sexta-feira, 31 de agosto de 2012

Bom dia amigos e tenham uma excelente sexta-feira.
Vejam os assuntos de hoje no meu blog:
Dançando Pela Paz – Dança e Ritmos do Mundo traz diversos shows inéditos com vários artistas. Com abertura no dia 13/9, o evento acontece no Teatro Anhembi Morumbi, veja mais.
O Café Filosófico CPFL do dia 2/9 é com Jorge Coli, que aborda o assunto aobre o Brasil retratado: A questão do realismo e intenções brasileiras na arte do século XX. 

O que os políticos leem?

Na Flor sagrada, linda poesia de Patrícia de Cassia Pereira Porto, no Cantinho da Poesia.
Vem aí Mirada - Festival Ibero-Americano de Artes Cênicas de Santos.
Bem, por hoje é só, mas amanhã tem mais novidades.
Grande abraço,
Miriam

Dançando Pela Paz

Para quem aprecia a música e dança de outras nacionalidades, o Dançando Pela Paz - Dança e Ritmos do Mundo traz shows inéditos para São Paulo. Além da série de shows de diversos países, haverá exposição de fotografias e workshop de danças persas.
A abertura do evento ocorre no dia 13 de setembro e conta com a apresentação do guitarrista flamenco Pedro Soler, que interpreta repertório clássico, com músicas próprias e improvisações flamencas, em parceria com o violinista francês Philippe Mouratoglou.
No dia 20, a noite começa com a Família Menezes, de São Luiz do Maranhão, interpretando composições próprias em estilos como bumba meu boi, coco, samba, maracatu, rastapé e ciranda. Em seguida, sobe ao palco a dançarina e coreógrafa iraniana Rana Gorgani. Acompanhada pelos músicos Ershad Tehrani (Irã), Rabah Hamrene (Algeria) e Rouzbeh Motia (Irã), Rana apresenta as danças tradicionais do Irã, sama-dança sufi, danças do Afeganistão, danças nômades e ritmos persas.
Vindos de Budapeste, Geza Hosszu-Legocky & The 5 Devils se apresentam no dia 27, obras de Niccolò Paganini a Aram Khachaturian, e repertório tradicional cigano, terminando com uma releitura de canções de Michel Legrand, Nino Rota e Charlie Parker executadas à maneira cigana.
O evento se encerra no dia 8/10, com o grupo Mawaca, que apresenta o espetáculo Cantos da Floresta, que conta com a presença do povo Kaxinawa, do Acre, representado por Ibã, cantor, xamã e pesquisador dos cantos do nixi pae, e da Comunidade Bayaroá, do Amazonas.
Todas as apresentações musicais ocorrem no Teatro Anhembi Morumbi (Rua Dr. Almeida Lima, 1.176, Mooca, São Paulo), às 21 horas e custam de R$12,50 a R$25,00.

Exposição fotográfica

A exposição de fotografias é gratuita e também homenageia os Ciganos, com 24 imagens em preto e branco do fotógrafo baiano Rogério Ferrari que registrou o cotidiano e as diferentes condições de vida de integrantes das comunidades ciganas da Bahia. Será realizada de 13 a 30 de setembro no Teatro Anhembi Morumbi.

Workshop

O workshop traz o tema Danças e Ritmos da Pérsia, com Rana Gorgani. Realizado nos dias 22 e 23/09 no Centro de Estudos Universais (Rua Araçari, 218, Itaim Bibi, São Paulo) e custa R$350,00.

Informações:

Telefones: (11) 2872-1457 e 2872-1458

Fontes: jornal A Tribuna e Teatro Anhembi Morumbi
-------------------------
-----------------------
O que os políticos leem?

 

Depois da revelação de que Paul Ryan, vice do candidato à presidência norte-americana Mitt Romney, é um antigo fã da escritora Ayn Rand, jornalistas, críticos e o público em geral ficaram curiosos para saber mais sobre os gostos literários dos políticos e como eles influenciam sua forma de governar. Geralmente os políticos são os personagens de livros, mas não falam sobre seus hábitos de leitura. Será que Barack Obama é fã de poesia? Qual romance clássico tem um lugar especial na estante de Hillary Clinton? E Dilma Rousseff, o que lê?
Dilma Rousseff tem fama de devoradora de livros entre os companheiros de trabalho. Os mais íntimos dizem que a presidente gosta de discutir em viagens e momentos de descontração sobre o que está lendo ou já leu. Um dos livros preferidos de Dilma é “Grande Sertão: veredas”, de Guimarães Rosa: “Acho inigualável”, disse a presidente.
Já a atual secretária de Estado dos EUA Hillary Clinton tem uma propensão declarada por romances que relatam as alegrias e lutas das mulheres norte-americanas. Outros livros favoritos incluem The Color Purple e The Joy Luck Club.
Conhecido como um admirador da literatura, os hábitos de leitura do presidente Barack Obama têm sido um tema de interesse público nos EUA. Desde que ele foi eleito presidente, são divulgadas listas com suas leituras atuais. Entre os trabalhos de Emerson, Twain e Lincoln, Obama cita frequentemente Song of Solomon de Toni Morrison como um de seus romances favoritos.
----------------------------

Na Flor sagrada
Patrícia de Cassia Pereira Porto

"Os meus pés se confortam com os úmidos da floresta...

Não meço com métricas minhas verdades meias,

nem mesmo de minhas mentiras tiro metades medidas.

Prefiro alcançar pelo abismo o amor: o único,

vestido de natureza indistinta, pasmado de aconchegos.
Atravesso pontes sobre os rios e não dou conta ou destino dos desvios,
meus pés se acalantam nas sombras, nas folhas desarrumadas da família,
fazendo desalinho e poema.
São duas flores brotadas na terra, aquecidas no barulho do tempo,
levando, distraídas, o fruto mesquinho ao chão.
Vão ao encontro do mundo, da morte, da força que nasce serpente.
Assim atravessam o pântano, a crise, o medo do sozinho:
renascida das flores, entre o beijo da manhã e o encurtamento das horas,
não ouso andar ou nadar contra o passado, e me abasteço de cuidados outros.
Na frente da casa, porta aberta, figos na tigela alva, noite morna chega e vai:
outro dia, outra chance, outra vida, outra fresta. Viver."


Conheça mais a autora, acesse:
---------------------------------
Vem aí Mirada
Festival Ibero-Americano de Artes 
Cênicas de Santos

Aguarde por mais informações sobre o festival, que entra em cartaz de 5 a 15 de setembro, no SESC Santos.
Dentre a programação, destacam-se “Hamlet, dos Andes”; “O Autor Intelectual”; “Gêmeos” e “O Fio Mágico”, entre outros.


Nenhum comentário: