sexta-feira, 30 de novembro de 2012


Hoje é dia do falecimento do 

escritor Fernando Pessoa

Fernando Pessoa (Lisboa, 13 de junho – Lisboa, 30 de novembro de 1935) foi um poeta e escritor português, nascido em Lisboa. É considerado um dos maiores poetas da língua portuguesa e da literatura universal. 
Aos seis anos de idade, Fernando Pessoa foi para a África do Sul, onde aprendeu perfeitamente o inglês, e das quatro obras que publicou em vida, três são em inglês. Durante sua vida, Fernando Pessoa trabalhou em vários lugares como correspondente de língua inglesa e francesa. Foi também empresário, editor, crítico literário, jornalista, comentador político, tradutor, inventor, astrólogo e publicitário, e ao mesmo tempo produzia suas obras em verso e prosa. 
Como poeta, era conhecido por suas múltiplas personalidades, os heterónimos, que eram e são até hoje objeto da maior parte dos estudos sobre sua vida e sua obra. 
Fernando Pessoa faleceu em Lisboa, com 47 anos anos de idade, vítima de uma cólica hepática causada por um cálculo biliar associado a cirrose hepática, um diagnóstico hoje é dia é contestado por diversos médicos.

Principais heterônimos de Fernando Pessoa: 

- Alberto Caeiro, nascido em Lisboa, e era o mais objetivo dos heterônimos. Buscava o objetivismo absoluto, eliminando todos os vestígios da subjetividade. É o poeta que busca "as sensações das coisas tais como são". Opõe-se radicalmente ao intelectualismo, à abstração, à especulação metafísica e ao misticismo. É o menos "culto" dos heterônimos, o que menos conhece a Gramática e a Literatura. 


- Ricardo Reis, nascido no Porto, representa a vertente clássica ou neoclássica da criação de Fernando Pessoa. Sua linguagem é contida, disciplinada. Seus versos são, geralmente, curtos. Apóia-se na mitologia greco-romana; é adepto do estoicismo e do epicurismo (saúde do corpo e da mente, equilíbrio, harmonia) para que se possa aproveitar a vida, porque a morte está à espreita. É um médico que se mudou para o Brasil. 

- Álvaro de Campos, nascido no Porto, é o lado "moderno" de Fernando Pessoa, caracterizado por uma vontade de conquista, por um amor à civilização e ao progresso. Campos era um engenheiro inativo, inadaptado, com consciência crítica.


Frases e Pensamentos de Fernando Pessoa


“Amo como ama o amor. Não conheço nenhuma outra razão para amar senão amar. Que queres que te diga, além de que te amo, se o que quero dizer-te é que te amo?”


“Não se acostume com o que não o faz feliz, revolte-se quando julgar necessário.”
 
“Alague seu coração de esperanças, mas não deixe que ele se afogue nelas.” 

“Se achar que precisa voltar, volte! 
Se perceber que precisa seguir, siga! 
Se estiver tudo errado, comece novamente. 
Se estiver tudo certo, continue.
Se sentir saudades, mate-a. 
Se perder um amor, não se perca! 
Se o achar, segure-o!”

“Às vezes ouço passar o vento; e só de ouvir o vento passar, vale a pena ter nascido.”

“Há um tempo em que é preciso abandonar as roupas usadas, que já tem a forma do nosso corpo, e esquecer os nossos caminhos, que nos levam sempre aos mesmos lugares. É o tempo da travessia: e, se não ousarmos fazê-la, teremos ficado, para sempre, à margem de nós mesmos.”

“Tudo vale a pena quando a alma não é pequena.”
---------------------------


30 de novembro é Dia das Livrarias

Numa organização da Associação de Livrarias de Espanha, que conta com o apoio do Colégio de Escritores daquele país, assinala-se no dia 30 de novembro o Dia das Livrarias.
A Fundação José Saramago, em parceria com o movimento Encontro-Livreiro, transporta esta ideia para Portugal e convida todos os livreiros a associarem-se a ela, fazendo do dia da morte de Fernando Pessoa um dia de vida, para que as livrarias se encham de visitantes, contrariando a tão real crise que leva tantos a temer o fecho iminente desses espaços de cultura.
Todos os dias são bons para visitar uma livraria.
Não permita que as livrarias se transformem numa «espécie em vias de extinção»!
-------------------------
Humor de Cinema
O Humor de Cinema do Roxy vai até 21 de dezembro. Sempre às 22h. Os shows levam, em média, 1h20, e têm classificação indicativa de 14 anos.
Hoje, em São Vicente, Euclydes atuará ao lado de Thiago Cepeda, Gustavo Boleiro, Adalberto Lopes e Clodoaldo Rocha.

Serviço:

Espetáculo “Humor de Cinema” no Roxy 6
Quando: Sexta-feira, 30/11, às 22h
Com Euclydes Escames, Thiago Cepeda, Gustavo Boleiro, Adalberto Lopes e Clodoaldo Rocha
Local: Cine Roxy - Av. Frei Gaspar, 365, Centro, Shopping Brisamar, São Vicente
Quanto: R$ 15,00 (meia-entrada)
Todos pagam meia
--------------------------

Nossa sorte, nosso norte – para onde vamos? – Flávio Gikovate e Renato Janine Ribeiro

Hoje, no Café Filosófico

Quando você olha para nossa realidade atual, como imagina seu futuro e o de nossa sociedade? Há muitos elementos de nosso cotidiano em evidente transição. As relações entre as pessoas estão se transformando, a tecnologia influencia nossa maneira de viver e até de pensar, nossa expectativa de vida aumentou de modo significativo, trabalho e emprego já não estão necessariamente associados, a demanda por ética é crescente.
Nesse cenário, as expectativas em relação ao futuro também se alteram. Assim, vale pensar sobre o que esperar, o que podemos e queremos construir para então projetar trajetórias. Por vezes, talvez você se sinta numa gangorra: de um lado, o consumismo desenfreado, a busca de visibilidade e sucesso; de outro, há maior transparência, a comunicação é instantânea e os bens e serviços estão mais acessíveis a todos. Flávio Gikovate e Renato Janine Ribeiro nos contam, neste livro, como eles têm visto nosso contraditório presente e para onde eles acreditam que a bússola aponta.
Flávio Gikovate é médico-psiquiatra formado pela USP em 1966. Trabalha com psicoterapia breve, tendo atendido mais de nove mil pacientes. É conferencista e autor consagrado, com várias obras publicadas – inclusive no exterior –, que somam quase 1 milhão de livros vendidos
Renato Janine Ribeiro é professor de Ética e Filosofia Política na USP, é autor de vários livros na sua área, bem como colunista do jornal “Valor econômico”, às segundas-feiras. Lecionou na Universidade de Columbia, em Nova York, e foi diretor da Capes, em Brasília. Entre seus livros, está A etiqueta no antigo regime e O afeto autoritário – televisão, ética, democracia.

Transmissão ao vivo a partir das 18h em www.cpflcultura.com.br/aovivo

Data: 30 de novembro de 2012
Horário: 19h
Classificação etária: 14 anos. Entrada gratuita e por ordem de chegada a partir das 18h. A cpfl cultura em Campinas fica na rua Jorge Figueiredo Corrêa, 1632 – Chácara Primavera

Mais informações pelo telefone (19) 3756-8000  



Nenhum comentário: