quarta-feira, 22 de agosto de 2012


Olá, que o dia seja bom para todos nós.
Veja o que está rolando nesta quarta aqui na página:
Começa hoje a 4ª edição da Tarrafa Literária, veja a programação até domingo.
Tem comemoração gratuita hoje na Praça Mauá pelo Dia do Folclore.
Para homenagear a data, o miniconto Estranha Paixão, de minha autoria.
Bem, por hoje e espero você aqui amanhã para mais novidades.
Abraços,
Miriam

Começa hoje a 4ª edição da 
Tarrafa Literária 2012

Uma festa literária que promete reunir leitores e escritores em quatro dias de conversas sobre literatura, jornalismo, ciência, história, futebol ou outros temas que vierem à mente dos convidados. Trata-se do Festival Internacional Tarrafa Literária, que chega a sua 4ª edição com o apoio da Sabesp e reforçando o objetivo de dar voz ao pensamento em um ambiente de entretenimento e cultura.
A abertura acontece hoje (22), às 19h30, no Teatro Coliseu, Centro Histórico de Santos, e terá show do cantor Lobão, além de apresentação da Banda Querô. O restante da programação acontece no Teatro Guarany e termina neste domingo, dia 26.
Para debater temas da atualidade, o festival conta com participantes de diferentes áreas. Entre eles, estarão Lobão, que inicia a série de encontros literários na quinta-feira (23), o neurocientista Miguel Nicolelis, o jornalista e escritor Leandro Narloch, os ex-jogadores do Santos Pepe e Coutinho, o premiado autor angolano José Eduardo Agualusa e o ex-diretor da Rede Globo José Bonifácio de Oliveira Sobrinho, o Boni.
Como nas outras edições, parte da programação será reservada ao público infantil, através da ‘Tarrafinha’. Serão dois dias – sábado (25) e domingo (26) – com leitura de histórias e encontros lúdicos. Para assistir às atividades no Teatro Guarany é necessário doar um livro usado em boas condições, para ser destinado a projetos culturais de estímulo e acesso à literatura.

O evento é gratuito, mas se você levar um livro novo ou em bom estado será ótimo, pois os mesmos serão doados a bibliotecas de instituições carentes da região.


Ingressos para a abertura

Os ingressos são gratuitos e devem ser retirados somente nesta quarta-feira (22), na Realejo Livros (Av. Marechal Deodoro, 2, Gonzaga, a partir das 9 horas) ou na bilheteria do Sesc (Av. Conselheiro Ribas, 136, Aparecida, a partir das 14 horas).

Programação - Tarrafa:
22/08
20hShow Banda Querô no foyer principal
20h30Solenidade de abertura
21hShow Lobão

23/08
15h - 50 anos a mil - Lobão. Med: Matthew Shirts
17h - A Odisséia Musical de Zé Miguel Wisnik e Gilberto Mendes. Med: Marcus Vinicius Batista
19h - A África, logo ali- José Eduardo Agualusa e Nei Lopes Med: Marcos A. Ferreira

24/08
15h - Autores em revista - Ricardo Lísias e Javier Contreras Med: Jorge Oliveira
17h - Paixão pelos livros - Pedro Paulo Sena Madureira e Jerônimo Teixeira. Med: Alexandre Soares Silva
19h
- Ficção Real ou Realidade Ficcional - Humberto Werneck e Paulo Lins. Med: Ademir Demarchi

25/08
15h - 100 anos, 775 gols - Pepe e Coutinho. Med: Vladir Lemos e Michel Laurence
17h
- A crônica nossa de cada dia - Adriana Falcão e Torero Med: Roberto Muylaert
19h - Os Incorretos - Luiz Felipe Pondé e Leandro Narloch Med: João Gabriel de Lima

26/08
15h - Minhas Histórias em Quadrinhos - Lourenço Mutarelli e Fernando Gonsales. Med: André Rittes.
17h
- Divulgadores da Ciência - Miguel Nicolelis e Edson Amâncio. Med: Gustavo Klein
19h
- Se não me falha a memória - Boni e Ricardo Amaral. Med: Celso de Campos Junior

Programação – Tarrafinha:
-Dia 25 de agosto, sábado:
- 14H - Contação de Histórias Livros "A tampa do céu", "7 histórias para contar", "Mania de explicação"
- 15H - Bate-papo com Adriana Falcão, autora dos livros

Dia 26 de agosto, domingo:
- 14H - Contação de Histórias Livros: "Chapéuzinhos coloridos", "O patinho feio que não era bonito nem feio", "Os oito pares de sapato de Cinderela.", "Branca de neve e as sete versões".
- 15H - Encontro com Marcus Aurelius Pimenta, autor dos livros

Sessão de autógrafos após a atividade.

Teatros:

Coliseu: Rua Amador Bueno, 237, Centro Histórico, Santos

Guarany: Praça dos Andradas, 100, Centro Histórico, Santos

---------------------------------- 
Hoje é Dia do Folclore
Apresentação na Praça Mauá, em Santos


A cultura popular ganha força hoje, com a união dos maracatus de Santos e Recife, em comemoração ao Dia Nacional do Folclore. A apresentação ocupa a Praça Mauá (Centro Histórico), a partir do meio-dia, com a participação do grupo santista Quiloa, além dos representantes recifenses Shacon Viana (Nação do Maracatu Porto Rico/PE) e Joana D’Arc (Nação Encanto do Pina/ PE).
O som contagiante dos tambores e outros instrumentos típicos, como gonguê, caixa, tarol e agbês, aliado ao canto e a dança, vão mostrar ao público a essência de uma manifestação originalmente pernambucana: o maracatu. O ritmo vai ganhar vida com os instrumentistas do grupo Quiloa, coordenados por Felipe Romano e pelos mestres de Recife.
O Quiloa, primeiro grupo do gênero na Baixada Santista, foi fundado em 5 de outubro de 2003 e mantém uma forte relação com a Nação Porto Rico (PE). Através deste constante intercâmbio, o grupo santista pode ser considerado um representante paulista da cultura pernambucana, promovendo oficinas e exibições anuais, com o intuito de fortalecer a cultura popular. O evento tem realização da prefeitura de Santos.

Fonte: Agenda cultural

Criação da data

O Congresso Nacional Brasileiro oficializou em 1965 que todo dia 22 de agosto seria destinado à  comemoração do folclore brasileiro. Foi criado assim o Dia do Folclore Nacional. Desta forma, a cultura popular ganhou mais importância no mundo cultural brasileiro e mais uma forma de ser preservada. O dia 22 de agosto é importante também, pois possibilita a passagem da cultura folclórica nacional de geração para geração.

Comemoração

O Dia 22 de agosto é marcado por várias comemorações em todo território nacional. Nas escolas e centros culturais são realizadas atividades diversas cujo objetivo principal é passar a diante a riqueza cultural de nosso folclore. Os jovens fazem pesquisas, trabalhos e apresentações, destacando os contos folclóricos e seus principais personagens. É o momento de contarmos e ouvirmos as histórias do Saci-Pererê, Mula-sem-cabeça, Curupira, Boto, Boitatá etc. Nesta data, também são valorizadas e praticadas as danças, brincadeiras e festas folclóricas.

Miniconto Estranha Paixão
Miriam Santiago

Todas as noites a jovem sonhava com o rapaz desconhecido.
Ele apareceu nas comemorações de São Pedro. Belo e alto, ele trajava uma roupa social branca e um chapéu da mesma cor. Muito falante e cordial, logo se aproximou dela, que cedeu aos seus encantos.
Era o príncipe que entrou somente uma vez nos sonhos da jovem tornando-a radiante, momentos inexplicáveis em seus 17 anos. Mariana desde aquela noite não conseguia mais esquecê-lo. Quem seria ele? Para ela não importava saber, nem mesmo o seu nome ela conseguiu ouvir, apenas queria sentir a presença dele em seus braços e a pureza de seu amor.
Nos estudos, começou relaxar até que abandonou a escola. Que fantasia seria aquela? A filha estaria louca?
A loucura cessou depois de nove meses, quando nasceu o menino Pedro. Pouco se soube sobre o paradeiro do pai da criança.
Dizem os vizinhos que foi o Boto...

Fonte: imagem Google
------------------------



Nenhum comentário: