quinta-feira, 9 de abril de 2015

Muito bom dia amigos! Tenham uma excelente quinta-feira.

Hoje é dia da Língua Portuguesa! Pois é, a revisora Bernadete Bernardo nesta semana nos traz as várias formas de diferenciar a maneira exata de utilizar os porquês. Entenda em quais situações se usa cada uma.

Grande abraço,

Miriam




Por que, porque, 

por quê ou porquê?

Por Maria Bernadete Bernardo de Oliveira

 

Existem várias formas de diferenciar a maneira exata de utilizar os porquês. Entenda em quais situações usar cada uma.

O uso dos porquês é um assunto muito discutido e traz muitas dúvidas. Com a análise a seguir, pretendemos esclarecer o emprego dos porquês para que não haja mais imprecisão a respeito desse assunto.
Por que - O por que tem dois empregos diferenciados:
v  Quando for a junção da preposição por + pronome interrogativo ou indefinido que, possuirá o significado de “por qual razão” ou “por qual motivo”:
Exemplos: Por que você não vai ao cinema? (por qual razão)
Não sei por que não quero ir. (por qual motivo)
v  Quando for a junção da preposição por + pronome relativo que, possuirá o significado de “pelo qual” e poderá ter as flexões: pela qual, pelos quais, pelas quais.
Exemplo: Sei bem por que motivo permaneci neste lugar. (pelo qual)



Por quê - Quando vier antes de um ponto, seja final, interrogativo, exclamação, o por quê deverá vir acentuado e continuará com o significado de “por qual motivo”, “por qual razão”.
Exemplos: Vocês não comeram tudo? Por quê?       
Andar cinco quilômetros, por quê? Vamos de carro.

Porque - É conjunção causal ou explicativa, com valor aproximado de “pois”, “uma vez que”, “para que”.
Exemplos: Não fui ao cinema porque tenho que estudar para a prova. (pois)
Não vá fazer intrigas porque prejudicará você mesmo. (uma vez que)

Porquê - É substantivo e tem significado de “o motivo”, “a razão”. Vem acompanhado de artigo, pronome, adjetivo ou numeral.
Exemplos: O porquê de não estar conversando é porque quero estar concentrada. (motivo)
Diga-me um porquê para não fazer o que devo. (uma razão)


Fonte: Brasilescola.com/ Resumão Língua Portuguesa
Foto: Mãe do Artur Blogspot/ Arquivo Pessoal Maria Bernadete

Nenhum comentário: