sexta-feira, 11 de janeiro de 2013


Bom dia amigos, aproveitem o dia maravilhoso, sexta-feira!

Hoje compartilho com vocês a crônica Beleza no alto do Morro Saboó.

Tem também um evento interessante que acontece hoje, Poemas a Flor da Pele, no Centro Cultural São Paulo.

 

Crônica
Beleza no alto do Morro Saboó


Nas minhas andanças pela Baixada Santista, nas matérias que venho fazendo sobre os funcionários da Sabesp, um local que me deixou extasiada foi o Reservatório Saboó.
Apesar de ter dado um azar por causa de um dia chuvoso, o que dificultou um pouco a minha visita ao local, mesmo assim pude aproveitar e conhecer aquele local inusitado, lá no alto do morro Saboó.
Desde o início, eu já sabia que a matéria viria acompanhada de aventura, o que me deixou mais ainda entusiasmada.
Pois bem, ao passarmos por dentro da unidade do mesmo nome, o técnico que me acompanhava, chamado João de Moraes, abriu o cadeado do portão para começarmos a nossa jornada rumo ao local. A visão que tive fez merecer cada degrau dos quase 200 que teria a subir, no meio da mata e embaixo da chuva. Numa escada estreita fomos subindo e a cada passo lento, eu me deslumbrava com a beleza daquele lugar inabitado e reservado à presença somente dos empregados da Sabesp que cuidam do abastecimento de água da cidade de Santos.
Paralela à escadaria passa um troli, ou seja, um carrinho movido a cabo de aço para descida e subida de materiais, para facilitar o serviço dos empregados.
Ao chegarmos ao local, vi casinhas de madeira de apoio aos serviços realizados no reservatório, para analisar a água que é servida à população.
Além de me preocupar com a notícia, aproveitei a beleza da área e da vista do alto, composta de um lado, do Porto de Santos, o maior da América Latina e seus containers, da movimentação de pessoas e de máquinas, enfim, a energia da vida emanada do cais em oposição ao que vi caminhado para o outro lado do morro, o Cemitério de Filosofia, com suas múltiplas campas encerrando toda uma vivência terrena para o começo de uma divina.
O morro abriga também outros reservatórios, mais acima, no topo, equipamentos que o mau tempo escondeu de mim.
A beleza daquela área se misturou ao profissionalismo do Aparecido e dos outros técnicos, que cuidam do local como de suas casas. São funcionários que fazem o serviço com carinho, realizando o que gostam.
A visita durou pouco tempo, porém, a satisfação que tive em conhecer a área valeu a pena cada minuto. 
=================
Poemas a Flor da Pele e Centro Cultural São Paulo

O Evento Poemas a Flor da Pele, parceria com o Centro Cultural São Paulo realiza hoje, das 20h às 22h30, festival de poemas.

Trata-se do primeiro evento do ano, e a Poemas se faz presente em vários estados brasileiros e com muita alegria apresenta músicos, dançarinos e muita poesia, teatro e piano, o melhor para que a noite poética seja de grandes emoções. Leve seu poema, entrada livre e palco aberto.

 

Serviço:

Poemas a Flor da Pele

Dia: hoje, das 20hàs 22h30

Local: Centro Cultural São Paulo – Rua Vergueiro, 1000, São Paulo


Nenhum comentário: