segunda-feira, 6 de agosto de 2012


Olá amigos, tenham um bom dia e comecem bem a semana.  
Vamos aos assuntos de hoje aqui na página:
Um passeio realizado em 2009 me rendeu um miniconto, leia mais.
O conceituado artista plástico Paulo Consentino lançará mais uma de suas obras no próximo dia 9 (quinta), às 19h30, no Espaço Cultural Tremendão, em Santos. 
O escritor Eddy Khaos lançou o livro O Anjo Poeta, leia mais sobre o autor.
Bem, amanhã tem mais novidades, não percam!
Grande beijo,
Miriam

Quando estive em Curitiba, em 2009, fiz um passeio de trem pela Serra do mar até Morretes, achei dez e o passeio me inspirou a escrever um miniconto, publicado na Revista TerrorZine na época.

Mistério na estrada de ferro


— Não haverá congresso amanhã Carlos, que tal conhecer a estrada de ferro que leva à Morretes? Dizem que o passeio de trem é famoso aqui em Curitiba e tem muitas histórias!
... A guia do vagão explicava sobre a ferrovia, feita de 1880 a 1885, dos túneis, dos trabalhadores mortos ao longo da construção. Carlos ao fotografar os colegas, notou que rapazes estranhos e com roupas antigas entraram no trem. Vindos de onde? Junto com o guia Renato, que também percebera, se aproximou dos homens e tirou duas fotos. O trem entrou e saiu do túnel e para a surpresa dos dois, os viajantes não estavam mais no vagão.  
No hotel Carlos descarregou as fotos e os homens não apareceram em nenhuma delas. Atônito contou aos amigos. “O guia Renato e eu, quando chegamos perto dos homens ...”
— Guia Renato? Só tinha uma guia em nosso vagão, a Kátia, quem é esse outro? Os amigos olharam para Carlos sem nada entender. Ele já não andava bem nos últimos dias.
Ele correu para as fotos e também o guia não aparecera em nenhuma. Com o pensamento latente em provar que dizia a verdade, Carlos foi à estação.
— Sim, pela descrição é o guia Renato. Nossa, ele já faleceu há cinco anos. Estar no trem com as pessoas era a vida dele. Como não pôde mais retornar, ele ficou desgostoso e ...
Carlos não escutou mais nada. À noite foi encontrado pelos amigos, totalmente perdido.    
--------------------------------

Artista lança gravura 

Orla de Santos

O evento acontece nesta quinta


O conceituado artista plástico Paulo Consentino lançará mais uma de suas obras no próximo dia 9 (quinta), às 19h30, no Espaço Cultural Tremendão, em Santos. 
Agora, ele lança a sua nova gravura “Orla de Santos”, a mesma imagem instalada no anfiteatro do Orquidário Municipal de Santos. A edição será limitada, com apenas 50 cópias numeradas, na medida de 20 cm x 70 cm.
Segundo o artista, a obra simboliza a nova fase do orquidário. Ele relata que o Mural mede 2,20 metros por 11 metros e retrata a orla de Santos pela sua ótica, seguindo as características já conhecidas da sua série “Imagens de Santos”. 
Paulo Consentino é também responsável por outras obras de destaque na Cidade, como a pintura em homenagem ao centenário do Santos FC, nos muros do CT Rei Pelé, com tema “100 anos de Futebol Arte”, com imagens dos principais nomes que fizeram a história do time.
No mesmo evento, Consentino lançará a série “Skull Art”, em parceria com Simone Fukuji. Inspirado nas tradicionais caveiras mexicanas, o artista aplicou a sua arte em seis crânios de gesso, pintados a mão.
A visita é gratuita no Espaço Cultural Tremendão, que fica na Rua Brás Cubas, 404, Vila Mathias, em Santos.

Fonte: jornal A Tribuna
-----------------------------
 Livro O Anjo Poeta, 
de Eddy Khaos

Informações Técnicas:
Autor – Eddy Khaos.
•Editora – Literata.
•ISBN – 978 – 85 – 6358 – 660 – 5

Sinopse 

Porque as pessoas acreditam em anjos? Eles estão em todas as religiões, são seres iluminados e não levam em conta os registros de nossos atos negativos, portanto não perdoam, já que não cabe a eles julgar. Anjos eles realmente existem. Não apenas em produções do cinema mundial ou em histórias em quadrinho ou nos animes (desenhos) japoneses. Ou em nossas mentes, em nossos mitos, ou nossos símbolos, ou nossa cultura em geral. Eles são tão reais quanto seu cachorro que não pára de latir no quintal enquanto você brinca com ele, ou sua irmã sapeca que não pára de te pentelhar, ou a eletricidade que necessitamos para quase tudo no mundo de hoje.
Eles estão presentes, bem aqui, agora, bem perto de você, lendo estas palavras com você. Eles não são bonitos, fofos, confortáveis, íntimos, ou "maneiros". Eles são temíveis e formidáveis. Eles são enormes. Eles são guerreiros. Eles são assassinos do reino celestial.
By: Eddy Khaos

Anjo Poeta de enegrecidas asas

Anjo Poeta de enegrecidas asas que se abrem forçosamente para além da dor, alcançando a imensidão do tempo; num gesto inesperado se agitam, soprando as frias cinzas, agitando o obscuro e pesado horror, de cujas entranhas enevoadas brota e faísca, mesmo nas sombras, a grata beleza.

Leia mais, conheça o autor:
 ------------------------------


Nenhum comentário: