sexta-feira, 21 de novembro de 2014

Bem, o feriado terminou e de volta ao batente! Ainda bem que é sexta! E não se esqueçam de colocar roupa azul em campanha ao Novembro Azul.
Hoje deixo aqui na página a poesia Saudade, de minha amiga revisora, que sempre nos deixa importantes dicas da Língua Portuguesa, Bernadete Bernardo que ela fez em homenagem à mãe.
Bem, por hoje é só e amanhã tem mais.
Grande abraço,
Miriam

Saudade

Senti tanta saudade de você hoje,
Até doeu meu peito.
Num primeiro impulso, tive vontade de gritar,
Em seguida quis ficar quietinha,
Só pensando em você.
Senti meus olhos marejarem,
Sei que terei muitos momentos como esse,
Então... esperarei a noite chegar,
Porque você é aquela Estrela
Que brilha todas as noites na direção da minha janela.


Bernadete Bernardo, 20/11/2014

2 comentários:

Maria Bernadete disse...

Miriam querida,obrigada pelo carinho. Realmente fiz pensando na minha mãe que se foi no dia 08 de novembro.Que ela descanse em paz porque cumpriu sua missão com muita dignidade,mas deixou saudade. Beijo...Bernadete

Maria Bernadete disse...

Miriam querida,obrigada pelo carinho. Realmente fiz pensando na minha mãe que se foi no dia 08 de novembro.Que ela descanse em paz porque cumpriu sua missão com muita dignidade,mas deixou saudade. Beijo...Bernadete