sexta-feira, 10 de agosto de 2012


Olá amigos, tenham um bom dia e aproveitem a sexta!
Hoje tem Roda Literária no Porto do Saber, programação variada e gratuita.
Se você gosta de filmes franceses, dia 15 começa o Festival Varilux. Acesse e veja a programação.

Exposição Os tesouros da dinastia Han, leia mais.

Bem, por hoje é só e amanhã tem mais novidades.
Grande beijo,
Miriam



Roda Literária – Porto do Saber

Na Roda Literária de agosto a homenagem será a Silvia Lemos Smith, uma das fundadoras da Casa do Poeta Brasileiro de Praia Grande, e a Gil Vicente, dramaturgo português.
A dinâmica da Roda Literária conta com a presença dos poetas e demais convidados, todos amantes da arte literária, sentados em roda.
O evento conta com declamações de poemas, citações de autores consagrados e troca de informações, bem como abertura para jogos literários e improvisos com muita interação do público.
A Biblioteca do Saber faz parte do projeto da Secretaria de Educação de Praia Grande que disponibiliza num mesmo espaço aulas de Artes Visuais, Dança, Música e Teatro, acesso a internet para pesquisa entre outras atividades além do acervo de mais de 25 mil livros.
O Espaço Flex é um local aberto a artistas e público em Praia Grande.
Além, do Espaço Flex, o Porto do Saber reúne num só lugar biblioteca com 25 mil livros, espaço digital com 20 computadores conectados à internet e área para aulas culturais (dança, teatro, música e artes visuais).

Serviço:
Biblioteca Porto do Saber
Dia: 10/8, às 18h
Av. São Paulo, 900, Praia Grande (ao lado do Hospital Irmã Dulce)
Telefone: (13) 3496-5358
Evento gratuito
---------------------------
Festival Varilux de Cinema Francês

De 15 a 23 de agosto
Veja a programação, acesse:

------------------------

Exposição Os tesouros 

da dinastia Han

 

As incrivelmente belas armaduras de corpo inteiro são feitas de milhares de placas de jade e têm uma semelhança impressionante com pedras preciosas, cada uma com o tamanho e forma de um homem. De certo modo, é isso que elas são. Feitas durante a dinastia Han, as vestes foram concebidas para adornar os corpos de reis mortos a fim de protegê-los da passagem eterna do tempo. Agora elas são as estrelas de “A Busca pela Imortalidade”, uma nova exposição do museu Fitzwilliam em Cambridge. Esta é a primeira vez que elas saem da China junto com os outros 350 objetos exibidos na mostra.
Tudo o que pode ser visto na exposição veio das tumbas imperiais da dinastia Han, as quais serviam como palácios ricamente decorados para a vida após a morte. Metade dos objetos veio das escavações das tumbas dos reis de Chu no norte da China; a outra metade veio das tumbas do rei de Nanyue, 1.500 km ao sul. Esta é a primeira vez que esses artefatos podem ser vistos juntos, mesmo para muitos estudiosos chineses. As quatro salas da exposição oferecem “a mais grandiosa exibição dos tesouros mortuários dos Han chineses jamais vistos em todo o mundo”, explicou Yinde Li, diretor do museu de Xuzhou, que cedeu muitos dos artefatos.
A mostra procura introduzir os visitantes às antigas ideias Han a respeito da imortalidade e explicar como era a vida nas cortes Han, a qual é refletida pelas tumbas-palácio. O resultado é excepcional. Em setembro, Potts se tornará diretor do museu J. Paul Getty, deixando o Fitzwilliam em grande estilo.

 

Fonte: Opinião & Notícia

---------------------------


Nenhum comentário: