terça-feira, 9 de abril de 2013


Bom dia amigos. Compartilho com vocês o Festival Internacional de Cinema Ambiental e Direitos Humanos, que começa hoje, no Memorial da América Latina.

Grande abraço e tenham uma ótima terça-feira.

 

Festival Internacional de Cinema Ambiental e Direitos Humanos

O Memorial da América Latina, na capital paulista, entre os dias 9 e 14 de abril (de terça a domingo), recebe o Ecocine 20 anos – Festival Internacional de Cinema Ambiental e Direitos Humanos, primeiro criado no Brasil destinado à reflexão, produção, fomento e debates sobre a natureza e a vida humana.
Em sua 21ª edição, o Ecocine será composto de mostra de filmes, debates e programação especial para o público infantil. Escolas e faculdades terão atividades especiais, compostas de sessões comentadas de filmes, palestras e debates sobre temáticas ambientais e de direitos humanos.
O Ecocine será aberto oficialmente na terça-feira (9/4), às 9h30, na Sala dos Espelhos (portão 13). Às 10h, será exibido o documentário Vale dos Esquecidos (2010 – 72 minutos), de Maria Raduan, que narra o conflito pela terra em Mato Grosso, uma das regiões mais violentas do país nos anos 60. No mesmo dia, haverá mais duas sessões (às 14h e às 20h), também na sala dos Espelhos, onde a programação se desenrola até o dia 12.
Entre os dias 13 e 14 a sala de projeção passa a ser o espaço vídeo do Pavilhão da Criatividade. Todas as sessões são gratuitas.
O festival é produzido pelo Centro Cultural São Sebastião Tem Alma (CCSSRA), pela TAO Produções Artísticas, e patrocinado pela Sabesp – empresa que mais investe no cinema nacional no Estado de São Paulo e uma das três maiores patrocinadoras brasileiras.
História do Ecocine
Foi o primeiro festival ambiental criado no Brasil. A primeira edição aconteceu em 1992, na cidade de São Sebastião, paralelamente à Conferência Mundial de Meio Ambiente (ECO 92), realizada no Rio de Janeiro. O projeto é realizado em vários formatos – mostras competitivas, itinerantes, nacionais e internacionais, realizado anualmente em cidades diferentes do Estado de São Paulo.

Programação
Dia 09 – Terça-feira
10h – Vale dos Esquecidos –Direção de Maria Raduan, Duração 70’
14h – Curtas realizados por alunos da Escola Bem-Te-Vi
20h – Topografia de Um Desnudo – Direção de Teresa Aguiar / Duração 84’

Dia 10 – Quarta-feira
14h – Sessão Cine Escola Caravana – Curtas Multirio

Dia 11 – Quinta-feira
10h –Hotxuá – Direção de Leticia Sabatella e Gringo Cardia/ Duração 70’
14h – Serra da Desordem – Direção de Andrea Tonacci / Duração 135’
20h – Vlado 30 anos depois – Direção João Batista de Andrade – 90’ 2

Dia 12 – Sexta-feira
14h - A velha e o mar- Direção de Petrus Cariry – Duração 13’
Sidinéia, uma pescadora rara no litoral do Ceará – Direção de Sidnéia Lusia da Silva - Duração 15’
19h - Educomunicação, o nascimento 11’ – Alunos
Filmes feitos por crianças, estudantes, professores.
Debate com a ECA - Escola de Comunicação e Artes da USP. Projeto Educomunicação – USP – Unesp

Dia 13 – Sábado
Das 14h às 18h - Exibição do piloto do documentário RUA! – Direção Ariane Porto – 20′
19h – Filme Topografia de Um Desnudo – Direção de Teresa Aguiar / Duração 84’

Dia 14 – Domingo
Filmes infantis
10h – A Ilha do Terrível Rapaterra – Direção Ariane Porto – 80′
15h – O Grilo Feliz – Animação de Start Desenhos Animados- direção Walbecy Ribas, Duração – 80’
17h – Encerramento

Nenhum comentário: