quinta-feira, 2 de outubro de 2014

Espero que o dia seja proveitoso para todos nós.
Nesta quinta-feira é o aniversário de falecimento do grande escritor americano Tom Clancy, autor de vários sucessos, como Caçada ao Outubro Vermelho.
Achei legal a lembrança e fica aí uma dica de leitura.   
Abraços e até amanhã.
Miriam

Aniversário de falecimento do escritor Tom Clancy

No dia 2 de outubro de 2013, falecia o escritor Tom Clancy, aos 66 anos.
Entre seus best-sellers destacam-se "Caçada ao Outubro Vermelho", "A Soma de Todos os Medos", "Jogos Patrióticos", que ganharam adaptação para os cinemas e o último livro "Command Authority".  
Seus livros ficaram famosos por abordarem ciências militares e espionagem tecnicamente detalhados e 17 deles estiveram no topo da lista de mais vendidos do "The New York Times".  Seus romances também inspiraram séries de games: "Ghost Recon", "Rainbow Six" e "Splinter Cell". 
Clancy também foi fundador do estúdio de games Red Storn Entertainment em 1996, que produziu os primeiros jogos baseados nas suas histórias, e mais de 40 jogos carregam a marca do autor. 

Primeiro livro: Caçada ao Outubro Vermelho


"Caçada ao Outubro Vermelho", primeiro livro de Clancy, cujo nome de batismo é Thomas Lanier Clancy Jr, foi lançado quando o autor tinha 37 anos, em 1984.
Antes de sua estreia na literatura, Clancy foi professor de inglês em uma escola em Baltimore, sua cidade natal, e trabalhou também como corretor de seguros. Ele também tentou se alistar na Marinha americana, mas foi recusado.
Depois de fracassar em sua tentativa de unir-se às Forças Armadas por problemas de vista, começou a escrever. 
Seu primeiro livro conta a história de capitão soviético que decide desertar para os Estados Unidos a bordo de um submarino nuclear e provoca um impasse entre as duas superpotências da Guerra Fria.
Clancy vendeu a história para a Editora do Instituto Naval dos EUA por apenas US$ 5 mil. Depois, recebeu milhões pelos direitos de publicação e pela adaptação da história para o cinema.
Fica aí a dica de leitura Caçada ao Outubro Vermelho, para quem ainda não leu. 

Nenhum comentário: