
·         16 - Les Musardises
·         17 - Paris, Charpentier et Fasquelle
·         18 - Um Soir à Hernani

Cyrano de Bergerac

Hector Savinien de Cyrano de Bergerac foi um poeta e espadachim famoso em seu tempo. E sua fama chegou ao  dramaturgo Edmond Rostand, com a peça que teve sua primeira encenação em 27 de dezembro de 1897. Toda escrita em rimas, foi remontada diversas vezes, inclusive em versão musical. Em 1946, apareceu pela primeira vez no cinema. Em 1950, foi lançada nos Estados Unidos, dirigida por Michael Gordon com José Ferrer no papel principal. Teve também adaptação com Steve Martin no papel principal no filme Roxane de 1987, em formato de comédia.
Mas, o filme de maior sucesso foi o de Jean-Paul Rappeneau de 1990, com Gérard Depardieu no papel-título. O filme procura ser bastante fiel à peça de Rostand retratando a vida de Cyrano
 e o amor incondicional pela prima Roxane.  

Nenhum comentário: