terça-feira, 4 de dezembro de 2012

Olá leitores do Histórias Fantásticas, muito bom dia a todos!
Hoje tenho uma edição especial, pois o convidado para o bate-papo é o ativista cultural, linguísta, crítico de cinema e escritor Ademir Pascale.
Ademir tem uma vasta biografia no gênero fantástico e está sempre inovando.
Já publicou dois romances, Encruzilhada e O Desejo de Lilith. Organizou as coletâneas Draculea: O livro secreto dos vampiros, Invasão; Metamorfose: A Fúria dos Lobisomens,  Poe 200 Anos: Contos Inspirados em Edgar Allan Poe,  No Mundo dos Cavaleiros e Dragões,  Zumbis: Quem disse que eles estão mortos?,  Draculea: O retorno dos vampiros, volume 2 Sobrenatural: Contos Fantásticos; Metamorfose II: Os filhos de Licaão; Estranhas Invenções; Passado Imperfeito  e Time Out: Os Viajantes do Tempo. 
É também coautor das coletâneas Contos Imediatos, Paradigmas, Volume 2, Caminhos do Medo e Anno Domino: Manuscritos Medievais.
Autor do áudiolivro: Cinema: Despertando seu olhar crítico. 
Participa regularmente das edições da Revista Scarium, de literatura fantástica.
Ufa, um curriculum e tanto!

Olá, Ademir Pascale, é um prazer recebê-lo aqui e agradeço por você ter concedido a entrevista ao Histórias Fantásticas.

Miriam Santiago: Ademir, você é um escritor fantástico e tem muita bagagem cultural. Conte aos leitores como surgiu essa vocação literária.

Ademir Pascale: Olá, Miriam. Agradeço pela entrevista. Bom, fui incentivado pelos meus pais e desde muito jovem já curtia HQs, desenhos animados e obras do gênero fantástico, mas só adentrei no mundo da literatura como escritor em 2007, quando publiquei o meu primeiro conto, depois não parei mais. Publiquei contos em todos os formatos.

Miriam Santiago: Ademir, você já publicou dois romances e foi coautor de várias coletâneas, conte sobre essa experiência.

Ademir Pascale: Não foi nada fácil. Passei por inúmeras dificuldades para conseguir publicar todos esses livros num curto período de tempo. O escritor brasileiro passa por diversas barreiras e tem pouco apoio por parte da mídia e do governo. É preciso muita força de vontade para continuar. Confesso que já pensei em desistir, mas algo lá no fundo não deixou. Gosto do que faço e quero ser lido. Hoje estou mais “calejado”, acostumado com as dificuldades, mas não quero passar por isso a minha vida inteira...(rsrs)

Miriam Santiago: De onde vem toda essa inspiração?

Ademir Pascale: Sou muito sentimental e revoltado com injustiças. Tento expor esse meu sentimento através da escrita e da arte e se tivesse mais tempo certamente seria músico. Cada dia aprendo mais com o ser humano. Alegrias e decepções. Tudo isso é inspiração :)

Miriam Santiago: Quais são suas fontes? Onde você encontra a inspiração para suas histórias?

Ademir Pascale: Minha principal fonte vem das ruas. Sou muito observador, seja na fila da padaria, supermercado ou açougue. Já ministrei aulas de informática para várias comunidades carentes da Zona Sul de São Paulo (e ainda ministro). Aprendi e ainda aprendo muito com meus alunos. Não gosto de criar universos em minhas histórias. Tudo é baseado em ruas reais. Minhas personagens são cheias de problemas como falta de dinheiro, problemas amorosos, problemas com o chefe, problemas de saúde, dúvidas, questionamentos etc.

Miriam Santiago: Existe algum ritual no seu processo de criação?

Ademir Pascale: Gosto de ouvir rock quando escrevo. Curto petiscar algo (pizza fria, pastel, chocolate, salgadinhos diversos etc) e beber Coca-Cola super gelada...(rsrs). É provável que um dia eu morra de tanto comer besteiras. Mas morrerei feliz...(rsrs).

Miriam Santiago: Conte-nos sobre seus livros Encruzilhada e O Segredo de Lilith.

Ademir Pascale: O Desejo de Lilith foi o meu primeiro romance. Escrevi tudo o que queria escrever. Alguns “críticos” não gostaram, outros adoraram. Acho que isso depende muito de pessoa para pessoa. Quem não gosta do gênero do qual escrevi certamente não curtirá, mas o principal foi que eu curti escrever. Escrevo abaixo a sinopse deste livro:
Um descuido dos tradutores da Bíblia revelou o pior dentre todos os demônios. Um velho e decadente detetive de polícia investiga um macabro suicídio, mas o que ele não sabia era que sua vida estava por um fio e seria envolvido em uma conspiração contra toda a humanidade. Uma palavra-chave, transliteração de uma palavra hebraica repetida em 63 trechos da Bíblia, dará início à mais sombria das investigações. Uma organização secreta milenar abriga incríveis segredos e bizarras e inimagináveis personagens. Afinal, o que teria em comum Platão, Vlad Tepes, Erzsébet Báthory, John Milton, Thomas Chatterton, Mary Shelley, Percy B. Shelley, Robert L. Stevenson, Aleister Crowley e Jim Morrison? Descubra em O Desejo de Lilith, um romance sobrenatural vivenciado nas principais avenidas e ruas de São Paulo, repleto de segredos, revelações, aventuras e muito rock n’ roll. Mas atenção, seja forte e esteja preparado ao ler estas páginas, pois você não confiará mais em seu vizinho ou qualquer outro transeunte que cruzar o seu caminho. Você nunca mais enxergará o mundo como antes…
          Afinal, qual seria o desejo de Lilith?

          “Encruzilhada” foi o meu segundo romance, mas segue o mesmo gênero do “O Desejo de Lilith”. Curti muito escrever este livro e estou recebendo muitas críticas positivas sobre este meu trabalho. Envio abaixo a sinopse:
          Um padre ganancioso, frio e calculista, através de um ritual macabro, liberta um dos cinco príncipes do inferno. Um jovem de dezenove anos passa por problemas amorosos, financeiros e familiares. Um pugilista, cansado de ser humilhado desde a infância, tenta alcançar a fama a qualquer preço. Três pessoas distintas, mas que possuem uma forte ligação. Conheça o livro Encruzilhada, e esteja preparado para adentrar no mais íntimo do Sobrenatural.

Miriam Santiago: Ademir, tem algum novo romance chegando este ano ou no próximo?

Ademir Pascale: Tenho uma obra de micronarrativas sendo avaliada por uma grande editora de São Paulo. Já recebi a resposta dela, mas ainda falta mais alguns detalhes até a publicação. Também iniciei um novo romance que ao meu ver, é a história mais criativa e ousada que já escrevi. Mas como estou no início, infelizmente não posso dar muitos detalhes.

Miriam Santiago: Você foi indicado ao Codex de Ouro, conte-nos como foi essa experiência e fale também sobre essa premiação.

Ademir Pascale: Foi uma surpresa. Fui indicado ao Codex de Ouro 2011 como autor revelação juntamente dos escritores André Vianco, Paulo Coelho, Chico Buarque, Eduardo Spohr e Adriano Siqueira. Eduardo Spohr ganhou como autor revelação, mas fiquei feliz e valeu estar entre os indicados. Caso os leitores queiram saber mais sobre o Codex de Ouro, basta acessar o site oficial: www.codexdeouro.com.br.

Miriam Santiago: Sobre as várias antologias promovidas por você, teve alguma em especial? Quantas pessoas participaram dessas coletâneas?

Ademir Pascale: Draculea: O livro secreto dos vampiros, marcou bastante. Em 2009 não tinha tanta gente organizando antologias de contos. A ideia do Draculea foi muito legal e criativa. O lançamento bombou. Foram momentos felizes e inesquecíveis :) Também curti muito organizar em parceria com Maurício Montenegro a coletânea “Poe 200 Anos: Contos Inspirados em Edgar Allan Poe”. Sou fã nº 1 do Poe e isso já diz tudo :) Agora, quantas pessoas participaram, é uma pergunta difícil...(rsrs). Bom, foi uma média de 120 autores, pois muitos participaram de mais de uma coletânea.

Miriam Santiago: Tem alguma coletânea sendo organizada para este ano ou para 2013?

Ademir Pascale: Por enquanto não. Dei um tempo com as coletâneas para investir mais em meu romance.

Miriam Santiago: Você é um escritor que está sempre inovando. Conte-nos sobre seus lançamentos em E-book, este novo formato de livro.

Ademir Pascale: Inicialmente fui contra os e-books, mas é bem mais fácil adquiri-los do que esperar um livro físico chegar pelo Correio. Mas ressalto que não tem graça ter um monte de e-books armazenados num HD, prefiro ver os livros ali reunidos na estante… Fora isso, acredito que dentro de 10 ou 15 anos outra tecnologia que ainda nem imaginamos supere os e-books.

Miriam Santiago: Conte também sobre o novo livro E-book Amor Liberto.

Ademir Pascale: A ideia para escrever a novela “Amor Liberto” surgiu em 2009. Ela faria parte de uma coletânea que seria publicada pela Giz Editorial. Depois, o editor que avaliou e aprovou o meu texto, acabou saindo da editora e a coletânea não foi publicada. Então tive a oportunidade de conhecer o Marcelo Bighetti, que é um excelente capista e diagramador. Ele fez a capa da obra, diagramou e cadastrou no site Amazon:

Miriam Santiago: Recentemente você lançou uma coletânea em E-book, como foi essa nova experiência? Tem alguma outra por vir?

Ademir Pascale: Sim, foi o e-book “Invasão Alienígena”, com participação de escritores experientes. São eles: Nelson de Oliveira, Marcelo Bighetti, Roberto Causo, Gian Danton, Claudio Parreira, Flávia Muniz, Renato A. Azevedo, Gerson Lodi Ribeiro, Ademir Pascale e os cartunistas Juska e Arionauro. Este e-book é gratuito e pode ser baixado clicando no link: http://www.divulgalivros.org/invasao_alienigena.pdf.
E o próximo lançamento provavelmente acontecerá em dezembro/2012. Eu e o Marcelo Bighetti estamos trabalhando em dois e-books dos vencedores do 1º Concurso Cultural de Literatura Cranik.  

Miriam Santiago: Ademir, você e a escritora Elenir Alves foram os organizadores por dois anos da Revista Online TerrorZine, a qual publicou minicontos fantásticos com autores renomados e amadores. Conte-nos como foi essa experiência.

Ademir Pascale: O TerrorZine teve 27 edições, mas infelizmente tivemos que abandonar a sua publicação. O principal foco dele eram as micronarrativas, ou se achar melhor, minicontos de terror, além das entrevistas. Passaram pelas 27 edições centenas de escritores novos e veteranos, alguns até membros da Academia Brasileira de Letras, como Moacyr Scliar (1937-2011) e Antônio Carlos Secchin. Chorei quando anunciei o fim do TerrorZine nas redes sociais e infelizmente teve que ser assim. Como disse antes, não temos apoio. Tenho que sair às 7h da manhã para ir ao trabalho e retorno às 20h, pois tenho, claro, que pagar as contas e sustentar a minha família. Tive que fazer uma escolha e este foi o fim do TerrorZine.

Miriam Santiago: Tem algum projeto de uma revista online do mesmo formato para o futuro?

Ademir Pascale: Não, a não ser que as coisas mudem futuramente.

 Miriam Santiago: Novos projetos para este ano ou para 2013?

Ademir Pascale: No momento estou bem focado no meu novo romance. Está no início, mas estou trabalhando muito nele :)

Miriam Santiago: Ademir, o que você recomenda aos novos escritores?

Ademir Pascale: Primeiro é preciso ler bastante, principalmente textos do gênero que o novo escritor pretende escrever. Após escrever, reler o texto várias vezes em dias diferentes. Dar o texto para outra pessoa ler e ficar atendo aos comentários e observações desta pessoa. Isso não significa que o escritor deva acatar todas as observações, mas analisar se é coerente ou não mudanças no texto. Outro ponto importante é ser um autor ativo. Não adianta escrever e ficar parado. Divulgue os seus trabalhos. Envie para editoras. Faça parte das redes sociais e tenha um site ou blog para publicar sempre as suas notícias ;) Outra coisa, se fizer sucesso como autor – espero que faça -, não esqueça dos colegas que o apoiaram e começaram a carreira com você.

Miriam Santiago: Conte-nos sobre o Portal Cranik, que reúne material de autores e resenhas de filmes. Fale também sobre o seu site Divulga Livros, outro importante veículo de comunicação e atividades culturais.

Ademir Pascale: A primeira versão do Cranik iniciou-se em 2001 quando criei um portal intitulado “Portal Max”. Eu não sabia fazer sites e o processo na sua construção foi muito complicado, pois o portal era voltado para anúncios classificados, um sistema todo em PHP. Desisti do portal dois anos depois e procurei um webmaster para fazer o Portal Cranik. O problema é que eu dependia desse profissional para construir o portal e ele não saia do papel, então tive que comprar alguns livros para aprender eu mesmo a construir sites. Depois do Cranik (www.cranik.com) pronto, tive a ideia de fazer resenhas de filmes. Montei uma equipe, sendo a maioria jornalistas, e juntos fizemos mais de 1.000 resenhas. Durante este tempo tive a ideia de fazer um projeto social intitulado “Vá ao cinema”. Montei o release e enviei sem medo para a FOX Filmes. No dia seguinte recebi a resposta positiva da parceria. Pulei de alegria. Depois da FOX consegui parceria com a Playarte, Disney Pictures, Sony Pictures, Buena Vista, Imovision, Paris Filmes, etc. Com essas ótimas parcerias, visitei ongs e escolas e distribui mais de 6.000 convites para o acesso gratuito às salas de exibições. Foi muito gratificante saber que milhares de pessoas foram de graça ao cinema com o meu projeto. Recebi depoimentos de pessoas que nunca tinham pisado numa sala de cinema. O meu convite cortesia foi o incentivo para essas pessoas, uma inclusão social. O Divulga Livros foi um dos vários sites que fiz, assim como “O Entrevistador”, site “Literatura Fantástica” e agora um novo intitulado “Livro Destaque” (www.livrodestaque.com.br).
Ainda referente ao cinema, fui matéria em vários canais de comunicação, como a Revista IstoÉ Gente, jornais, sites, programas de rádio e TV. Depois estudei Letras e na faculdade conheci o glorioso trabalho do escritor Edgar Allan Poe. Isso foi o primeiro passo para meu passe no mundo da escrita. Bom, ainda estou caminhando, mas já fiz muita coisa. Já o Divulga Livros foi uma ideia bacana que tive no ano de 2007, tendo passado por ele dezenas de autores, mas vi que era preciso modernizar a coisa toda, então criei uma nova plataforma para divulgação de livros. É uma ferramenta que visa divulgar autores e suas obras com um custo super baixo. O projeto é intitulado “Livro Destaque” e o seu endereço é: www.livrodestaque.com.br. Já estou divulgando vários livros :)

Miriam Santiago: Como ativista cultural, conte um pouco sobre sua experiência em concursos de contos realizados para estudantes. Conte também sobre seus projetos do gênero.

Ademir Pascale: Fiz vários projetos para incentivar estudantes e jovens leitores para o mundo da escrita. Alguns fiz em parceria com o site dos fãs da Saga Crepúsculo www.foforks.com.br, que sempre deu apoio aos meus projetos. Seria ótimo se todos escritores fizessem isso. Com algumas poucas exceções, infelizmente o que vejo são apenas editoras e autores querendo vender seus livros.

Miriam Santiago: Finalizando, deixe seus contatos para que possamos acompanhar suas obras.

Ademir Pascale: Claro. Segue abaixo:
Twitter: @ademirpascale


Forte abraço,
Ademir Pascale

Obrigada Ademir pela entrevista, que veio acrescentar culturalmente aos leitores do Histórias Fantásticas. Boa sorte e sucesso. Abraços,
Miriam Santiago


Nenhum comentário: