sexta-feira, 4 de novembro de 2016

Documentário O Compadre de Picasso

Olá meus amigos, ânimo, hoje é sexta-feira!!!! E como dizem os colegas do serviço, é o “Dia da Maldade”!!!!
Chovendo muito aqui na Baixada Santista, mas vamos que vamos!

Foto divulgação
Pessoal, eu adoro documentário, já falei aqui várias vezes e estreou ontem, “Cícero Dias, o compadre de Picasso”, do cineasta Vladimir Carvalho que realizou sobre o artista pernambucano Cícero Dias, falecido em 2003.
O documentário, que pretendo assistir ainda neste final de semana, traz imagens históricas e une a obra do artista à sua biografia.
O pintor Cícero Dias, sempre mantendo sua raiz pernambucana, aprendeu com Picasso, mas manteve o seu estilo próprio brasileiro. Ele criou uma arte próxima do modernismo sendo influenciado por Pablo Picasso, Fernand Léger e Joan Miró, marcando a história da arte brasileira.
O documentário começa no cemitério de Montparnasse, em Paris, onde Cícero Dias está enterrado, local onde se pode encontrar túmulos de personalidades famosas, como Picasso e Sartre, entre outros.

Trailer no site Adoro cinema:


Cícero Dias
O pintor Cícero dos Santos Dias (1907-2003) também foi desenhista e ilustrador, grande representante da pintura modernista do Brasil. É autor do famoso painel “Eu Vi o Mundo... Ele Começava no Recife”.
Dias nasceu na cidade de Escada, Pernambuco, no dia 05 de março de 1907. Filho de Pedro dos Santos Dias e Maria Gentil de Barros Dias passou sua infância no engenho da família. Com treze anos foi para o Rio de Janeiro onde foi interno no Mosteiro de São Bento. Em 1925 ingressou nos cursos de Arquitetura e Pintura da Escola Nacional de Belas Artes, mas não concluiu.
Dentre sua obra, destacam-se as pinturas Mulheres na Praia; Meninas e Pássaros; Mulheres; Tocando Flauta; Sob a Árvore; e Arcos da Lapa, entre outras.

Foto divugação



Nenhum comentário: