segunda-feira, 1 de julho de 2013

Bom dia amigos! Tenham uma excelente segunda-feira.

Nesta semana se inicia a 11ª Festa Literária de Paraty  (Flip), que acontece em Paraty, no Rio de Janeiro, e neste ano homenageia o escritor alagoano Graciliano Ramos. O autor de clássicos da literatura brasileira como Vidas Secas, Angústia e São Bernardo completaria, no próximo dia 27 de outubro, 120 anos.

Veja a programação completa da Flip.

 

Escritor Graciliano Ramos é o grande homenageado da Flip 2013

 

O grande homenageado da 11ª Festa Literária de Paraty  (Flip), que acontece em Paraty, no Rio de Janeiro, é o escritor alagoano Graciliano Ramos. O autor de clássicos da literatura brasileira como Vidas Secas, Angústia e São Bernardo completaria, no próximo dia 27 de outubro, 120 anos.

Natural de Quebrangulo, o escritor, jornalista e político teve uma vida em que a literatura e a política se entrelaçaram e as convicções políticas inspiraram suas obras de forte conteúdo social.
Memórias do Cárcere, publicado após sua morte (1953), em dois volumes, revela sua amarga experiência no período em que esteve preso durante a ditadura de Getúlio Vargas, em 1935, acusado de subversão. Vidas Secas, um de seus mais celebrados trabalhos, publicado em 1938, retrata a dura vida dos retirantes nordestinos castigados e humilhados pela seca.
Durante a Flip, que ocorre de 3 a 7 de julho, serão lançadas três publicações da editora Imprensa Oficial Graciliano Ramos, são elas: "Relatórios de Graciliano Ramos publicados no Diário Oficial", a biografia "Graciliano Ramos em Palmeira dos Índios" (de Valdemar de Ramos) e uma edição especial da revista "Graciliano", que trata da vida e obra do escritor com um olhar contemporâneo.

Relatórios de Graciliano Ramos publicados no Diário Oficial

O livro reúne os documentos de prestação de contas de Graciliano à frente da Prefeitura de Palmeira dos Índios. Escritos em 1920 e 1930, os relatórios foram enviados ao governador de Alagoas na época, Álvaro Paes, e logo depois foram publicados no Diário Oficial do Estado.

Graciliano Ramos em Palmeira dos Índios

O livro publicado originalmente em 1971, retrata, em detalhes biográficos, os principais fatos vividos pelo escritor em Palmeira dos Índios, cidade alagona onde o escritor casou, teve filhos e a qual foi prefeito. O autor é o alagoano Valdemar de Souza Lima que conviveu com Graciliano Ramos.

Revista Graciliano

A revista trimestral homenageia o escritor com uma edição especial e faz um mergulho na vida e obra de Graciliano Ramos para mostrar fatos pouco conhecidos de sua trajetória.
Há também relatos dos moradores de Palmeira dos índios que revelam a cidade de hoje vê a obra de seu ex-morador mais ilustre.

Programação da Flip:

Dia 3 de julho – quarta-feira
19h30 – Conferência de abertura "Graciliano Ramos: aspereza do mundo, concisão da linguagem", com Milton Hatoum 
21h30 – Show de abertura, com Gilberto Gil 

Dia 4 de julho – quinta-feira
10h – Mesa 1: "O dia-a-dia debaixo d'água", com Alice Sant'Anna, Ana Martins Marques e Bruna Beber; mediação de Noemi Jaffe
12h – Mesa 2: "As medidas da história", com Paul Goldberger e Eduardo Souto de Moura; mediação de Ángel Gurría-Quintana 
14h30 – "Mesa Zé Kleber – Culturas locais e globais", com Marina de Mello e Souza e Gilberto Gil; mediação de Alexandre Pimentel
17h15 – Mesa 3: "Formas da derrota", com José Luiz Passos e Paulo Scott; mediação de João Gabriel de Lima
19h30 – Mesa 4: "Olhando de novo para Guernica, de Picasso", com T. J. Clark; mediação de Paulo Sérgio Duarte 

Dia 5 de julho – sexta-feira
10h – Mesa 5 : "Graciliano Ramos: ficha política", com Randal Johnson, Sergio Miceli e Dênis de Moraes; mediação de José Luiz Passos 
12h – Mesa 6: "O prazer do texto", com Lila Azam Zanganeh e Francisco Bosco; mediação de Cassiano Elek Machado 
15h – Mesa 7: "A vida moderna em Kafka e Baudelaire", com Roberto Calasso e Jeanne-Marie Gagnebin; mediação de Manuel da Costa Pinto 
17h15 – Mesa 8: "Ficção e confissão", com Tobias Wolff e Karl Ove Knausgard; mediação de Ángel Gurría-Quintana 

19h30 – Mesa 9: "Lendo Pessoa à beira-mar", com Maria Bethânia e Cleonice Berardinelli
21h30 – Mesa 10: "Uma vida no cinema", com Nelson Pereira dos Santos e Miúcha; medição de Claudiney Ferreira 


Dia 6 de julho – sábado
10h – Mesa 11: "Maus hábitos", com Nicolas Behr e Zuca Sardan 
12h – Mesa 12: "Encontro com Eduardo Coutinho", mediação Eduardo Escorel 
15h – Mesa 13: "O espelho da história", com Aleksandar Hemon e Laurent Binet; mediação de Ángel Gurría-Quintana 
17h15 – Mesa 14: "Os limites da prosa", John Banville e Lydia Davis; mediação Samuel Titan Jr. 

Dia 7 de julho – domingo

11h – Mesa 16: "Graciliano Ramos: políticas da escrita", com Wander Melo Miranda, Lourival Holanda e Erwin Torralbo Gimenez; mediação de José Luiz Passos 
13h – Mesa 17: "Tragédias no microscópio", com Daniel Galera e Jérôme Ferrari 
15h – Mesa 18: "Literatura e revolução", com Tamim Al Barghoutti e Mamede Mustafa Jarouche; mediação de Arthur Dapieve 
17h – Mesa 19: "A arte do ensaio", com Geoff Dyer e John Jeremiah Sullivan; mediação de Paulo Roberto Pires
18h45 – Mesa 20: "Livro de cabeceira – Convidados da Flip leem e comentam trechos de seus autores favoritos"; mediação de Liz Calder

Nenhum comentário: