sexta-feira, 9 de outubro de 2015

Graças a Deus hoje é sexta-feira e com feriado na segunda, agora sim!!!!

Hoje é dia de vestir-se de rosa e participar da campanha Outubro Rosa! Vale qualquer tom e peça, pois o importante é não ficar de fora da conscientização contra o câncer de mama.

Saiu ontem o resultado do Prêmio Nobel de Literatura 2015, e a vencedora é a bielorrussa Svetlana Alexievich.

Bem, por hoje é só, abraços,

Míriam


Prêmio Nobel de Literatura

A bielorrussa Svetlana Alexievich, antiga jornalista de 67 anos, recebeu o Prêmio Nobel de Literatura 2015.
Alexievich é autora de livros sobre a catástrofe nuclear de Chernobyl e sobre a guerra do Afeganistão, escrevendo a partir de relatos da recolha de testemunhos no terreno, e morou, inclusive, em Chernobyl para conduzir esses relatos.
Svetlana Alexijevich nasceu a 31 de maio de 1945 em Stanislav, no Oeste da Ucrânia – hoje Ivano-Frankivsk–, mas cresceu na Bielorrússia. Formou-se na Faculdade de Jornalismo da Universidade de Minsk. Em 1999, foi distinguida pelo prémio RFI-Témoin du monde (RFI - Testemunho do mundo).


A vencedora do prêmio foi anunciada na manhã de ontem. Com a premiação, Svetlana tornou-se a 14ª mulher a vencer o prêmio. A escolha foi divulgada em um evento na cidade de Estocolmo, na Suécia. Além do título, a escritora ganha 8 milhões de coroas suecas (cerca de R$ 3,75 milhões).
Segundo o comitê da premiação, Alexievich foi escolhida por sua "obra polifônica, um monumento do sofrimento e da coragem em nosso tempo". Considerada cronista implacável da União Soviética, ela é uma das raras autoras de não ficção premiadas com o Nobel.

A cerimônia de entrega acontecerá em Estocolmo, no dia 10 de dezembro, aniversário da morte do fundador do prêmio, Alfred Nobel.

Nenhum comentário: