quinta-feira, 31 de março de 2016

Oi pessoal, tudo bem?
Infelizmente, estou com problemas na internet e não estou conseguindo uma boa conexão, ou seja, entra e sai e não tenho condições de disponibilizar nenhum material.
Estou tentando resolver. Vamos ver para amanhã.
Abraços,
Míriam

quarta-feira, 30 de março de 2016

Antologia Ponto de criação
Temática livre, até dia 31

Olá Amigos, quem tiver interesse em participar da antologia Ponto de Criação, promovida pela Andross Editora, o prazo para envio de conto termina no dia 31 de março, com lançamento do livro previsto para outubro.
A antologia, organizada por Alfer Medeiros, tem temática livre de contos e crônicas.

Sinopse:
A inspiração e o empenho são retas perpendiculares que, quando finalmente se cruzam, dão início ao ponto de criação: o exato momento em que as histórias começam a se formar. É a partir daí que o escritor se dá conta exatamente de onde quer chegar com sua trama, com seus personagens e com a emoção de seus leitores.

Para envio de conto ou mais informações:

Para saber sobre o Regulamento ou Prêmio Strix, acesse:

Um forte abraço,

Míriam

terça-feira, 29 de março de 2016

A mulher de negro

Olá Amigos, uma boa terça-feira para todos nós.
Deixo o conto A mulher de negro, de minha autoria, que faz parte da nona edição da Revista Conexão Literatura.
Caso não tenham lido, destaco aqui na página.
Espero que gostem.
Abraços,
Míriam

Foi logo na minha primeira noite no Porto que vi a mulher de negro, como passei a chamá-la nos dias que se seguiram de minha viagem. Ela se fez notar, não só a mim, que jantava no mesmo restaurante ao lado do hotel Quality Inn, na Praça da Batalha. Quando ela adentrava com seu traje (vestido curto) sempre negro e os cabelos soltos ao vento, causava olhares ao público masculino, principalmente a mim.
Ela não era uma mulher linda, não senhor, não tinha um corpo escultural e nem altura que chamasse a atenção, muito pelo contrário, tinha os cabelos cacheados até o ombro, corpo que se via sobras na cintura, coxas grossas, enfim, nada diferente de tantas mulheres que desfilam diariamente pelos cantos do mundo. Porém, algo na mulher de negro mexia com o meu imaginário. Recém-separado da namorada e em férias do serviço, o dinheiro economizado de horas extras de dois anos de trabalho me renderam 10 dias em Portugal. Confesso que o país nunca me atraiu, mas como dizem que pagamos pela boca por falar demais, eu simplesmente adorei a terra dos “patrícios”, paguei pela língua grande, pois desde o desembarque, fui me apaixonando, depois tem outra coisa, o mesmo idioma, povo hospitaleiro e culinária deliciosa. Durante o dia andava pela cidade e conheci lugares maravilhosos, como Gaia, atravessando a ponte que corta o rio Tejo, do outro lado do rio. Também peguei o trem na estação ferroviária muito bonita e arrumada e fui conhecer Guimarães, local onde nasceu Portugal. Conversei com muita gente, pois sou bom de papo e assim pude curtir o máximo de lá. Os meus dias e noites de turista seguiram-se desta maneira. Mas o que me deixou mesmo intrigado foi a tal mulher. Ao hotel, o pós-banho vinha acompanhado da melhor roupa e perfume, comprado exclusivamente para o “se rolar algo”. E assim todo produzido eu ia jantar no mesmo restaurante (Tropical) para encontrá-la. Degustava sozinho bem devagar, sem pressa, à espera dela e em minha cabeça iam e vinham incansavelmente todos os pensamentos possíveis sobre ela, até mesmo os impróprios! Era um mistério a desvendar, eu não conseguia entender o porquê de toda aquela cobiça com tanta moça bonita pela cidade me dando bola. E quando ela entrava com seu traje negro, meu coração se alegrava. A dama fazia tudo sempre igual: sentava-se no mesmo lugar, junto ao balcão, comia um mísero sanduíche, tomava uma taça de vinho e ficava de conversa com o garçom. Por vezes virava discretamente a cabeça para trás e passava os olhos rapidamente por todos das mesas. E por fim, despedia-se e partia! E num piscar de olhos, sumia em meio às pessoas que caminhavam na rua. - Confesso a vocês, queridos leitores, que aquela mulher me deixou tentado, atrapalhando as minhas férias. Por mais que a presença dela mexesse comigo, eu não conseguia chegar até ela, não sei explicar, mas algo nela parece que a deixava “intocável”, uma mistura de interesse e medo. Hoje tenho clareza disso, mas na época desse episódio, com a cabeça sempre voltada ao sobrenatural, meus olhos e mente, percebiam algo sinistro na mulher de negro... Pois bem, para tirá-la de meus pensamentos, resolvi mudar de restaurante. Saí do hotel e mal olhava para os lados para saber em qual deles eu iria jantar, eis que aquele vulto negro vem se aproximando, caminhando lentamente pelas ruas; parei na entrada do hotel e fiquei a observá-la: seu corpo mexia-se num rebolado lento, as coxas encostavam uma na outra a cada passo, na saia justa negra que ficava acima dos joelhos. Os cabelos sempre esvoaçantes por vezes iam ao rosto com o vento, e suavemente os fios eram retirados. Por fim, ela adentrou ao restaurante, como de costume. Não entrei, permaneci de tocaia onde estava. – Hoje irei segui-la. Tenho certeza de que isso pode me custar muito, mas mesmo assim, vou saber onde mora e o que ela faz ao deixar o recinto, - pensava. E assim aguardei. Ela não demorou, em 40 minutos cravados no relógio pagou a conta e se despediu. Ao sair, disfarcei para que ela não notasse a minha presença. E a mulher de negro seguiu seu rumo pela mesma rua em que chegou. Caminhando devagar, ela não sabia que estava sendo seguida. Com o coração saindo pela boca de empolgação, e a mente, essa sim, me mostrava mil e uma histórias sobre a mulher de negro: uma vampira, sim, deve ser isso, pensava eu. E aí me veio a imagem dela com os dentes afiados e os lábios com sangue! Estremeci e comecei a suar! Amparei-me numa parede de um comércio até que respirei fundo e a cena desapareceu. Continue atrás dela. A mulher entrava e saia de ruas, e passava por becos, alguns até escuros (se estivesse no Brasil, com certeza seria assaltado), mas em Portugal, segui! O destino não chegava nunca! E mais uma vez, a vi como imaginava ser o seu íntimo: loba, sim, ela com certeza e pelas formas arredondadas era uma loba! E num piscar de olhos a mulher de negro estava transformada e com mais de um metro e oitenta de altura. Daí não aguentei e desmaie...
...
- Você? Gritei ao ver a mulher de negro sentada ao lado da cama onde eu repousava. Onde estou e como vim parar aqui? O que fez comigo, ainda estou inteiro? Fui metralhando perguntas, as mais imbecis possíveis, é lógico.
- Psiu... fez ela sinal com o dedo na boca, para que eu ficasse calado. Você está em minha casa. Ao escutar o barulho e ver que você estava desmaiado, chamei ajuda, pois já estava aqui perto. Só queria saber por que me seguia. Vi você várias vezes no restaurante do Senhor Antônio e fiquei interessada, então resolvi voltar todas as noites pensando que você fosse se chegar. Mas nada aconteceu. Já tinha desistido quando percebi que você me seguia.
– Disse Claudia, sim, a mulher de negro falou seu nome e eu achei lindo. Claudia não tinha nada de sobrenatural, não voava e nem sugava sangue de ninguém, muito pelo contrário, era sim sugada pela atual condição financeira que se encontrava o país e com seu mísero e suado salário, conseguia sobreviver.
Ao me apresentar a sua casa, de um cômodo, ela dormia na sala, pois a cama que eu ocupei por poucas horas, deitava a avó. Claudia trabalhava o dia todo e a avó morava com ela. O único prazer que ela tinha era frequentar o restaurante do tal Antônio.

E assim nos conhecemos. Ficamos amigos e nos correspondemos por dois anos. E depois desse tempo, nunca mais nos vimos. Nunca mais como amigos, porque nos casamos, é lógico! Ou vocês pensavam que depois de tanto diz que me diz iríamos ficar só nisso? E acabei me mudando para Portugal!

Pessoal, não deu para colocar imagem, estou com problemas de internet, tentando resolver, pois tem dia que fico sem conexão.
Obrigada, abraços,

domingo, 27 de março de 2016

Mulheres que não sabem chorar

Olá queridos amigos, tenham um bom início de semana.
Final de semana tumultuado, não consegui fazer muita coisa, nem terminar meu conto, paciência.
Vejam que legal o sorteio do livro “Mulheres que não sabem chorar” da autora Lilian Farias.
Participe do sorteio, até dia 31 de março, e concorra a este livro autografado.
A promoção acontece na Revista Conexão Literatura.


Saiba mais, acesse:

Beijão a todos, até amanhã.

Míriam

sexta-feira, 25 de março de 2016

Sorteio de livros da Andross Editora

Olá amigos, vejam que legal a promoção da Andross Editora. Trata-se de promoção valendo três kits com 5 livros cada. 
É bem simples: no link abaixo, tem um vídeo de uma entrevista dos escritores Paola Giometti e Leandro Schulai, no qual eles discutem sobre escrever e publicar contos.
Basta assistir à entrevista e responder duas perguntas simples sobre ela. Se você respondê-las corretamente já estará habilitado a concorrer aos três kits de livros.


quinta-feira, 24 de março de 2016

Erros mais comuns da Língua Portuguesa

Olá pessoal, quinta-feira e já se aproximando do final de semana e com feriadão! Maravilha!
Para quem tiver interesse em relembrar algumas regras da Língua Portuguesa, disponibilizo cinco dicas para escrever bem.

Vai assistir "o" jogo hoje. Assistir como presenciar exige a: Vai assistir ao jogo, à missa, à sessão. Outros verbos com a: A medida não agradou (desagradou) à população. / Eles obedeceram (desobedeceram) aos avisos. / Aspirava ao cargo de diretor. / Pagou ao amigo.  Respondeu à carta. / Sucedeu ao pai. / Visava aos estudantes.

Preferia ir "do que" ficar. Prefere-se sempre uma coisa a outra: Preferia ir a ficar. É preferível segue a mesma norma: É preferível lutar a morrer sem glória.

O resultado do jogo, não o abateu. Não se separa com vírgula o sujeito do predicado. Assim: O resultado do jogo não o abateu. Outro erro: O prefeito prometeu, novas denúncias. Não existe o sinal entre o predicado e o complemento: O prefeito prometeu novas denúncias.

Não há regra sem "excessão". O certo é exceção. Veja outras grafias erradas e, entre parênteses, a forma correta: "paralizar" (paralisar), "beneficiente" (beneficente), "xuxu" (chuchu), "previlégio" (privilégio), "vultuoso" (vultoso), "cincoenta" (cinquenta), "zuar" (zoar), "frustado" (frustrado), "calcáreo" (calcário), "advinhar" (adivinhar), "benvindo" (bem-vindo), "ascenção" (ascensão), "pixar" (pichar), "impecilho" (empecilho), "envólucro" (invólucro).

Quebrou "o" óculos. Concordância no plural: os óculos, meus óculos. Da mesma forma: Meus parabéns, meus pêsames, seus ciúmes, nossas férias, felizes núpcias.

Espero ter ajudado.

Abraços,

quarta-feira, 23 de março de 2016

Próxima edição da Revista Conexão Literatura

Olá pessoal, se você tem interesse em participar da 10ª edição da Revista Conexão Literatura, que será disponibilizada em abril, as inscrições permanecem abertas até o final do mês.
Confesso que ainda não consegui finalizar o meu conto, mas pretendo ainda enviar a minha história, vamos ver.

A procura por baixar a revista pela internet cresce a cada mês.
“As nossas edições são muito divulgadas na internet e  em média temos de 8 a 10 mil downloads por edição”, afirma o editor Ademir Pascale, escritor e organizador cultural. 

Caso você tenha interesse em participar, mande um e-mail para o organizador:
pascale@cranik.com
com o assunto "Informações". 

Edições de março e fevereiro:

Para baixar gratuitamente a edição de março, acesse:
Para baixar a edição de fevereiro, é só acessar:


segunda-feira, 21 de março de 2016

Revista Conexão Literatura
Dione Souto Rosa sorteia o livro “Luar de Sangue”

Olha só que legal pessoal, até o dia 20/04, você pode ser sorteado e receber o livro “Luar de Sangue” da autora e poetisa Dione Souto Rosa, saiba como:

Regulamento
Para participar é preciso cumprir as regras:
1 - Inscrever-se no canal da autora no Youtube: https://www.youtube.com/user/dirosa19
2 - Curtir a Fanpage da Revista Conexão Literatura:https://www.facebook.com/revistaconexaoliteratura
3 - Compartilhar o sorteio em modo público.
4 - Clicar em "Quero Participar", no botão verde:https://www.sorteiefb.com.br/tab/promocao/537486
5 - Promoção válida somente para residentes no Brasil.
6 - Promoção válida até dia 20/04/2016.
O livro será enviado ao ganhador num prazo de até 30 dias.
É importante que o ganhador responda o e-mail com o endereço completo num prazo de até 48 horas.
Concurso de caráter recreativo/cultural, conforme item 2 do artigo 3 da lei 5.768 de 20/12/71.


domingo, 20 de março de 2016

Nova casa de espetáculos em São Paulo

Na próxima quinta-feira (24) o Teatro Santander, novo espaço cultural de São Paulo, projeto em parceria da WTorre e Iguatemi, com naming rights adquiridos pelo Banco Santander, inicia suas atividades com a estreia do espetáculo musical We Will Rock You, inspirado nas músicas da banda inglesa Queen.
Orçado em R$ 100 milhões e construído em uma área de 13 mil metros quadrados, com capacidade para 1.100 espectadores, o teatro está localizado na Vila Olímpia e faz parte do complexo onde estão o Shopping JK Iguatemi, a sede do Banco Santander no Brasil e outras três torres de escritórios, sem contar nas seis mil vagas de estacionamento.
Além de teatro, o local também é destinado para shows, com a alternativa de guardar cadeiras e abrir uma pista na frente do palco, aumentando a capacidade para 2.085 pessoas.
O Teatro Santander fica no Complexo JK, na Avenida Presidente Juscelino Kubitschek, 2.235, Vila Olímpia, Itaim Bibi, São Paulo.

Venda de ingressos:

 e também na bilheteria do teatro Santander, no Complexo JK!

Tenham um bom domingo e até amanhã.
Abraços,
Míriam


sábado, 19 de março de 2016

Exposição Gênesis do fotógrafo Sebastião Salgado

Olá meus amigos, que o sabadão seja ótimo para todos nós!
Destaco hoje como grande dica cultural a exposição do Sebastião Salgado. Eu sou fã do maravilhoso trabalho deste excelente profissional e pretendo conferir, com certeza no final de semana.
Até amanhã, abraços,

Mostra com 100 fotografias que retratam os locais visitados em 32 viagens, apresenta o que existe de mais intocado no planeta; espaços, animais e pessoas que vivem completamente isolados das civilizações modernas.
A exposição de Sebastião Salgado tem entrada gratuita.

Serviço:
Exposição Gênesis do fotógrafo Sebastião Salgado
Quando: até dia 24/04
Horários: de terça a sexta, das 10h às 21h30. Sábados e domingos, das 10h às 18h30
Local: SESC Santos: Rua Conselheiro Ribas, 136, Aparecida
Telefone: 3278-9800
Agendamento de grupos no e-mail:

sexta-feira, 18 de março de 2016

Livro narra histórias 
de Batman e Superman

Olá, tenham uma excelente sexta-feira, ufa, mais uma semana que se vai!!!
Se você é fã do Batman e do Superman, não pode perder o livro que o amigo jornalista e assessor de imprensa André Azenha lança neste final de semana, antes do lançamento oficial do filme.
Vejam só que interessante:

Em 24 de março, os dois maiores heróis do planeta se encontrarão pela primeira vez no cinema. “Batman V. Superman: A Origem da Justiça” reunirá o Cavaleiro das Trevas e o Homem de Aço, introduzindo a Liga da Justiça nas telonas. Ambos os personagens já passaram dos 75 anos de existência e têm sido retratados de diferentes formas desde os anos 40, quando surgiram as primeiras séries nas matinês cinematográficas dos EUA. Quase não havia televisão e esse tipo de programa era um dos mais famosos na época.
Fã de Batman e Superman desde pequeno, o jornalista e crítico de cinema André Azenha decidiu contar essas histórias em um livro produzido de forma independente e que será lançado a partir do próximo dia 19 de março.
“Histórias: Batman e Superman no Cinema” é um resgate dessas trajetórias e conduz o leitor a uma viagem no tempo. Mesclando jornalismo e crítica, o autor criou um presente de fã para fã e para quem pretende se iniciar pela história dessas duas figuras tão emblemáticas da cultura pop a partir do século XX.
Com cerca de 90 páginas e linda ilustração da capa desenhada pelo artista plástico Waldemar Lopes, o trabalho prepara o terreno do espectador/leitor para o tão aguardado encontro nas telonas.

Lançamento:
Interessados em adquirir o livro terão três oportunidades. O lançamento será dia 19 de março, sábado, a partir das 18h, na loja Cult Comics do Cine Roxy (Av. Ana Costa, 443, Gonzaga). André receberá o público até o fechamento da loja, às 22h.

No domingo (20), a partir do meio-dia, Azenha fará uma sessão de autógrafos na Praça de Alimentação do Shopping Pátio Iporanga (Av. Ana Costa, 465, Gonzaga).

No entanto, quem tiver interesse em adquirir a obra em primeira-mão, hoje, às 19h30, André ministrará a palestra que leva o nome do livro, na Open House Idiomas. O encontro será apenas para dez pessoas e custa R$ 30. Os dez primeiros que confirmarem inscrição na escola (Rua Minas Gerais, 85, Boqueirão, entre 15h e 20h) ou por e-mail:

receberão um livro gratuitamente no dia. O bate-papo terá duas horas de duração.

Ficha técnica: 
Memórias: Batman e Superman no Cinema 
Autor: André Azenha 
Ilustração da capa: Waldemar Lopes 
Foto da contracapa: Paula Cristina Cagnani Fernandes Azenha 
Identidade gráfica: Factor 
Revisão: Adriana Martins 
Prefácio: Gustavo Klein 
Produção: independente

Mais informações: 


terça-feira, 15 de março de 2016

A Jornada do Escritor

 

Eu recebi a dica desse livro de minha querida amiga Deborah Correia, que me passou o site com várias opções de livros gratuitos para baixar.

Achei muito legal, obrigada Deborah, e disponibilizo para quem tiver interesse. Tem várias opções, como ficção fantástica, científica, suspense, terror e suspense, entre outros.



Acesse o link e saiba mais:


http://lelivros.website/book/baixar-livro-a-jornada-do-escritor-christopher-vogler-em-pdf-epub-e-mobi/


Tenham uma ótima quarta-feira.
Gostaram da dica? Espero que sim.
Abraços,
Míriam

Em Março de 79

Olá, pessoal, tenham uma excelente terça-feira.
Achei apropriado deixar para hoje uma poesia de Tomas Tranströmer, poeta sueco, para quem não conhece.
Espero que gostem.

Farto de todos aqueles que com palavras fazem palavras, mas onde não há uma linguagem;
Dirigi-me para a ilha coberta de neve.
A veação não conhece palavras.
As páginas em branco dispersam-se em todas as direções.
Eu dei com vestígios de cascos de corça na neve.
Linguagem, mas nenhuma palavra.

 

 


 

segunda-feira, 14 de março de 2016

Coletânea Alvorada dos Mortos
Inscrições até 31 de março

Olá meus amigos, tenham uma excelente segunda-feira.
A Andross Editora, que já participei na coletânea “O Livro Negro dos Vampiros” está recebendo contos sobre zumbis para publicação no livro "Alvorada dos mortos - Contos sobre zumbis”, antologia organizada por Leandro Schulai a ser lançada em outubro de 2016 no evento Livros em Pauta.


As inscrições para os interessados terminam no dia 31 de março e o regulamento está disponível no site:

Sinopse:
O vírus Ambulansmortvirus se alastrou ainda mais e já contaminou um terço do planeta. Só resta aos governos acionarem o PROTOCOLO: PANDEMIA, uma série de medidas para conter o avanço do vírus e salvar o resto da população mundial.
Marinha, Exército e Aeronáutica se unem para refrear o caos instaurado pelas criaturas que outrora foram humanos. Há cura? Haverá paz? Restarão sobreviventes? Continuaremos atentos às próximas notícias.
Enquanto isso, tranquem suas portas, preguem suas janelas, estoquem água e comida. Não sabemos quanto tempo durará essa ofensiva biológica de proporção global.

Prêmio STRIX 
Todos os autores que forem aprovados para publicação nessa coletânea automaticamente concorrerão ao STRIX, prêmio criado e concedido pela Andross Editora aos autores cujos textos mais se destacarem em suas coletâneas. O processo de votação encontra-se no site do prêmio.

Fonte: Andross Editora   

domingo, 13 de março de 2016

Filme Zulu

Olá meus amigos, tenham um excelente domingo.
Final de semana um tanto parado na região, e como comecei ontem a escrever meu conto para a próxima edição da Revista Conexão Literatura, acabei não conseguindo relacionar nada de legal para disponibilizar aqui na página. Mas ontem à noite assisti o filme Zulu de 2013, muito bom. Então, deixo aqui a dica para quem se interessar.
Grande abraço e até amanhã.

Os policiais Brian (Orlando Bloom) e Ali (Forest Whitaker) atuam em pleno Regime do Apartheid, na África do Sul, e investigam o assassinato de uma adolescente branca e rica filha de um famoso treinador na Cidade do Cabo. Essa missão também os faz confrontar com seus conflitos internos, além da vida conturbada de cada um deles.
Com direção de Jérôme Salle e roteiro de Julien Rappeneau, o longa encerrou o Festival de Cannes de 2013.
Eu achei muito bom e a atuação dos atores ótimas. Acho que vale a pena assistir para quem aprecia o gênero.

Assista ao trailer:




sexta-feira, 11 de março de 2016

Revista Conexão Literatura 9ª edição

Download gratuito, baixe agora!

Olá querido amigo, veja que novidade legal disponibilizo hoje para você aqui na página. Já está disponível para baixar gratuitamente, a 9ª edição da Revista Conexão Literatura.

Essa edição tem muitas novidades, nossa, muita coisa mesmo super interessante, então, vamos lá:

 

Promoções:
Veja só, além de baixar gratuitamente a revista, você ainda tem a possibilidade de concorrer a dois livros autografados: "As Mulheres Que Não Sabem Chorar", da autora Lilian Farias e "O Abominável Dr. Zola", do autor R. F. Lucchetti. 

Para participar:

Livro "Mulheres que não sabem chorar"

Acesse: www.sorteiefb.com.br/tab/promocao/531729


 

Livro "O Abominável Dr. Zola"

Acesse: https://www.sorteiefb.com.br/tab/promocao/532375


 

Parcerias:
Outra boa novidade são as parcerias! Na página 04 você encontra 32 
sites, blogs e canais no Youtube apoiando a revista.
E eu também sou parceira, além da publicação de mais um conto. 


 

Entrevistas:

Escritor R. F. Lucchetti – O Papa da Pulp Fiction, que tem em seu currículo mais de 1.500 títulos publicados, além de roteiros para filmes e quadrinhos. Rubens Francisco Lucchetti, nascido em 29 de janeiro de 1930, é um ficcionista, roteirista de filmes, fotonovelas e histórias em quadrinhos, articulista e desenhista. Conhecido como R. F. Lucchetti, é considerado o "Papa da Pulp fiction" no Brasil. Segundo Lucchetti, tudo começou aos 11 ou 12 anos, quando teve contato com duas edições da revista Mistério, da Editorial Lu.


Entrevista com Isidro Sousa, escritor e editor português tem um artigo assinado por ele sobre o livro "A Bíblia dos Pecadores".

“Escrevo desde a adolescência, todavia, nunca me foi concedida a possibilidade de publicar. Escrevi o primeiro romance em 1999 e um livro de poesia em 2001; ambos permanecem inéditos. Em 1996, iniciei a atividade jornalística e editorial. A literatura era o sonho, o jornalismo surgiu por acaso... porém, um acaso muito feliz”, diz Sousa.

Continue lendo as entrevistas, disponíveis na revista.

 

Resenhas:

Olha só que legal! A nona edição traz agora resenhas! É isso mesmo, veja as resenhas disponíveis: "A Garota sem Passado", por Caroline Marcolino e "Star Wars - Academia Jedi", por Igor Thiago.

 

Contos:

Sete contos fantásticos estão nesta edição, escritos por Ademir Pascale (Antonio Spadoni), editor da revista; Misa Ferreira (A cor da morte); Zoraya Cesar (Beladona); Ricardo de Lohem (Um presente para Edna); Wagner S. G. Azevedo (Encontros e Desencontros); Míriam Santiago (A mulher de negro), e Neyd Montigelli (Aventuras de felicidade).


Matérias:

Além disso, você confere também detalhes da exposição O Mundo de Tim Burton no Brasil, matéria escrita por Amanda Leonardi, e outra elaborada pelo conselheiro editorial Angelo Tiago de Miranda, que comenta sobre o futuro dos livros e da leitura no Brasil. 

 

Link da edição da Revista Conexão Literatura, nº 09: 
http://www.fabricadeebooks.com.br/conexao_literatura9.pdf

 
Interessados em parcerias e patrocínios, entrar em contato com o autor Ademir Pascale, envie e-mail:
pascale@cranik.com 
 
Acesse a Fanpage: 
https://www.facebook.com/revistaconexaoliteratura
 
Interessado em participar? Leia o regulamento, acesse:
https://www.sorteiefb.com.br/tab/promocao/532375
 
Site:
Até o final do mês estará disponível o site da Revista Conexão 
Literatura, não é o máximo?
Então aguarde que logo divulgarei aqui na página para você acessar.