terça-feira, 15 de março de 2016

Em Março de 79

Olá, pessoal, tenham uma excelente terça-feira.
Achei apropriado deixar para hoje uma poesia de Tomas Tranströmer, poeta sueco, para quem não conhece.
Espero que gostem.

Farto de todos aqueles que com palavras fazem palavras, mas onde não há uma linguagem;
Dirigi-me para a ilha coberta de neve.
A veação não conhece palavras.
As páginas em branco dispersam-se em todas as direções.
Eu dei com vestígios de cascos de corça na neve.
Linguagem, mas nenhuma palavra.

 

 


 

Nenhum comentário: