segunda-feira, 19 de novembro de 2012


1ª Mostra de Dança Marcelo Cirino
Hoje, às 20h30, no Teatro Braz Cubas

A 1ª Mostra de Dança Marcelo Cirino, irá apresentar talentos e revelações da dança de todo segmento, modalidade e categoria da Baixada Santista. Contará também com convidados especiais, grupos paralelos do Projeto Dança de Rua da Secretaria de Cultura de Santos, e encerrará a noite com a apresentação do Grupo Dança de Rua do Brasil, com a coreografia clássica: Homens de Preto, de Marcelo Cirino, que inclusive se apresentou esse ano na Noite de Gala do 30º Festival de Dança de Joinville.

Serviço:
1ª Mostra de Dança Marcelo Cirino
Quando: hoje (19/11), às 20h30
Local: Teatro Municipal Braz Cubas - Av. Senador Pinheiro Machado, 48, Vila Mathias, Santos
Ingressos: R$ 20,00 (estudantes pagam meia-entrada), serão vendidos somente no dia do evento, na bilheteria do teatro, a partir das 15 horas
----------------------------
Como Se Tornar Uma Super Mãe
Estreia nos dias 24 e 25

A peça Como Se Tornar Uma Super Mãe em 10 Lições traz elenco de afiados comediantes para o Teatro Coliseu nos dias 24, às 21 horas; 25, às 20 horas.
A história é contada a partir das lembranças de Daniel (Kiko Marques), um típico bom filho judeu, que tem que ministrar uma palestra no mesmo dia em que recebe um prêmio de algebrologia sintagmática. 
Na primeira fila do auditório está sua super mãe (Ana Lucia Torre), que o interrompe a todo o momento para perguntar se ele está com roupas que o protegem do frio e alergias. Até que o submisso filho resolve contar sua história e as consequências da educação de uma mãe super protetora.

Serviço:

Como Se Tornar uma Super Mãe
Quando: dias 24 e 25/11, às 21h e 20h, respectivamente
Local: Teatro Coliseu - Rua Amador Bueno, 237, Centro, Santos
Ingressos: de R$70,00 a R$80,00   
Informações: (13) 4062-0016
-----------------------------
A mulher na bolha
Patrícia Porto


Havia uma bolha criada especialmente pra ela. Nesta bolha ela podia acordar, comer, beber, dormir, fazer os serviços da bolha: limpar a bolha, decorar a bolha, receber os amigos, navegar na internet...

Ela era quase feliz em sua bolha se não fosse o fato de ter que deixar a bolha para se relacionar com outros que tinham em mente projetos muito audaciosos, planos que mal cabiam na sua esfera reduzida de bolha. O que não administrava bem devido às novas demandas. Ah, nada como manter uma bolha bem preservada de insetos e de suas imprevistas metamorfoses! E os anos se passaram sem corte ou navalha: a mulher acordando, bebendo, dormindo, recebendo os amigos, navegando na internet... 
Mas como nenhuma bolha é perfeita, a mulher dessa curta história às vezes se sentia mal e mal se entendia consigo mesma e se entediava. Então resolveu expandir sua bolha para aliviar seus dias de tédio. Era obviamente uma proposta de bolha expandida . Assim, cansada de certa solidão, entrou num site de encontros às cegas e resolveu trazer para dentro de sua bolha um legítimo tratador de bolhas esvaziadas. Era fácil, pois existiam muitos tratadores que viviam em bolhas reluzentes de brilho penetrante. Escolheu e encolheu para que pudesse caber em dois na nova bolha compacta e conjugada. A mulher na bolha seria então quase completamente feliz se a bolha não tivesse apresentado um terrível defeito de reinvenção: o de permitir a entrada de toda espécie danosa de seres que deterioravam bolhas conjugadas.
A mulher desesperou-se e pediu ajuda aos psico-trópicos e também passou a consumir diariamente uma espécie de bolhatóxico sem receita. O tratador de bolhas já de olhos novamente reluzentes e sangue nos dentes buscava outras bolhas esvaziadas. Antecipada ao desfecho, nada ilusório, a mulher da bolha saiu borrifando o novo vazio a fim de voltar de vez a sua velha rotina: acordar, beber, dormir, receber os amigos, navegar na internet...
Houve um grande progresso, a mulher, novamente sozinha, limpava e decorava a bolha a seu gosto e desgosto e era agora quase inteiramente sozinha no seu quarto de ser feliz - se não fosse a vida querendo hora ou outra tentar estourar a bolha criada especialmente pra ela.


Conheça a autora, acesse:

Nenhum comentário: