quarta-feira, 29 de abril de 2015

Bom dia a todos vocês meus amigos.

Como fã que sou de William Shakespeare, hoje deixo aqui na página o lindo Soneto 66, em comemoração ao mês de aniversário desse maravilhoso escritor, poeta, dramaturgo e muito o mais que ele foi.

Espero que gostem, pois para mim, esse poema é maravilhoso!

Tenham uma excelente quarta-feira e até amanhã.

Grande abraço,

Miriam

 

William Shakespeare

Soneto 66

"Farto de tudo, clamo a paz da morte 
Ao ver quem de valor penar em vida 
E os mais inúteis com riqueza e sorte 
E a fé mais pura triste ao ser traída
E altas honras a quem vale nada 
E a virtude virginal prostituída 
E a plena perfeição caluniada 
E a força, vacilante, enfraquecida
E o déspota calar a voz da arte 
E o néscio, feito um sábio, decidindo 
E o todo, simples, tido como parte 
E o bom a mau patrão servindo

Farto de tudo, penso, parto sem dor 
Mas, se partir, deixo só o meu amor."

Nenhum comentário: