segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

Dracula é o indicado na coluna: Clássicos do Terror

 

Bom dia a você querido leitor e uma excelente segunda-feira a todos nós.

Na coluna Clássicos do Terror, destaco um dos melhores livros que li até hoje, “Dracula”, do escritor, poeta e contista irlandês Bram Stoker, que nasceu no dia 08/11/1847, em Dublin, Irlanda, e faleceu em Londres, Inglaterra, no dia 20/04/1912.



Bram Stoker publicou seu primeiro trabalho literário, “The Duties of Clerks of Petty Sessions in Ireland,” um livro de bolso sobre administração legal, em 1879. Mais tarde, ele se tornaria um escritor de ficção, e escreveria sua obra-prima “Dracula” em 1897. Considerada uma obra de terror clássica algum tempo depois de seu lançamento, “Dracula” continua a angariar elogios após mais de um século, inspirando a criação de centenas de filmes e adaptações para o teatro e literatura.

Antes de escrever Dracula, Stoker passou vários anos pesquisando folclore europeu e as histórias mitológicas dos vampiros.
Depois de sofrer uma série de derrames cerebrais, Stoker faleceu em Londres em 1912. Alguns biógrafos atribuem a um processo desencadeado por sífilis terciária como causa de sua morte. Foi cremado e suas cinzas estão numa urna no Crematório de Golders Green, em Londres, Inglaterra.

Livros de Bram Stoker

Inspirado pelo Lyceum e pelas viagens que fazia a trabalho, Stoker publicou sua primeira história de terror, ”The Primrose Path”. Ele continuou a publicar escritos, incluindo “Under the Sunset” (1882) e o romance “The Snake's Pass” (1890), com modesta fama. Ele era mais aclamado pela sua dedicação à arte em geral. 
Em 1897, Stoker publicou sua obra-prima “Dracula”. O livro ganhou sucesso instantâneo e é ainda aclamado após mais de um século, sendo utilizado em adaptações no cinema, no teatro e na literatura. Entre as mais famosas adaptações, está a do filme “Drácula” de 1931, com o ator Bela Lugosi, e “Nosferatu”, de 1922, de F.W. Murnau, com Max Schreck.
Destacam-se também “Miss Betty” (1898), “The Mystery of the Sea” (1902), “The Jewel of Seven Stars” (1904) e “The Lair of the White Worm” (1911).

Filme
Dracula é de 1992, baseado na obra literária de Bram Stoker, e dirigido pelo diretor Francis Ford Coppola, de The Godfather, Apocalypse Now, The Godfather Part II, Cotton Club e Peggy Sue Got Married.
Trata-se da história do líder romeno Vlad Tepes (Drácula), que, ao defender a igreja cristã na Romênia contra o ataque dos turcos, tem sua noiva Elisabetha enganada: esta crê que seu amado morreu e então atira-se no rio chamado "Princesa". Vlad, ao retornar da guerra e constatar a morte de sua amada, e condenada ao inferno (pelo suicídio), renuncia e renega a Deus, à igreja e, jurando só beber sangue a partir daquele momento, sendo assim condenado à sede eterna, ou seja, ao vampirismo.
Quatro séculos se passam, e ele redescobre a reencarnação de Elisabetha, em Londres, agora conhecida como Wilhelmina Murray (Mina). Jonathan Harker, noivo de Mina, parte a trabalho para a mansão do Conde Drácula, onde irá vender dez terrenos na área de Londres para este estranho Conde.
Lá é feito prisioneiro, enquanto o conde se encaminha à Inglaterra para reencontrar sua amada. Muitas coisas acontecem em Londres com a chegada do Drácula.
É um filme maravilhoso, que vale a pena locar e assistir.
Elenco: Vald Tepes/Drácula: Gary Oldman; Elisabetha/Mina Murray (Winona Ryder); Jonathan Harker (Keanu Reeves); Professor Abraham Van Helsing (Anthony Hopkins); Lucy Westenra (Sadie Frost); e R. M. Renfield (Tom Waits), entre outros.
O filme teve várias premiações, dentre elas, em 1993, o Oscar nas categorias de melhor figurino, melhores efeitos sonoros e melhor maquiagem, e também indicado na categoria de melhor direção de arte.

Trailer:


Nenhum comentário: