quinta-feira, 14 de novembro de 2019


Coluna Dicas da Língua Portuguesa
Relembrando o uso da crase

Bom dia e excelente quinta-feira a todos nós.
Tempo chuvoso aqui na Baixada Santista e segundo previsões climáticas, deve continuar.
A coluna desta semana traz algumas dicas para relembrar o uso da crase. Espero que sejam úteis, abraços.



Relembrando o uso da crase

- Antes de palavra masculina, não ocorre crase, exceto quando a expressão “à moda de” estiver implícita. Exemplos:
O pagamento das dívidas foi feito a prazo.
Eles viajaram a bordo de uma aeronave moderna.
Marcos foi a pé para o escritório.
Ele fez um gol à Pele. (Ele fez um gol à moda de Pelé).
Ele comprou sapatos à Luís XV. (Ele comprou sapatos à moda de Luís XV).

- Regra básica: ocorre crase antes de palavra feminina. Exemplos:
As amigas foram à confraternização de final de ano da empresa.
Substitua a palavra “confraternização” pela palavra “encontro”:
As amigas foram ao encontro de final de ano da empresa.

- A crase é utilizada em expressões que indiquem hora. Exemplos:
Às três horas começaremos a estudar.
Ele esteve aqui às 8h, mas foi embora porque não te encontrou.

Quando as horas estiverem antecedidas das preposições para, desde e até, naturalmente o artigo não receberá o acento indicador de crase.
Ele decidiu ir embora, pois estava esperando desde as 10h.
Marcaram o encontro no restaurante para as 20h.
Fique tranquilo, eu estarei no trabalho até as 9h.

- Crase opcional antes de substantivos femininos próprios. Exemplos: 
Carlos fez um pedido à Mariana / Carlos fez um pedido a Mariana.

- Depois da palavra até: Se depois da preposição até houver uma palavra feminina que admita artigo, a crase será opcional. Exemplos:
Os amigos foram até à praça General Osório / Os amigos foram até a praça General Osório.

Fonte de pesquisa: português.com

quarta-feira, 13 de novembro de 2019


As melhores crônicas de Rubem Alves
Dica de leitura


Olá pessoal, bom dia.
Mesmo com meu tempo muito corrido por conta da gatinha que adotei recentemente, comecei a ler o livro “As melhores crônicas de Rubem Alves”, e estou adorando.
Não tenho muito a comentar, apenas a indicação do livro, pois trata-se de um dos autores mais respeitados do Brasil, que publicou diversos textos em jornais e revistas, agradando leitores e crítica literária.

A obra, de 2008, primeira divulgação, reúne as melhores crônicas do autor, mas não segundo critérios literários. A edição apresenta um conjunto afetivo, selecionado pelo autor e pela editora considerando as manifestações dos leitores ao longo dos anos.
Um dos intelectuais mais respeitados do Brasil, Alves publicou diversos textos em jornais e revistas do país e atuou como cronista, pedagogo, poeta, filósofo, contador de histórias, ensaísta, teólogo, acadêmico, autor de livros infantis e psicanalista.


Espero que gostem da dica, abraços,
Míriam 

terça-feira, 12 de novembro de 2019


Mostra Stephen King, no CCBB São Paulo
Sessões por até R$ 5

Olá, excelente terça-feira a todos nós.
Dias difíceis de adaptação de uma linda gatinha que adotei no fim de semana e que tem me tomado muito tempo.
Aos fãs do espetacular autor Stephen King, segue mostra de cinema.
Abraços,



"Stephen King: O Medo é Seu Melhor Companheiro" já chegou ao Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) São Paulo permanecendo até 25 de novembro. O público pode conferir 41 produções, entre filmes, telefilmes e minisséries, baseadas nas obras do autor, além de cinco filmes que foram referência para seu trabalho.
Com ingressos a R$ 5 e algumas sessões gratuitas, a programação conta, ainda, com debates e masterclass com profissionais convidados, além de sessões com acessibilidade (libra e audiodescrição).

Serviço:
"Stephen King: O Medo é Seu Melhor Companheiro"
Quando: até 25 de novembro
Local: CCBB São Paulo – Rua Álvares Penteado, 112, Centro (próximo à estação São Bento do metrô)
Confira a programação:

Fonte: site CCBB

domingo, 10 de novembro de 2019

Cinema & Debate: Martyrs – com entrada franca

Organizado por Cinemateca de Santos

Neste domingo (10/11), às 19 horas será exibido o filme de terror Martyrs de 2008, escrito e dirigido por Pascal Laugier. Estreou no Festival de Cannes em 2008 e foi associado ao movimento New French Extremity.
Após a exibição haverá um bate-papo com Maximiliano Ujevic da UFABC. No término do evento os frequentadores poderão receber um certificado de participação.


Sinopse e Informações:
Martyrs

Lucie, uma menina de dez anos que desapareceu meses atrás, é encontrada em uma estrada, desorientada, sem lembrar de nada que aconteceu. Seu corpo está todo maltratado e as razões de seu desaparecimento são um mistério. Internada em um hospital pelos traumas causados, ela faz amizade com outra menina chamada Anna. Quinze anos depois dessa terrível experiência, Lucie embarca em uma sangrenta vingança contra os seus opressores, ou quem ela acredita que são.
(Dir:Pascal Laugier/99min/Cor/Leg/2008/Terror/18 anos)

Serviço:

Cinema & Debate: Martyrs

Quando: dia 10/11 (domingo) das 19h às 22h30
Local: Cinemateca de Santos
Endereço: Rua: Ministro Xavier de Toledo, 42
Telefone: (13) 3251-1613

Entrada franca

quinta-feira, 7 de novembro de 2019


Coluna Dicas da Língua Portuguesa

Olá, excelente quinta-feira a todos nós.
A coluna desta semana aborda sobre o plural das palavras ciúme e saudade, espero que seja útil na grafia.
Abraços.

"Faz tempo que não vejo minha irmã. Sinto SAUDADE ou SAUDADES dela?"
"Minha mulher é muito brava. Ela sente CIÚME ou CIÚMES de mim?"

A maioria das pessoas nestes exemplos se utiliza do plural: "sinto saudades de você" ou "sinto ciúmes de você".
No entanto, as duas formas estão corretas. Não há qualquer erro em usar ciúme e saudade, assim como também não há erro em usar ciúmes e saudades.

Fonte: site português de brasileiro

segunda-feira, 4 de novembro de 2019



Um pouco de Fernando Pessoa
Coluna Cantinho da Poesia

Olá, bom início de semana a todos nós.
A coluna Cantinho da Poesia desta segunda traz o poema Presságio, de Fernando Pessoa.
Abraços, até amanhã,
Míriam

Presságio


 O AMOR, quando se revela,
 Não se sabe revelar.
 Sabe bem olhar p'ra ela,
 Mas não lhe sabe falar.

 
Quem quer dizer o que sente
 Não sabe o que há de dizer.
 Fala: parece que mente...
 Cala: parece esquecer...

 Ah, mas se ela adivinhasse,
 Se pudesse ouvir o olhar,
 E se um olhar lhe bastasse
 P'ra saber que a estão a amar!

 Mas quem sente muito, cala;
 Quem quer dizer quanto sente
 Fica sem alma nem fala,
 Fica só, inteiramente!

 Mas se isto puder contar-lhe
 O que não lhe ouso contar,
 Já não terei que falar-lhe
 Porque lhe estou a falar...


Fernando Pessoa
Fernando António Nogueira Pessoa, português de Lisboa, nasceu dia 13dejunhode 1888, falecendo no dia 30 de novembro de 1935.  Durante toda sua trajetória foi poeta, filósofo, dramaturgo, ensaísta, tradutor, publicitário, astrólogo, inventor, empresário, correspondente comercial, crítico literário e comentarista político.  

domingo, 3 de novembro de 2019

Revista Conexão Literatura de novembro
Já está disponível a penúltima edição do ano

Olá, meus amigos, excelente domingão a todos nós!
Aqui na Baixada Santista está um calor “de rachar”!
Já está disponível para baixar gratuitamente a edição de novembro da Revista Conexão Literatura, participo com um conto, dê uma espiada.
Abraços, até amanhã,
Míriam

EDITORIAL

“A penúltima edição de 2019 está recheada de informações sobre livros e autores. Nas páginas da revista o leitor poderá conferir uma matéria especial sobre a leitura como terapia. São livros diferentes, criativos e que podem tirar o leitor do estresse do dia a dia. E como não pode faltar em nossas edições: novos contos, crônicas, dicas incríveis de livros, entrevistas com escritores e muito mais. Assine a nossa newsletter e receba em seu e-mail notícias atualizadas sobre o mundo da literatura. Chegará um e-mail para você confirmar a inclusão, participe!”.
Ademir Pascale Editor-Chefe

Edição de novembro:

Para saber como participar das nossas próximas edições, clique no link:
www.revistaconexaoliteratura.com.br/p/midia-kit.html


sábado, 2 de novembro de 2019

Senzenina, sem se ninar
Espetáculo gratuito no Sesi Santos

Olá, bom dia! Excelente feriado a todos nós.
O espetáculo, que começou ontem tem vários dias de apresentação com entrada gratuita, porém, é necessário reservar ingresso.
Abraços, até amanhã,
Míriam

Senzenina acontece nos dias 02, 07,08 e 09/11,  sempre às 20h, classificação 14 anos



O espetáculo reflete a intolerância com migrantes e o tratamento desumano oferecido a eles.
A partir de cenas carregadas de ironia e indignação, Senzenina, sem se ninar aborda a recepção e tratamento em relação aos migrantes e refugiados - e ao ser humano de forma geral -, numa época em que há ciência sobre o movimento de povos que deixaram suas origens, criaram novas culturas a partir de navegações e colonizações compulsórias.
O espetáculo propõe ao espectador a reflexão sobre o comportamento da sociedade nas situações de migrantes, que num mundo doente, de alguma forma, somos todos nós.
A peça foi nomeada Senzenina - que significa O que nós fizemos? lamento proferido em funerais e utilizado como canto de protesto no Apartheid. Sua letra profunda é culminada de dores, um manifesto de seres humanos que não se sentem inclusos, aceitos ou valorizados pela sociedade.

Drama, Adulto, 50 min.
Direção: Yara Lo Martins | Concepção: Yara Lo Martins | Sonoplastia: Yara Lo Martins | Visagismo: Yara Lo Martins | Iluminação: José Edilson Bispo dos Santos | Cenotecnica: José Edilson Bispo dos Santos | Assistência de direção: José Edilson Bispo dos Santos | Textos utilizados e inspirados: Migraaantes, de Matéi Visniec, Palhaços, de Timochenco Wehbi e Caravana de Ilusões de Alcione Araújo | Preparação corporal/coreografia Hip Hop: Mayara Peres Marta | Pesquisa musical: Mauricio Abad Salto e Yara Lo Martins | Orientação de costura de figurinos: Sandra Godinho Pereira | Figurinos, máscaras e adereços: Grupo Múltiplas Linguagens | Confecção de adereços cabeça coiotes: Hilda de O. Martins| Fotos: Mayara Lobo e Yara Lo Martins | Elenco: Ana Cristina Caldas dos Santos, Cassandra Vieira Santana, Conceição Helena Cordeiro, Jeovani Tavares, Luisa Helena Prudencio da Silva, Maike Julio de Lima Alves, Marco Antonio Alegro, Reynald Felipe do Carmo Costa, Ricardo Valerio de Araújo, Roselaine Morais Grigório e Yngridi Monyque da Silva Gomes | Realização: NAC Santos
Tema: Migração e humanidade | Conteúdo: Crítica social e ironia

Serviço:
Senzenina, sem se ninar
Quando: dias 02, 07,08 e 09/11,  sempre às 20h  
Local: teatro do Sesi –Avenida Nossa Senhora de Fátima, 366, Jardim Rádio Clube, Santos
Mais informações: (13) 3209-8210
Reservas:
http://www.sesisp.org.br/meu-sesi                            

quinta-feira, 31 de outubro de 2019


Coluna Dicas da Língua Portuguesa
Enem 2019: "checklist" para a revisão da língua

Olá, bom dia!
Prova do Enem se aproximando e como alguns leitores da página que irão participar me solicitaram dicas sobre esse tema, segue material, que também pode ser utilizado para qualquer pessoa, já que o assunto é sobre a nossa rica Língua Portuguesa.
Pesquisei algo rápido e sucinto e mais abaixo disponibilizo o link do site, que, inclusive, tem ainda para complementar uma videoaula sobre acentuação.
Espero que seja útil a todos, abraços.


O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), que será entre os dias 3 a 10 de novembro, é importante revisar os principais tópicos de cada disciplina. 
Para ajudar quem está na reta final da preparação para o Enem, o professor Antunes Rafael dos Santos, que também é diretor do colégio Oficina do Estudante, selecionou o que é imprescindível repassar. Confira a seguir. 

Na Redação: 
. Concordância nominal e verbal;  
. Regras de acentuação e uso da crase;  
. Ortografia.

Na prova de Linguagem: 
. Interpretação de textos gêneros variados, principalmente tiras, anúncios publicitários e gráficos.  

Este foi, segundo ele, um dos tópicos que mais caíram no Enem 2018. Também se destacaram:  
. Literatura regional e aspectos característicos da cultura popular; 
. Funções da linguagem. 

Mas é bom ficar atento também aos conteúdos que não caem há algum tempo. Entre eles estão:  
. Funções sintáticas das palavras;  
. Regras ortográficas. 

Acompanhe mais informações:

quarta-feira, 30 de outubro de 2019


Últimas semanas da exposição “Histórias das Mulheres” no Masp

A exposição Histórias das Mulheres, presente no Masp, apresenta quase cem trabalhos datados do século 1 ao 19, com obras feitas por mulheres que viveram no norte da África, nas Américas, Ásia, Europa e Índia.
A mostra conta essas histórias a partir de pinturas e têxteis, demonstrando que apesar de afastadas da academia onde a arte de fato era reconhecida, as mulheres sempre produziram arte.


Serviço:
Histórias das Mulheres
Local: Masp - Avenida Paulista, 1.578, São Paulo
Quando: até 17 de novembro
Horários: terça, das 10h às 20h (entrada gratuita). de quarta a domingo, das 10h às 18h  

Fonte: Masp