quarta-feira, 31 de dezembro de 2014

Amigos, hoje é o último dia do ano! Nossa, voou, consegui realizar algumas coisas e outras só para 2015.
Que venha o Ano-Novo, que seja melhor que este que está terminando e eu desejo a todos vocês tudo de bom e que consigamos realizar nossos sonhos.
E nada melhor para entramos bem o próximo ano que uma receita de Carlos Drummond de Andrade.
Bem, por hoje é só.
Abraços,
Miriam

Receita de Ano-Novo de Carlos Drummond de Andrade

Para você ganhar belíssimo Ano-Novo 
cor do arco-íris, ou da cor da sua paz, 
Ano-Novo sem comparação com todo o tempo já vivido 
(mal vivido talvez ou sem sentido) 
para você ganhar um ano 
não apenas pintado de novo, remendado às carreiras, 
mas novo nas sementinhas do vir-a-ser; 
novo 
até no coração das coisas menos percebidas 
(a começar pelo seu interior) 
novo, espontâneo, que de tão perfeito nem se nota, 
mas com ele se come, se passeia, 
se ama, se compreende, se trabalha, 
você não precisa beber champanha ou qualquer outra birita, 
não precisa expedir nem receber mensagens 
(planta recebe mensagens? 
passa telegramas?) 

Não precisa 
fazer lista de boas intenções 
para arquivá-las na gaveta. 
Não precisa chorar arrependido 
pelas besteiras consumadas 
nem parvamente acreditar 
que por decreto de esperança 
a partir de janeiro as coisas mudem 
e seja tudo claridade, recompensa, 
justiça entre os homens e as nações, 
liberdade com cheiro e gosto de pão matinal, 
direitos respeitados, começando 
pelo direito augusto de viver. 

Para ganhar um Ano-Novo 
que mereça este nome, 
você, meu caro, tem de merecê-lo, 
tem de fazê-lo novo, eu sei que não é fácil, 
mas tente, experimente, consciente. 
É dentro de você que o Ano-Novo 
cochila e espera desde sempre.



Carlos Drummond de Andrade ANDRADE, C. D. Receita de Ano Novo. Editora Record. 2008

segunda-feira, 29 de dezembro de 2014

Olá amigos, vamos a mais um começo de semana, o último deste ano.
Visitando o Blog do escritor Ademir Pascale dedicado a Edgar Allan Poe, página que reúne muitas novidades sobre o autor, destaco a tirinha "Um dia na vida de Poe", por Sandro Zambi & Ademir.
Bem, por hoje é só.
Abraços,
Miriam

Tirinha "Um dia na vida de Poe"

Ademir Pascale ressalta sobre a parceria. “Me aventurando pelo mundo dos quadrinhos, uma das minhas grandes paixões, escrevi o roteiro da tirinha "Um dia na vida de Poe", além de outros que tenho arquivados  O grande Sandro Zambi ( Zambi Arts ) fez a arte. Ele é autor do livro de quadrinhos "As aventuras de Sir Holland - O Bravo" (Jambô Editora)”.

domingo, 28 de dezembro de 2014

Tenham um excelente domingo.
Hoje disponibilizo mais uma edição do TerrorZine, vejam só:

Fanzine TerrorZine 
A lenda do pé-grande

O Ademir Pascale, organizador da revista, acabou de disponibilizar mais uma edição do Fanzine TerrorZine, o número 25: A lenda do pé-grande, que foi a última edição da revista eletrônica.
Além dos minicontos, a revista também traz no editorial e na Criptozoologia a história da lenda e seus diversos nomes, assim como dicas de livros. Vale a pena.
Espero que apreciem.
Até mais,
Miriam

Acesse:
  

sábado, 27 de dezembro de 2014

Olá amigos, que o sábado seja excelente para todos nós.
Já está em cartaz Exodus em 3D e 2D e pretendo assistir ainda neste fim de semana para ver os efeitos, principalmente do Mar Vermelho se abrindo, as Sete Pragas do Egito e lógico, os atores e história, por um outro ângulo.
Bem, por hoje é só, abraços,
Miriam

Exodus - Deuses e Reis

Título em inglês: Exodus: Gods and Kings


A história da coragem e ousadia de um homem para assumir o poder de um império.
Ridley Scott traz vida nova à história de Moisés (Christian Bale) que se rebela contra o faraó egípcio Ramsés (Joel Edgerton), enviando 400 mil escravos numa fuga do Egito e de um terrível ciclo de pragas mortais.

Exodus: Gods and Kings (em inglês) é uma adaptação da história bíblica do Êxodo, segundo livro do Antigo Testamento. O filme narra a vida do profeta Moisés (Christian Bale), nascido entre os hebreus na época em que o faraó ordenava que todos os homens hebreus fossem afogados. Moisés é resgatado pela irmã do faraó e criado na família real.
Quando se torna adulto, Moisés recebe ordens de Deus para ir ao Egito, na intenção de liberar os hebreus da opressão. No caminho, ele deve enfrentar a travessia do deserto e passar pelo Mar Vermelho.

Elenco:
Realização Ridley Scott

Fonte: Adoro Cinema e Filmspot

Assista ao trailer:

sexta-feira, 26 de dezembro de 2014

Bom dia amigos, tenham uma excelente sexta-feira.
Para quem gosta de ouvir os concertos do Madrigal Ars Viva, não pode perder a oportunidade neste sábado, com entrada franca.
Bem, por hoje é só e amanhã tem mais.
Grande abraço,
Miriam

Tem concerto gratuito do Madrigal Ars Viva neste sábado


Acontece neste sábado, dia 27/12, às 20 horas, na Igreja dos Passos, em Santos, concerto do Madrigal Ars Viva em clima natalino.
O repertório, que conta com participação do Coral dos Passos, traz obras de temática natalina oriundas de diferentes épocas, como Idade Média, Renascença, Barroco, Romantismo e Moderna Brasileira.
O grupo também fará a estreia de Sinos de Belém, obra de Ulysses Mansur, cânon a três vozes e com acompanhamento instrumental de Sônia Domenighi, além do clássico Vinte e Quatro de Dezembro do maestro e compositor santista Gilberto Mendes. 

Madrigal Ars Viva
Criado em 1961 em Santos, o Madrigal Ars Viva desenvolveu um trabalho pioneiro dentro da música coral brasileira. Laboratório permanente de recriação de composições antigas e formação da música nova, o grupo vem revelando novos nomes e propostas para a arte nacional.

Serviço:
Concerto do Madrigal Ars Viva
Quando: Sábado (27), às 20 horas
Local: Igreja dos Passos - Rua João Pinho, 15, Boqueirão, Santos (esquina com a Rua Mato Grosso), entrada gratuita 

quinta-feira, 25 de dezembro de 2014

Olá, espero que seu Natal seja o máximo.
E para quem gosta de presépio, está em exposição, até o dia 26/1, a 21ª Exposição de Presépios Internacionais com entrada gratuita.
Grande abraço,
Miriam

21ª Exposição de Presépios Internacionais

A 21ª Exposição de Presépios Internacionais, do Santuário Santo Antônio do Valongo acontece até dia 26 de janeiro.
São 32 grutas com mais de 80 presépios, alguns fazem parte do acervo dos franciscanos e outros são de colecionadores, artistas e de pessoas da comunidade.
São presépios do Peru, Angola, EUA, Suíça, São Paulo, Bahia, Santos etc, de madeira, vidro, barbante e porcelana, entre outros diversos materiais. 

A exposição permanece até dia 26/01, de terça a domingo, das 8h às 18h, no Largo Marquês de Monte Alegre, 13, Centro de Santos. Entrada gratuita. 

quarta-feira, 24 de dezembro de 2014

Meus amigos queridos tenham um Feliz Natal recheado de presentes e comidas deliciosas!
Deixo um conto para a ocasião, é uma história de 26/10/2008 que fez parte de um compêndio de contos promovido pelo Elos Clube de Santos e remexendo em minhas pastas, me deparei com ela.
Bem, espero que gostem e até amanhã.
Grande abraço,
Miriam

Esperança de Natal

Estava perambulando pela rua há quase três horas. Olhei no relógio, quase onze da noite. Andava e olhava para as casas enfeitadas e cheias de luzes com desenhos natalinos, as pessoas felizes e bem arrumadas passavam com presentes. Eu, todavia, maltrapilho e com a minha grande companheira, a garrafa de cachaça.
Meus filhos há sete anos que eu não os via. Regalado da vida boa que tinha troquei tudo só pelo prazer de beber. Fui um homem bom e trabalhador, hoje, roto e gasto pelo tempo e pela vida desregrada, não tenho mais nada e nem tenho como voltar.
“É Noite de Natal”, pensou o pobre homem em sua solidão mortífera. “Mas não tenho o que comemorar”, retrucou sua consciência, e a dor corroeu-lhe a alma e o fígado. Contudo, continuou seu caminho.
Com as lojas já fechadas, procurou abrigo em uma marquise no Gonzaga, em Santos, juntamente com outros que ali já estavam. Antes de dormir, o homem cumprimentou os outros e fez um pedido baixinho, pois mesmo longe da fé, estava na Noite de Natal.
Ainda era madrugada quando tentava enxergar por trás daquela imensa luz branca e brilhante que viera do nada. O medo do incerto me fez saltar e cambalear pela calçada. Nisso, vi um homem de barba branca e roupas vermelhas sorrir para mim. Olhei para a garrafa vazia no chão e pensei: “Que efeito dessa vez, estou vendo até Papai Noel!”
Ao retornar para meu canto, o velho se aproximou calmamente em minha direção e tomou-me o braço. Ele olhou-me profundamente e abaixou a barba, com lágrimas a escorrer, abraçou-me.
— Pai, até que enfim encontrei o senhor! Há anos que o procuro. Já desacreditado e sem esperanças de nunca mais vê-lo, estava em casa pronto para distribuir os brinquedos a meus filhos, mas um pensamento invadiu minhas ideias e como num estalo, me veio a imagem dessa marquise. Peguei o carro e corri para cá, pois alguma coisa me dizia que você estaria aqui. Era a minha última esperança, disse o filho.
Ficamos abraçados por algum tempo. Ele me levou consigo e a minha vida mudou por completo, ou melhor, retornou o que era antes . 
...

Dois anos depois

— Hoje estou aqui, dando as boas vindas a todos vocês, que por algum motivo procuraram essa clínica e estão dispostos a parar de beber. É quase Natal. Não desanimem, façam um pedido, nunca desistam de seus sonhos! — Ressaltou Renato, que ministra palestras voluntárias uma vez por semana.
E a vida é assim, feita de momentos bons e ruins, de altos e baixos, mas o importante é não perder o foco, seguir sempre em frente e não desanimar porque dias melhores sempre virão! 

terça-feira, 23 de dezembro de 2014

Olá, boa terça-feira a todos nós, se aproximando do Natal.
Vejam que legal a publicação do escritor e ativista cultural Ademir Pascale sobre o fanzine TerrorZine, que participei de quase todas as edições, ficando fora de apenas duas.
Achei legal compartilhar com vocês e caso tenham interesse, é só acessar e baixar.
Grande abraço,
Miriam

Fanzine TerrorZine


"Uma das antigas edições do fanzine "TerrorZine", que eu organizava com a Elenir Alves, vi hoje, mesmo 4 anos depois, que ainda chega a marca de mais de 200 downloads por mês. 
O diferencial deste fanzine são os minicontos, além de muita informação sobre literatura fantástica. 
Infelizmente, depois de 23 edições, encerrei as publicações. Mas até hoje algumas estão disponíveis para download."
Ademir Pascale

Edição nº 21:

Edição nº 22:


domingo, 21 de dezembro de 2014

Amigos, tenham um domingo maravilhoso.
Quem gosta das apresentações da Osesp não pode perder! A Orquestra estará às 19h30, na Praia do Gonzaga, em Santos, em apresentação gratuita hoje.
Grande abraço,
Miriam

Osesp faz apresentação 
em Santos hoje

A Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo (Osesp) estará em Santos, na Praia do Gonzaga, neste domingo (21), às 19h30, para apresentação de encerramento da 20ª edição do Tocando Santos, iniciativa do governo estadual com parceria da Prefeitura de Santos.
A Sabesp será patrocinadora, pelo oitavo ano consecutivo, do concerto de encerramento da temporada da Osesp, que neste ano contou com onze concertos e participação de cerca de 10 mil pessoas.
Sob a regência da maestrina americana Marin Alsop, o destaque da apresentação é Carmina Burana, de Carl Orff. Participam ainda da exibição Hilo Carriel, regente; Edna D’Oliveira, soprano; Luciano Botelho, tenor e o barítono Lúcio Bruno.
O Tocando Santos é uma realização da Agem (Agência Metropolitana da Baixada Santista) e SESC-SP, Subsecretaria do Desenvolvimento Metropolitano e Secretaria de Cultura do Estado, em parceria com a Prefeitura de Santos, Sabesp, Associação dos Artistas e Sistema A Tribuna de Comunicação.



sábado, 20 de dezembro de 2014

Olá meus queridos, tenham um excelente sábado.
Fiquei sabendo por um amigo que está em cartaz exposição da Mafalda, nossa, que show! Sou fã dela e quero conferir de perto. E deixo aqui a dica cultural de hoje.
Grande abraço,
Miriam

O Mundo Segundo Mafalda celebra os 50 anos da personagem


Se você é fã, assim como eu das histórias de Mafalda não pode perder a mostra “O Mundo Segundo Mafalda”, que está em cartaz na Praça das Artes, em São Paulo, com entrada gratuita até dia 28 de fevereiro, das 9h às 20h.
“O Mundo Segundo Mafalda” é uma viagem pelos cartuns e histórias em quadrinhos que conquistam leitores em todo o mundo.
A exposição mostra diferentes aspectos do cotidiano segundo o
olhar da personagem, assim como também Manolito, Felipe, Susanita, Miguelito, Guille e Libertad, os amigos de Mafalda. Desenhada pelo Museu Barrilete da Cidade de Córdoba-Argentina, a mostra está dividida em 13 módulos e duas oficinas, que permitem refletir sobre os direitos humanos, os direitos das crianças, o vínculo com a natureza e o cuidado com o planeta. 
Neste ano, Mafalda, criação do cartunista argentino Quino (Joaquim Lavado), completa 50 anos.

Joaquim Lavado 
Filho de pais espanhóis, o cartunista Joaquim Lavado nasceu em Mendoza, Argentina, em 1932, e foi seu tio, Joaquín Tejón, um pintor e desenhista, que o iniciou nas artes gráficas. Hoje, aos 81, Quino - como ficou conhecido - vive recluso e não desenha mais.
Este ano, ele recebeu o Prêmio Príncipe das Astúrias, um dos mais importantes do mundo, na categoria Comunicação e Humanidades.


Serviço
Exposição O Mundo Segundo Mafalda
Local: Praça das Artes - Av. São João, 281, Centro, São Paulo
Próximo às estações Anhangabaú e República do Metrô
Quando: Até dia 28 de fevereiro de 2015 -  diariamente das 9h às 20h – entrada franca
Atenção: Nos dias 24, 25 e 31/12/14 e de 01 a 06/01/2015 não haverá expediente

quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

Tenham uma excelente quinta-feira.
Recebi o convite do amigo jornalista André Azenha para participar do projeto Cine Retrô, que começa hoje com entrada gratuita, e disponibilizo aqui na página a vocês.
Espero que gostem.
Grande abraço,
Miriam

Começa hoje o Cine Retrô


Começa hoje, às 20h, o Cine Retrô, projeto que prepara mostras de longas-metragens que marcaram a história do cinema. De hoje até o próximo domingo (21), no Museu da Imagem e do Som de Santos (Miss).

O tema do evento é 1984 – Filmes de um Verão Inesquecível, ano em que Hollywood lançou produções que há três décadas atraem público de diferentes gerações.

Nesta quinta-feira (18), às 20h, Karatê Kid: A Hora da Verdade abre a série de encontros, seguido do bate-papo Cinema adolescente nos anos 80: por que marcou tanto?

Na sexta-feira (19), no mesmo horário, tem exibição de O Exterminador do Futuro e, na sequência, debate Homem x máquina – O que esperar?

Sábado (20) acontecem sessões de Os Caça-Fantasmas (17h) e A História Sem Fim (19h30). No intervalo entre os filmes, a dica é o debate Por que o verão de Hollywood em 1984 foi tão especial?

No domingo (21), as opções são Os Gremlins (17h) e A Última Festa de Solteiro (19h30), também com bate-papo entre as sessões, quando os espectadores conversam sobre os astros que nasceram dessa safra de produções.

Serviço:
Cine Retrô
Quando: de 18 a 21/12
Local: MISS - Museu da Imagem e do Som de Santos - Avenida Pinheiro Machado, nº 48, Vila Mathias, no térreo do Teatro Municipal
Telefone: (13) 3226-8019
A entrada é franca, mas tem a doação de um quilo de alimento não-perecível em prol da Casa Vó Benedita.
Mais informações:

https://www.facebook.com/CineZen

quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

Olá, tenham um excelente dia meus amigos!
Hoje quem está aqui conosco é uma grande amiga escritora, a Kathia Brienza, que lançou recentemente o livro “Contos de Maldição & Desejo”.
Um grande abraço,
Miriam

Olá Kathia, seja bem-vinda!
Estou feliz em tê-la aqui na página, para um bate-papo literário.

Miriam Santiago: Kathia, você é veterinária, mas também se formou em Letras, pela paixão literária.
Conte-nos um pouco sobre essa paixão pelas letras, sua outra opção tão diferente da atuante profissão.

Obrigada pela oportunidade, Miriam! É sempre bom conversar sobre livros com os amigos!

Minha paixão pelos livros vem de muito cedo. Quando eu era criança, estava sempre lendo alguma coisa, um livro infantil ou uma “revistinha” (gibi). Sempre gostei muito de escrever também. Acho que existem duas pessoas que me incentivaram muito, ainda na infância e despertaram esse interesse pela leitura e pela escrita. Tive uma vizinha, dona Maria do Carmo, que era quase uma tia para mim. Ela tinha vários livros no apartamento dela e foi dela que recebi meu primeiro livro de verdade, “Mulherzinhas”, de Louisa May Alcott, como presente de aniversário. Neste livro, que conta a história de quatro irmãs, senti uma identificação muito grande com a personagem Jo, que queria ser escritora. Mais ou menos na mesma época, fiz uma redação na escola e meu professor, José Lopes dos Santos, gostou tanto do trabalho que me levou de sala em sala para que eu a lesse para os outros alunos. Acho que o incentivo dessas pessoas serviu para fazer florescer meu amor pelos livros e pelas palavras.   

Miriam Santiago: Há quanto tempo você escreve suas histórias e quais as antologias que já participou?

Eu já tinha escrito antes, mas meu primeiro conto publicado foi Tempos Modernos, na antologia “O Livro Negro dos Vampiros”, em 2007, da qual você também participou. Depois, participei das antologias “Anno Domini – Manuscritos Medievais”, “Dimensões.BR” e “Tratado Secreto de Magia” vol. 1 e vol. 2, todas da Andross Editora; “Caminhos Fantásticos”, da Jambô Editora; “Boas Histórias” (Publit); “Poe 200 Anos” (All Print Ed.) e
“Nevermore” (Ed. Estronho), ambas com contos inspirados em Edgar Allan Poe e, finalmente, “Mr. Hyde - Homem Monstro” (All Print Editora).

Miriam Santiago: Além de participar de antologias, você publicou o primeiro romance “Olhos de Fogo”, pela Escrita Fina Edições, em 2010, em parceria com a autora Helena Gomes.
Fale um pouco da história e como foi a sensação de escrever há “quatro” mãos? Conte aos leitores do Histórias Fantásticas como surgiu essa oportunidade.

Eu gosto muito de usar fatos históricos no que eu escrevo, de poder misturar ficção a algo que realmente aconteceu. E isso foi possível em “Olhos de Fogo”. A história se passa no século XVII e nós abordamos a presença dos holandeses na região nordeste e um episódio real e pouco conhecido que foi a Batalha das Heroínas de Tejucupapo. Mas, além de História, existe muita ação e elementos fantásticos, no enredo. Os protagonistas são dois jovens, o Pim, um adolescente holandês, e a Jussara, uma índia
potiguar muito esperta. Os dois investigam uma série de assassinatos que acontecem na vila de Tejucupapo e muitas surpresas vão surgindo ao longo da investigação. Acho que ficou bem dinâmico!

Escrever em parceria com a Helena Gomes foi muito bom para mim. Ela já é uma escritora experiente e, acima de tudo, aprendi muito durante todo o processo. Claro que existiram momentos em que nossos pontos de vista divergiam, mas tudo se acertou e ambas gostamos muito do resultado final.


Miriam Santiago: A sua última participação em antologias foi este ano no livro “Mr. Hyde – Homem Monstro”, organizado por Ademir Pascale. Conte um pouco sobre o seu conto.

Eu quis mostrar que uma pessoa pode ser ruim e, mesmo assim, ser considerada boa por outros. Opiniões divergentes, quando os atos são analisados por diferentes perspectivas. A proposta da antologia permitia a abordagem de temas polêmicos e usei um fato real, o funeral de Walter Rauff, um ex-oficial da SS nazista que morreu no Chile em 1958, como elemento da história.

Miriam Santiago: Em 2013, você também esteve na segunda antologia sobre Edgar Allan Poe, do Ademir, fale sobre este conto e da primeira antologia sobre Poe, que achei fantástica.

Gosto muito de trabalhar com o Ademir Pascale e fico sempre muito feliz e animada quando ele me convida para as antologias que organiza. As duas antologias foram pensadas como uma homenagem a Edgar Allan Poe, que foi um gênio e é um grande mestre para nós, que estamos escrevendo hoje em dia. A proposta era escrever usando como base uma obra ou aspectos da biografia de Poe. Para o “Poe 200 Anos” (publicado em 2010), escolhi “O Barril de Amontillado” para, a partir dele, falar sobre trapaça, inveja e vingança no meu conto “Um Homem Afortunado”.  Em “Nevermore” (de 2013), usei como inspiração o conto “Ligéia” e fiz “Devaneios”, que conta a história de um homem atormentado desde a infância.

Miriam Santiago: Agora nos conte sobre o seu mais recente trabalho, o livro “Contos de Maldição & Desejo”, da Escrita Fina Edições.

A ideia foi da Helena Gomes, que sempre me incentivou a fazer um livro só meu. Então, escolhi alguns dos contos que eu já havia publicado em antologias, juntei outros inéditos, e a Editora Escrita Fina se mostrou interessada em publicar. O livro, para mim, tem o significado de uma comemoração pelos meus sete anos como escritora.

Miriam Santiago: Kathia, onde seus admiradores encontram seu livro?
Ele está na Livraria Saraiva, Livraria Loyola, Livraria da Folha. Também pode ser comprado diretamente da Editora Escrita Fina:


Miriam Santiago: Novos projetos para este ano?
Estou trabalhando em um novo projeto a quatro mãos, um romance, com a Helena Gomes. E também estou terminando um novo livro de contos, que pretendo publicar em 2015.

Miriam Santiago: O que você recomenda aos novos escritores?

Em qualquer área de atuação é necessário ser persistente e dedicado e, para quem quer ser escritor, não é diferente. Acho que é fundamental ler muito e sempre. E escrever, porque nisso o escritor é como o atleta, fica melhor quanto mais se exercita em seu ofício. Também acho muito interessante participar de oficinas literárias, onde se pode receber críticas de outros autores e, ainda, conhecer novos estilos. O importante é não ficar parado!

Miriam Santiago: Finalizando, deixe seus contatos para que possamos acompanhar seus lançamentos e escritas.

Minha página no Facebook é Kathia Brienza Badini Marulli e meu e-mail é kathiabrienza@hotmail.com

Agradeço à autora Kathia Brienza pela conversa, que foi muito legal e gratificante.
Obrigada Kathia e sucesso!

Quem agradece sou eu, Miriam. Muito obrigada e que 2015 seja um ano muito próspero e criativo para você!
Abraços,

Kathia